Trancoso sediará a segunda edição do Organic Festival, em setembro.

Trancoso foi a cidade escolhida para receber a segunda edição do Organic Festival. Um evento para quem ama uma culinária saudável e anda preocupado com estes tempos de PL do Veneno. Uma boa oportunidade também, para discutir novas metodologias de produção de alimentos sem agrotóxicos e tantos outros assuntos em pauta nestes tempos sinistros e que envolve diretamente a agricultura e o meio ambiente.

O evento tem outras intenções como unir turistas e a comunidade local em torno de uma boa mesa preparada por grandes chefs como Morena Leite (embaixadora do festival e que comandará o jantar de abertura no Capim Santo), Neka Menna, de São Paulo, Matthew Kennedy, de Los Angeles, Roberta Sudbrack e a culinitarista Bela Gil, ambas do Rio de Janeiro.

Na programação workshops, saraus, aulas de culinárias, piqueniques e aulas de yoga, e tudo isso vai acontecer no UXUA Casa Hotel & Spa. Voluntários de toda a região ajudarão na coordenação do evento, incluindo o grupo de ativismo e educação ambiental jovem de Trancoso, que já se apresentou na ONU e foi indicado ao Prêmio Visão Sustentável; e o Mama Trancoso (Movimento Ambientalista Mukaú Aponem) que, com o apoio do Organic Festival, está trabalhando com biólogos e engenheiros ambientais para inaugurar uma horta orgânica comunitária permanente na Associação Despertar, na rua principal do vilarejo

Se você está curtindo o festival então dá uma olhada em toda a programação e arrume suas malas. Eu quero muito irrrrrrrrrrrrrrrrr……

Quinta, 12 setembro

Jantar de abertura no Capim Santo

Sexta, 13 setembro

Café da manhã e aulas de culinária
Casa Organic Festival
Jantar & Música no UXUA Quadrado

Sábado, 14 setembro

Almoço, Praia & Música na Praia das Tartarugas
Piquenique no Quadrado
Banquete dos Chefs com aulas e música acústica
Casa Organic Festival
Jantar & Vinhos no UXUA Quadrado

Domingo, 15 setembro

Despedida na Casa Organic Festival
Brunch por Danielle Dahoui no Santo Café
Inauguração da horta com a Associação Despertar
Luau na UXUA Praia
Pocket Show da Céu

Curta e siga:

Hilton Morumbi promove noite de Jazz.

Em busca de novas experiências para seus visitantes, o hotel Hilton São Paulo, em parceria com a vinícola sul-africana Nederburg, criaram um evento muito especial para os amantes do Jazz.

Quem quiser poderá entrar no clima jazzístico, na próxima quinta feira, dia 22 de agosto, às 19:30hs, ao som da banda RG Jazz Trio, com um excelente menu, ótimos vinhos, num ambiente totalmente acolhedor.

O Festival acontece no terraço Armazem Morumbi, que terá uma mesa de antepastos exclusiva (R$50,00/pessoa), que conta com ciabatta, baguette, pães rústicos, patês de gorgonzola, de azeitona preta e de salsinha e alho, queijos como o gorgonzola, o provolone e a mozzarella de búfala regada com azeite e orégano; salame, presunto royale e clássicos petiscos como o frango a passarinho, o torresminho, mini pastéis, coxinha e linguiça aperitivo, além de cremosos e deliciosos caldos de feijão e mandioquinha. Os vinhos, da vinícola mais premiada da África do Sul, poderão ser desfrutados por taça (R$ 35,00) ou por garrafa (R$99,00), com as opções de Cabernet Sauvignon, Pinotage e Sauvignon Blanc.

Não tem nada mais gostoso do que este quarteto: Jazz, comidinhas, bebidinhas e boa companhia…

Nos vemos por lá!?

Serviço
Local: restaurante Armazem Morumbi – Hilton São Paulo Morumbi
Avenida das Nações Unidas, 12901, Torre Leste – Brooklin
Estacionamento no local – convênio com o restaurante (R$18.00 por 4 horas).
Reservas e informações podem ser obtidos pelo telefone 11 2845-0370 ou e-mail: saomo_armazem@hilton.com

Curta e siga:

Drosophyla Bar participa da Jornada do Patrimônio 2019.

Quer um passeio diferente e gostoso para o final de semana, em um dos bares mais emblemáticos da cidade? O lindo casarão do Drosophyla Bar esta fazendo parte da programação da Jornada do Patrimônio, pelo quarto ano consecutivo, e estará aberto para visitação neste sábado e domingo das 12h às 18h. Construído em 1920 em um antigo terreno pertencente a de Dona Veridiana Prado, aristocrata e intelectual paulistana,  a casa em estilo cottage com influência germânica projetada pelo arquiteto Abelardo Soares Caiuby, apresenta em seu glamoroso interior a atmosfera  e a forma opulenta de como vivia a burguesia da época.

Organizada pelo Departamento do Patrimônio Histórico da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo, a Jornada do Patrimônio tem como principal objetivo estimular a população a reconhecer os patrimônios históricos e culturais paulistanos, que tratam da memória e identidade dos diferentes grupos sociais presentes na cidade. Lindo isso né?

Além do tour e informações sobre as curiosidades do casarão, os visitantes poderão almoçar, petiscar e degustar a deliciosa carta de drinks que eles oferecem por lá.

E para quem for no domingo (18), o Drosophyla fará um bazar vintage, com produtos de decoração, moda, acessórios e um brechó. O bar possui uma lojinha, a Lillo Luxo que também estará aberta com peças garimpadas pelo mundo afora, por Lilian Varella – proprietária da casa.

Imperdível né minha gente!

Serviço
Jornada do Patrimônio – 17 e 18 de agosto
Endereço: Rua Nestor Pestana, 163 – Consolação – São Paulo.
Contato: (11) 3120 5535 / drosophyla@drosophyla.com.br
Jornada do Patrimônio: sábado e domingo das 12h às 18h.

Curta e siga:

5 Brunches e 5 bairros para amar e se perder em Londres

Que Londres é a rainha dos brunches, superando até mesmo a imbatível New York, não se discute. Essencialmente britânico, o programa de juntar o café da manhã com o almoço vira uma experiência muito além da gastronomia. Aqui selecionamos, um dos 5 lugares mais cobiçados, onde o brunch é tratado com respeito e o entorno compete em atrativos e charme com o que vem à mesa.

The Good Egg, King Court

A inventiva cozinha do The Good Egg, originalmente baseado em Stoke Newington, chegou recentemente à região de Carnaby Street, na charmosa King Court, local de encontro de muita gente que passeia ou trabalha na área. Espere pratos saudáveis e influenciados pelas cozinhas de Nova York e do Oriente Médio, além de coquetéis incríveis. Não deixe de pedir o célebre Shakshuka, a versão israelense para ovos rancheiros, ou o feta cheese marinado, acompanhados de um potente Bloody Mary. King Court reúne três andares de lojas, restaurantes e cafés voltados para um pátio super agradável. Recomenda-se reserva antecipada.

Duck and Waffle, City

No coração do centro financeiro de Londres – a City – este lendário restaurante, no quadragésimo andar de um prédio na Avenida Bishopsgate, é conhecido tanto pela sua deliciosa cozinha quanto pelo lendário menu de brunch, cujo prato principal dá nome à casa: o Duck and Waffle. A iguaria consiste de coxa de pato confitado e crocante sobre um robusto waffle coberto com um ovo frito regado a maple sirup e mostarda. O restaurante fica aberto 24 horas e é frequentado por elegantes executivos engravatados. A vista de toda Londres é de tirar o fôlego. Reserve umas boas horas para percorrer a região que concentra o maior de número de atrações turísticas da cidade, como a Catedral de St.Paul, Tower Bridge, e Tower of London, entre outras. Recomenda-se reserva antecipada.

Opso, Marylebone

Inspirados na cozinha grega tradicional e contemporânea, os pratos do OPSO são ao mesmo tempo autênticos e inovadores e convidam a uma aventura por vias inéditas de sabores e texturas. O cardápio do brunch não foge à regra, e juntando tudo isso a um lindo e bem decorado ambiente contemporâneo, em um bairro que representa a quintessência londrina, as chances de sair dali em pleno deleite são enormes. O carro-chefe é o Salmão Prime Defumado e um coquetel à base de champagne e camomila. As panquecas recheadas de frutas e berries são imperdíveis. No bairro, as opções são generosas para compras, gastronomia e museus, como o Sherlock Holmes e a fascinante Coleçao Wallace. Perca-se pelas ruas georgianas e perceba a classuda vibe do bairro.

Tom’s Kitchen, Chelsea

Próximo aos elegantes bairros de Kensington e Knightsbridge, o Chelsea é uma região cheia de personalidade e atitude, e já foi centro da boemia londrina, onde moraram os Beatles e os Rolling Stones. É ali que fica o Tom’s Kitchen, uma versão “cool” da tradicional brasserie britânica da velha escola. Os pratos são baseados em ingredientes locais e sazonais, com fortes referências à Comfort Food, mas com um toque inovador e contemporâneo. Não deixe de provar os “ovos turcos” e a rabanada de brioche com sumo de maçã, cenoura e gengibre

Bourne e Hollingsworth, Clerkenwell

Processed with VSCO with e5 preset

Ocupando o 10º andar do Assembly Hotel em Charing Cross Road, o B & H Garden Room apresenta fachada recuada, interiores clássicos, deliciosa comida sazonal, coquetéis exclusivos e as melhores vistas 180 graus de Londres, sugerindo um oásis, ou melhor, um verdadeiro jardim, no coração do West End. Não deixe de provar os scones com bacon, os Eggs Benedict ou o brisket (peito de boi braseado) com batatas crocantes. O bairro de Clerkenwell é conhecido como destino gastronômico obrigatório, já que reúne muitos dos restaurantes estrelados de Londres, pubs famosos e bares abertos até tarde, com muitas opções de entretenimento. Os hotéis recomendados pela Interpoint Viagens & Turismo são todos membros virtuoso. As tarifas incluem café da manhã, up grade sujeito à disponibilidade e possibilidade de early check in e late check ou se houver disponibilidade. As diárias são por apartamento. Confira:

Brown’s – Executive Room – US$ 774

Claridge’s – Superior Room – US$ 700

The Dorcherster London- Superior King – US$ 627

Four Seasons London at Park Lane – Superior Room US$ 746

Curta e siga:

JUNJI- Casual e com sabores impressionantes!

Após dois anos de ausência, revisitei um dos restaurantes nipônicos mais interessantes dentro de um shopping center, o Junji do emblemático chef Jun Sakamoto. Numa versão mais descontraída que a matriz, o lugar oferece aos seus visitantes os tradicionais sushis, sashimis e teishokus do chef, tudo com os mesmos atrativos e qualidades que seu precursor mantém em todas as suas casas.

Iniciamos o nosso almoço com um dos clássicos do menu Ovo à milanesa trufado (R$24,50). Amo ovo e detesto azeite trufado, dito isso, tenho que confessar, na vida há exceções e esta receita é uma delas. Tudo feito com primor, empanação beirando a perfeição, ovo com cozimento equilibrado e gema molinha e ovas de capelim que dão uma camuflada sutil no azeite. Tudo feito com esmero. Queria mais!

Outra receita imperdível fica por conta do Atum selado com creme de wasabi (R$75,00). O visual já te encantará de cara, mais parece um mosaico comestível. A gente sabe que vai comer um atum bom quando se repara no tom do peixe, que tinha um tom rosado brilhante, do jeito que eu gosto: a crosta firme sem se desmanchar antes de chegar à boca, carne do peixe macio e com sabor de mar “adocicado”. Eu faria apenas um alinhamento nesta receita: eu deixaria as tiras do peixe um pouco mais fininhas. De resto estava MARA….

Sashimi para mim é algo indispensável em qualquer restaurante japa, é onde está o termômetro da cozinha, do tipo se o sashimi for bom, o resto caminha bem; mas, caso contrário, nem me animo muito em ir adiante. Pedimos o Sashimi especial (R$129,00) carapau com gengibre e cebolinha, linguado, robalo e beijupira são boas pedidas para quem deseja sair do menu trivial. Cada peixe traz consigo sabores emblemáticos e distintos, além de texturas inéditas ao palato. Eu adorei este descobrimento.

E continuei nesta linha também na hora de pedir os Sushi (R$85,00), ao invés do a La Carte, preferi ir novamente no Especial Misto que continha os mesmos peixes, mas o que mais me deixou saudades, foi o sushi de Robalo; o arroz foi envolto com Shissô, uma folha que tem um sabor parecido com hortelã e por isso exala um frescor inacreditável, que junto com o peixe e o arroz, bicho,  explodiu uma sensação aromática incrível.

Vocês podem me achar meio cafona, mas eu adoro Uramaki de Salmão (R$38,00), podem me julgar à vontade, mas a real é que toda vez que eu vejo no menu eu tenho vontade de comer, e hoje eu não deixei passar em branco. Nem preciso dizer como o daqui é mais sofisticado em relação à grande maioria dos restaurantes  que servem a mesma receita. Cubinhos perfeitos, onde cada ingrediente foi minuciosamente escolhido. Se você é cafona como eu, experimente Uramaki de salmão  do Junji.

Junji creme brulle

Sobremesa de restaurante japa nunca é entusiástica, mas aqui você encontra boas opções como o Creme Brulée de chá verde (R$19,50) (Bem levinho e pouco açucarado) e o Sorvete de maçã verde com gelatina de sakê verde (R$21,00), ideal para dias ensolarados.

Lugar casual, com varanda legal para almoçar, serviço gentil, preços válidos. Onde Jun Sakamoto atua tenha certeza que a decepção gastronômica é quase zero. Vale conhecer!

Serviço
Junji
Endereço: Shopping Iguatemi – Av. Brg. Faria Lima, 2232 – Jardim Paulistano, São Paulo – SP, 01452-000
Horário: segunda-feira 12:00–15:00, 19:00–22:30
terça-feira 12:00–15:00, 19:00–22:30
quarta-feira 12:00–15:00, 19:00–22:30
quinta-feira 12:00–15:00, 19:00–23:00
sexta-feira 12:00–15:00, 19:00–23:00
sábado 12:00–23:00
domingo 12:00–22:00
Telefone: (11) 3813-0820

Crédito Imagens: Roberto Salgado

 

Curta e siga: