Empório São Pedro, um bálsamo ao palato!

Esta semana fui visitar um dos lugares mais interessantes na arte de se comer bem que a cidade de Embu das Artes pode oferecer aos seus visitantes. O Empório São Pedro, que já existe há 23 anos em uma das ladeiras mais charmosas da cidade, te levará a uma viagem ao tempo. Cada detalhe da pequena casa, suas mesas, quadros e outros objetos que pertenciam ao antigo antiquário que ali existia anteriormente, se integram sutilmente e formam um bonito cenário para os almoços de finais de semana. Infelizmente o Empório não abre para o jantar, o que é uma pena, pois já tive o privilégio desta experiência e foi inesquecível. Outra notícia triste é que você não poderá pagar sua conta com cartão de crédito, somente em débito ou dinheiro, vá preparado!

Quem assina o menu é o chef e proprietário da casa Guilherme Manuel, eu tive a sorte de ser recebida por ele, sua presença não é constante na cozinha, mas não se preocupe sua sous-chef, a Juliana Manfrinato dá conta e muito bem do recado e sua equipe está toda alinhada com a filosofia da casa!

Eu raramente sugiro o Couvert (R$28,00) de algum restaurante que eu visito, mas o deste empório é algo instigante, colorido e aromático, algo incomum quando se trata de couvert, que no geral é sempre uma cestinha de pães, alguns patezinhos e manteiga. Aqui você encontrará pães caseiros feitos na hora, caponatta artesanal e aromática, salada assada, tomate seco, alichella, sardela, manteiga aromatizada feita com a fruta da goiaba (eu não conseguia parar de comê-la) e alho confitado. Tudo chega em equilíbrio de texturas, sabores e aromas. Sem contar o detalhe da louça onde é feita a composição. Sem exageros eu voltaria apenas para tomar um copo de vinho tinto com esta maravilha de entrada. Não hesite em prová-la!

O menu tem muitas entradinhas para se comer com as mãos, se possível não dispense o Arancini do Empório (R$29/06uni), que nada mais é uma releitura do risoto da casa em versão petisco. Textura levemente areada, úmida, o recheio de queijo gorgonzola fresco além de intensificar o sabor do arancini, lhe reservará uma surpresa na primeira mordida e que deixará tudo com outro significado, algo que traz delicadeza ao bolinho, mas eu não irei contar para não estragar o mimo.

Tivemos a sorte de provar uma receita sazonal do chef Raviolone com gema de ovo, recheado com queijo brie e ricota, aspargos frescos com molho de cogumelos porcini (R$39,00). Uma receita primorosa, onde a gema foi trabalhada pelo chef de forma paciente, deixando-a no ponto exato, firme e levemente molinha por dentro, respeitando cada ingrediente que juntos causavam uma explosão de sabores e texturas. Um primor! Se o chef estiver na cozinha peça, ele fará para você.

Entre os pratos principais, os italianos fartos são os que reinam desde sempre no menu da casa, provei o Nhoque de mandioca com rabada desfiada ao molho de tomate fresco e ervas do jardim (R$59,00), massa macia, molho bem encorpado que criava uma sinergia balsâmica com a carne cozida em fogo lento que desmanchava na boca. Se você busca uma receita genuinamente italiana, está aqui irá de encontro ao seu desejo.

Para quem quer fugir das massas, o Filé Mignon grelhado e servido com gateau de batatas e molho de pimentas (R$71,00) é uma decisão acertada. A carne é um desafio para qualquer carnívoro (a), ela vem em uma posta bem alta, um corte impecável e chega à mesa perfeitamente no ponto e sua maciez me surpreendeu, o molho apimentado só enalteceu a receita. A guarnição feita de batatas neutralizou o prato, nada demais, mas que ocasionou um bom dueto com o protagonista.

Ainda tivemos fôlego para provar o Souflê gelado de licor Grandmarnier com laranja confit e canela (R$25,00). Há anos eu provo esta sobremesa aqui e ela continua reinando no menu. A combinação de sabores e texturas são de uma delicadeza intensa sem igual.

Lugar aconchegante e encantado, serviço gentil e um menu repleto de agradáveis surpresas comestíveis. Visitar esta casa é dar a sua alma um belo motivo para “fugir”, mesmo que por algumas horas do frenesi da Capital Paulista. Sempre saio feliz daqui!

Serviço
Rua Siqueira Campos – Viela das Lavadeiras, casas 28 e 75 (20,06 km de SP)
Embu / SP
Aberto de quarta a domingo das 12h as 17h
Telefone: (11) 4781-2797

Crédito Imagens: Roberto Salgado

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *