Festival Comida da Floresta acontece na Serra da Cantareira com grandes chefes!

E vai rolar daqui duas semanas um evento muito legal, a primeira edição do festival COMIDA DA FLORESTA que vai acontecer no dia 25 de agosto. Além de conhecer e vivenciar a floresta paulistana na Casa na Floresta, lugar que foi criado como um centro cultural na Serra da Cantareira, com o intuito de identificar que a cidade está dentro da floresta e não o contrário.

O evento também quer trazer para as visitantes os sabores que estão presentes na Mata Atlântica da região, provando que, apesar de a comida ter suas diversas formas simples, sempre é possível trazer boas lembranças prazerosas.

Quem participa desta edição: os chefs Fábio Vieira, proprietário do restaurante Micaela, representante e pesquisador incansável da cozinha do Brasil, Ídolo Neto, especialista em ingredientes da floresta e da comida mateira e um dos sócios do Going Wild Project e Marcos Carnero, poeta dos pães, proprietário da Miolo Padaria Artesanal. Ambos prometem uma experiência única, agradável e surpreendente.

As preparações serão feitas em fogo, sem o uso de gás, e os alimentos – orgânicos em sua maioria – serão tratados de forma simples. O cardápio contará com opções como sandubinha de ciabatta, miolo com copa lombo curada com casca de limão, cravo e taioba escaldada, arroz com abóbora de leite defumada e linguiça suína artesanal, foccacia, miolo com palmito jussara grelhado e cebolas assadas com mel de cacau. Mais opções serão definidas próximo a data, respeitando a sazonalidade da floresta. Quem quiser, poderá colocar a mão na massa e fazer seu próprio belisquete direcionado pelos chefs, claro.

Atração musical de qualidade é algo que não faltará nesta tarde única, já que a anfitriã Antonia Teixeira que é filha de um dos grandes nomes da música nacional, Renato Teixeira. O duo folk Duas Casas se apresenta as 17 horas com o pôr do sol como cenário. Ao cair do dia a festa não acaba e se estende até as 22 horas com a venda de bebidas e alguns petiscos.

Evento diferente e imperdível!

Comida da Floresta @ Casa na Floresta
Dia: 25 de agosto, sábado
Horário: das 12h às 22h
Endereço: Alameda dos Heliotropos 50  – Mairiporã (Serra da Cantareira, SP)
Ingressos: R$ 120 adulto R$ 80 crianças até 10 anos www.sympla.com.br/comida-da-floresta__333978

 

Best Wern: primeiro hotel fashion na Barra da Tijuca!

Este mês fui conhecer um hotel que há muito tempo eu tinha curiosidade em me hospedar, o Best Western Premier Americas Fashion Hotel by Lenny Niemeyer, no Rio de Janeiro.

O que atrai primeiramente é o seu conceito pioneiro de luxo e welness  já há alguns anos sendo explorado por grandes marcas hoteleiras que convidam icônicos estilistas a imprimir seu estilo. Por onde você passa, as idealizações de Lenny Niemeyer – uma das maiores estilistas de beachwear no país – estão reverenciadas em cada detalhe. Dá para notar que ela se inspirou em um conceito praiano mais sofisticado, linhos, tecidos crus, madeiras e estampas calmas com inspiração na natureza.

Os 222 quartos são espaçosos e apresentam elegantes linhas curvas, e todos são decorados com linha de  cama e banho assinado pela maravilhosa Trousseau que oferece macios e luxuosos tecidos que irão te acolher. As comodidades modernas incluem TVs de tela plana com DVD player, base para iPod e WiFi gratuito. Durante a estadia você poderá consumir livremente os produtos do frigobar, utilizar a máquina de café Nespresso e solicitar o menu de travesseiros. Todo o final de tarde eu me deitava para curtir aquele ambiente claro e relaxante, tire um tempo para isso quando for se hospedar por lá.

Outro lugar que não se deve dispensar é o restaurante do Hotel, Obeiju, sua combinação equilibrada de móveis com o ambiente claro e espaçoso, confere muito charme ao local. Aqui você também irá provar seu café da manhã que possui muita variedade e tudo é servido com muito charme.

O menu do restaurante é muito bacana, com receitas bem contemporâneas e releituras sedutoras de clássicos brasileiros. Adorei o arroz negro com frutos do mar (R$72), visual bacana, crustáceos em cozimento impecável e arroz perfumado, outro que fiquei babando no aroma quando ele cruzou o salão foi o Salmão grelhado, mousseline  de batata baroa e coulis de tomates. Um primor, cheiro e gosto de mar, a cara do Rio de Janeiro.

O Hotel também dispõe de uma piscina a céu aberto e uma academia para aquela galera que não abre mão de uma esteira após um dia de passeio ou de trabalho. Inclusive, você terá uma vista linda do mar da Barra da Tijuca. Sim os quatro dias que fiquei neste hotel eu frequentei a academia. Viva!

O meu melhor momento no Best Western, sem dúvida alguma, foi quando estive em seu seu SPA MVOGUE by Rejuvi, que durante duas horas proporcionou à minha mente e ao meu corpo momentos de relaxamento, com música agradável e terapeutas muito aptas .

Uma nova referência do novo design e da cultura hoteleira, um projeto que cria um conceito fashionista totalmente brasileiro. O hotel está localizado em uma das melhores regiões da Barra da Tijuca, a apenas 1 quilômetro da Lagoa de Marapendi, e a alguns minutos da praia (com transporte gratuito). Além disso, o hotel está inserido dentro do Vogue Square Life Experience, um agradável e luxuoso shopping, com diversas opções de restaurantes e algumas lojas. Adorei, quero voltar!

Serviço
BW Premier Américas Fashion Hotel by Lenny Niemeyer
Av. das Américas, 8585 • Barra da Tijuca- Rio de Janeiro – RJ • CEP: 22793-081
Tel: + 55 21- 36093300
Diárias a partir de R$300 (Baixa temporada)

Os sandubas criativos do Matilda Lanches.

Esta semana fomos conhecer a nova casa da chef Renata Vanzetto, que está de portas abertas desde março e vem chamando atenção pela criatividade de seus sandubas e serviço descomplicado. Matilda Lanches era uma vontade da chef, “Eu percebi que umas das coisas que mais gosto de criar é sanduíche”, conta Vanzetto que ainda adolescente levava lanches escondidos na mochila para vender na hora do intervalo para seus colegas de escola e que começou o Marakuthai em Ilhabela vendendo sanduíches para os turistas que saiam para passeios de barco.

O lugar tem 50 metros quadrados (Em dias de Inverno, vá agasalhado, pois é um corredor aberto, sem porta) e abriga uma pequena cozinha, com chapa e fritadeira abertas para os clientes, e um pequeno salão com 25 lugares entre balcão e mesas.  Lá você faz seu pedido no caixa e aguarda para retirar no balcão. A diversão fica por conta do nome, Matilda é um personagem que aparece de diferentes formas em toda a lanchonete e é uma menina feliz, um pouco acima do peso, divertida e de bem com a vida e com o que come.

Provei Quiabo na chapa (R$12), tá meio na moda quiabada né e para a galera adepta do fruto africano, o daqui não irá te decepcionar. Textura firme, respeitando seu “jeito de ser”, foi cortado em pedacinhos que se pode perfeitamente comer com as mãos, um amargor leve encantou o meu palato. O Molho missô perfuma. Gostei desta entrada porque ela me conectou as coisas simples do dia a dia.

Na mesma linha de “Volta ás raízes”, provei o Buffalo Flowers (R$ 16) simpáticas couves-flores fritas com molho picante defumado. Uma boa fritada confere o potencial, o sabor leve e a textura inconfundível desta hortaliça que aqui tem graça, o molho picante dá vida a receita. Curti!

Sandubas? Não dispense o Campeão de venda no MeGusta, o Bun Bah que ganhou uma versão exclusiva na lanchonete com filé crocante, guacamole, maionese spicy, picles de cebola roxa, tomate, folhas de coentro no pão de brioche, (R$ 29). A cada mordida eu me lembrava de como minha mãe fazia lanches com filé á milanesa e a gente se amarrava, ou seja, foi um experimento muito afetivo para mim! Carne perfeitamente empanada e por dentro muito macia, os demais ingredientes só criaram aquela sinergia exótica perfeita que é um desafio quando se trata de sanduiche. Ainda sonho com ele! Não o dispense.

Tem uma versão veggie também muito atrativa, Cogumelow Sour Veggie (R$28) um burger afofado, preparado com cogumelos e completado com um delicioso sour cream que trouxe frescor a receita, para contrapor de forma interessante um mix bem pensado feito de pimenta, jalapeno e queijo no pão de brioche. Nada entediante!

Gostei mais da linha de milk-shakes que inclui boas opções como caramelo com flor de sal e calda de doce de leite (18 reais) e abacate e hortelã com calda de frutas vermelhas (18 reais), do que das sobremesas.

Lugar simpático, serviço bacana e preços atrativos. Vale a pena ir conferir os sandubas criativos da chef Renata e a identidade visual de seu espaço, que trará alegria a sua experiência.

Serviço
Matilda Lanches
Endereço: Rua Bela Cintra, 1541- Jardins – São Paulo – SP
Horário de funcionamento: De terça a quinta-feira, das 19h às 00h. Sexta-feira, das 12h às 15h e das 19h às 00h. Sábado, das 13h às 17 e das 19h às 00h. Domingo das 13h às 17h. Segunda-feira, fechado.

Credito Imagens: Roberto Salgado

 

 

Mandioca é estrela em novo restaurante em São Paulo.

E mais um restaurante temático na área. Se você é fã de mandioca, agora existe um lugar somente para você prova-la de tudo quanto é jeito! O Mandioca Cozinha, restô da chef pernambucana Madu Melo, abriu em soft opening no último dia 23/julho/18, na Vila Buarque, e já causou burburinhos. A casa explora tem como filosofia explorar todas as facetas gastronômicas dessa planta 100% nacional e 100% aproveitável, com receitas caseiras, glúten free, opções veganas, uso de ingredientes sazonais e preferencialmente orgânicos e agroecológicos. Em todo o menu, carta de bebidas e até mesmo em alguns itens do décor, a mandioca é a estrela.

A casa trará receitas das 5 regiões do país, com os diferentes tipos de mandiocas – mansa, branca e amarela, fermentada e não-fermentada; segundo o Embrapa, são 250 tipos catalogados no Brasil – e uma dezena de variações de subprodutos e usos. Dentre eles, a farinha do Uarini (Amazonas), o tucupi amarelo (Pará), a farinha de Copioba (Bahia), a de tapioca (com massa feita na casa) e outras farinhas de diferentes cantos do país.  “Do doce ao salgado, do bar ao restaurante, do café da manhã ao jantar, a mandioca está em todas as mesas brasileiras. É um patrimônio cultural e o restaurante busca homenagear esse ingrediente tão versátil e saboroso de uma forma amigável e simples”, explica a chef e sócia Madu Melo, nascida em Recife e radicada há 10 anos em São Paulo.

Num conceito informal e descolado, durante a semana, a casa não tem garçons e trabalhará com o conceito de autosserviço, o que impacta positivamente no preço final ao consumidor. O cliente faz o seu pedido, retira-o, leva para a mesa e recolhe sua bandeja. Aos fins de semana e feriados, a casa terá garçons. A proposta da casa é ter uma boa relação custo-benefício, com pratos que variam de R$ 29,90 (preço do prato do dia, no almoço executivo de segunda a sexta) a R$ 45.

Nossa sugestão pra começar,  Caldinho do Dia, sempre com um toque de mandioca na receita, o MPM (moela de galinha com pão caseiro de mandioca e molho) e o Caribéu Pantaneiro (ensopado de mandioca e carne de sol da casa). Para quem está de olho na dieta, há uma opção de belisquete vegano e mais leve, os Beijus com Dips (barquinhas de beiju de tapioca acompanhadas de vinagrete de maxixe apimentado e homus de pinhão).

Sucesso ao Mandioca!

Serviço:
Mandioca Cozinha
www.mandiocacozinha.com.br
Endereço: Rua Doutor Cesário Mota Junior, 187

Os primeiros passos do novo Zillis.

Esta semana fomos dar uma espiada em um novo espaço de gastronomia hoteleira, no bairro de Moema, em São Paulo. O Zillis está anexo ao Hotel Bourbon Ibirapuera e foi inaugurado em junho, tendo como referência um ambiente de conceito Garden, algo incomum no meio hoteleiro da Capital Paulista, o que traz um certo frescor e aconchego à experiência.

No menu você encontrará um pouco de tudo, desde comidinhas de boteco até entradas mais elaboradas, e pratos focados na cozinha mediterrânea.

Iniciei meu jantar com entradinhas tradicionais tais como os Dadinhos de Tapioca (R$34,00) com molho agridoce. Dadinhos sempre são um pedido confort food sem erro, alimenta minha alma e nunca me decepciona! Os daqui são de tamanhos proporcionais às pontas dos dedos, crocantes por fora e macios por dentro.

Também fomos de Croquete de Jamon e Chorizo (R$42,00). Os bolinhos de presunto cru servidos estavam também deliciosos, bem sequinhos. O recheio cremoso sempre me decepciona um pouco, pois gosto de sentir a textura da especiaria, mas dava para sentir o perfume dos ingredientes. O molho de maionese com páprica causou um contraponto interessante.

Queria uma entrada mais elaborada e não hesitei em pedir o Polvo em Vinagrete (R$52,00), mas tive uma sensação estranha, porque eu sentia a textura de todos os ingredientes que compunham esta receita, o queijo, os tomatinhos, as azeitonas pretas, ou seja, milhões de possibilidades de sentir vários sabores na minha boca, e, no entanto, eu não sentia o tempero da receita, como se não existisse. Infelizmente uma receita pouco convidativa após seu preparo.

Continuei na pegada de comidinhas oriundas do mar e provei o Iandê (R$69,00), que dizem ser o carro chefe da casa. Ele é feito de arroz arbóreo al dente, com tinta de lula, polvo e aióli. Junto com uma grande expectativa, a gente sempre se resguarda de uma possível grande decepção.  E por azar isso ocorreu! Simplesmente quem o executou não o experimentou antes de enviá-lo à mesa… O arroz estava tão salgado que simplesmente após uma garfada memorável, foi deixado de lado. Uma pena!

Felizmente nem tudo estava perdido, meu segundo prato, o Arroz de Pato (R$69,00) estava com preparo mais alinhado e equilibrado. O arroz soltinho verdadeiramente bem feito e muito bem mexido com a carne saborosa e desfiada delicadamente, foi coroado pelo belo ovo caipira com gema mole. Se gosta de pato, não ignore este prato!

De sobremesa, o “diferentão” para o meu paladar, que se sobressaiu dentre as demais, foi o Pudim de Café. Nada demais, mas cremoso e com sabor do café “apenas de passagem”, sem roubar dos demais sabores. Gostei da sensação!

Serviço gentil, música agradável e lugar bonito, a casa é muito nova e talvez por isso ainda não foi desta vez que consegui tecer um julgamento mais apurado sobre ela. Vamos esperar que sua cozinha ganhe mais confiança.

Serviço
Endereço: Av. Ibirapuera, 2.927 – Moema, São Paulo, SP
Telefone: 11 2161-2228
blrmoema@zillisgastronomia.com.br