Henrique Fogaça abre restaurante de carnes no BarraShopping

Com sócios de peso, o chef Henrique Fogaça, acaba de inaugurar sua 1ª unidade carioca, o Sal Grosso, no Rio de Janeiro.

A nova empreitada que fica em um dos shoppings mais agitados da cidade, o BarraShopping, tem o foco em carnes na parrilla. O ambiente é rústico com paredes de tijolos aparentes, muita madeira e um charmoso bar ao centro do salão.

Algumas dicas do menu: entre as entradas, Chipa, pão da casa, vinagrete de cebola, alho assado e tapenade R$18 e Batata doce rústica com sálvia e maionese de dill R$34. Como principais, são mais de 15 opções de cortes especiais como Bife de Chorizo 300g R$86/600g R$142, Ancho 300g R$99/600 R$146, Costela Bovina (serve até 4 pessoas) R$198 e Dry Aged 400g R$169/800g R$279. Para acompanhar, Polenta frita com queijo e alho frito R$29, Mandioca cozida com manteiga de garrafa e coentro R$19, Milho assado com manteiga e queijo meia cura R$29 e Arroz Carreteiro R$29, além de diversas opções de saladas. Há ainda opções de burgers e peixes.

Na ala das sobremesas, Bolo de chocolate com castanha do pará e creme inglês R$35, Mil folhas de pistache com sorvete de nata R$35 e Pudim de leite R$20. Para beber, drinks autorais e uma bem selecionada carta de vinhos, além de uma cerveja artesanal criada especialmente para a casa.

Comida despretenciosa, com toques personalizados do Fogaca pode ser uma bela combinação!

SAL GROSSO
Endereço: BarraShopping – Avenida das Américas, 4.666 – Barra da Tijuca – RJ.
Estacionamento com manobrista no shopping

 

Curta e siga:

El Uruguayo: O Uruguai está aqui!

Esta semana fui até Alphaville para conferir as maravilhas do restaurante El Uruguayo. Não dava para negar um convite deste, a cozinha simplesmente é especializada em parrilada daquelas feitas em casa e por quem entende do assunto. E se você ainda precisa de outro motivo para atravessar a cidade, pois então lhe darei: a maioria dos cortes aqui são oriundos de nossos sortudos vizinhos, Uruguai, país com uma das melhores carnes do mundo.

Assim que cheguei fiquei catatônica com a beleza do casarão. De cara um hall maravilhoso e aconchegante, onde se pode ver a lenha sendo queimada em um dos espaços em que se assa as especialidades da casa, bem à moda uruguaia. E vale lembrar que é daí que vem um dos segredos dos uruguaios, com o fogo uniforme se permite uma maciez única em seus cortes.

Iniciei a grandiosa refeição com a Salsicha Parrillera (R$29,50), da casa. A cada garfada eu percebia algo similar com o chourizo, porém com texturas e formas mais leves. Também achei mais crocante e sequinha. Outra diferença é que ela é oferecida em tripas mais longas e finas. Gostei de como ela chegou a mesa, uma espiral agradável e firme. Gosto de linguiça e gosto de conhecer todas as suas releituras, se você também é fã como eu, deve prová-la na primeira chance.

Também provei algo que acho incrível existir no meio de tantas receitas carnívoras, Provoletta Caprese (R$31,50). Gostei da louça de cerâmica que foi criada especialmente para este tira-gosto. A receita em si não foi nada demais: o queijo é mergulhado em um molho de tomates em uma das aberturas da cerâmica e sua textura elástica permite ser puxada com certa facilidade. Pode ser aconchegante para dias mais frios.

Carnes? Simmmm amamos! O ponto de partida foi um delicioso Asado de Tira (R$102,90 inteira). A costela vem cortada no sentido horizontal, permitindo uma maciez diferenciada. Ao mastigar deu para sentir o sabor mais intenso e uma textura com menos gordura. Estava no ponto ideal e uma saladinha é o completo perfeito, porque você não vai sentir pesar e ao mesmo tempo terá uma boa sensação de satisfação. Caiu bem esta combinação!

Já o Ojo de Bife (R$89,00) foi um desapontamento. Um dos meus cortes preferidos, o miolo do Ancho veio muito malpassada, quase crua, adiantaram e muito no ponto. Depois da terceira garfada desisti e todo mundo sabe que um corte nobre como este não adianta voltar para ser refeito, simplesmente não dá para “consertar”. Teria que começar tudo do zero, então resolvi seguir adiante.

E para equilibrar e voltar a ser feliz, felizmente experimentei o Tapa de Quadril (R$67,50). É a nossa picanha, mas neste caso do cordeiro. Uma mistura que deu certíssimo: rosada, magra, de sabor suave, que se intensificou com um molho de menta e alcaparras delicioso, textura lisa e pouquíssima gordura. Se deseja provar algo diferente, não dispense.

Também vale ressaltar meus acompanhamentos do almoço: a Farofa de Banana (R$21,50), que veio na medida certa de ingredientes, dando um bom equilíbrio e doçura, e com a textura umedecida, perfeita, porque estava firme; e a Salada La Barra (R$48,00), uma miscelânea de sabores de vários ingredientes: alface, tomate, cebola roxa, palmito, cenoura, mussarela de búfala, batata palha (dispensável) e molho especial à base de mostarda e mel, um arraso, combinações que sempre serão um bom acerto quando se trata de saladas.

Sobremesa não achei o forte da casa, melhor focar em suas especialidades, mas se você não é daqueles que dispensa um doce em uma churrascaria, eu apostaria na Torta Negra Del Diablo (R$27,50). O nome já é bem sugestivo, pois é feito com uma tonelada de chocolate meio amargo, com recheio de doce de leite e ainda por cima vem uma boa calda de chocolate quente. E para quebrar esta explosão de sabores, sorvete de creme para esfriar os ânimos.

Serviço gentil, preços um pouco acima da média, boas opções no menu para quem gosta de carne e quer se aprofundar em uma nova experiência. Nem tudo estava perfeito, mas o El Uruguayo tem boas intenções e só por isso valerá sua visita.

Serviço
El Uruguayo – Alphaville
EndereçoEmpresarial 18 do Forte – Av. Copacabana, 166 – Alphaville, Barueri – SP
Telefone: (11) 4195-6784
Funcionamento:Segunda-feira a Sábado das 12h às 24h
Domingos das 12h às 17h
140 Lugares
Manobristas cortesia
www.eluruguayo.com.br

Crédito Imagens: Roberto Salgado

 

 

Curta e siga:

Comes & Bebes em Santiago do Chile

Em visita recente a Santiago do Chile tive a oportunidade de fazer um belo roteiro gastronômico. A cidade possui uma infinidade de bons restaurantes, e desde que você esteja disposto a experimentar muitos pratos à base de frutos do mar, encontrará um bom motivo para visitá-los diariamente. Os chilenos não são avessos à carne, mas a ela não é dado destaque. Uma pena, pois alguns dos melhores pratos que provei eram justamente destinados aos carnívoros! 

Vale a pena lembrar que no Chile você sempre beberá durante as refeições, e tenha certeza: qualquer vinho que experimentar durante este giro gastronômico será saboroso. 

Na primeira noite visitei o único indiano que você encontrará pela cidade, e já posso lhe adiantar, caro viajante, não ficará decepcionado! Trata-se do Majestic Indian Cousine, há 11 anos em funcionamento no Centro de Santiago, e agora com uma filial na área gourmet do sofisticado Mall Alto Las Condes. Lá você encontrará vários pratos típicos, mas com um toque sofisticado. 

Destaque para o Rogan Josh, cordeiro suculento cozido com cebolas, tomates e Garam Masala (pasta picante forte, mas não picante como uma malagueta) e as Lentilhas da Índia cozidas com manteiga e curry. Atenção a um detalhe importantíssimo: a maioria dos pratos desta casa possui quatro níveis de picância, portanto, se você tem sensibilidade à pimenta, sugiro que peça o número 1, SEMPRE! 

Rogan Josh e Lentilhas da Índia

No dia seguinte fui à Casa Lastarria, um daqueles lugares perfeitos para um almoço ao ar livre, com uma decoração de muito bom gosto e sem afetação. Tudo que experimentei foi maravilhoso: Ceviche Mixto, reineta (peixe típico do Chile, bem parecido com o nosso linguado) e camarões com palta (abacate) em leche de tigre (uma espécie de caldinho de feijão, só que na versão pescado). SUGESTÃO: Após terminar de comer o ceviche, tome o caldo do fundo da tigela acompanhado de uma dose de um bom pisco. Vale também mencionar a Plateada Al Jugo, corte de carne típico do Chile servido com purê rústico, mostarda e cebola assada. A forma como foi preparado este purê foi algo inédito para mim, e seu sabor um mistério agradável que levarei na minha memória até a minha próxima visita a Santiago. 

Plateada Al Jugo

Outra visita indispensável para os amantes de uma boa vida gourmet é o The Aubrey Restaurant. Para mim foi o melhor dos melhores nesta estadia, com decoração impecável e a comida de se ajoelhar. SUGESTÃO: Tire algumas horas para visitar este lugar. O restaurante está em um hotel boutique com ambientes incríveis. Sente-se em uma de suas mesinhas e peça um chardonnay bem geladinho! 

Provei uma entrada que achei uma das melhores feitas com frutos do mar que já experimentei na vida: Degustación por Tres, tartar de atum, ceviche de corvina e polvo regado ao azeite. Como prato principal prove o Tapapecho de Guagyu. Um corte do gado japonês aqui conhecido como Wagyu, que dá origem ao Kobe Beef, cozido por horas, que desmancha na boca e vem acompanhado de batatas com bacon e cebolas assadas. Muito saboroso e elegante! 

Degustación por Tres

Também indispensável conhecer é o Boudoir Restaurant Lounge Bar, recém-inaugurado na capital chilena. É o lugar ideal para um jantar romântico, pois sua decoração é muito chique e intimista. Além disso, oferece boa música e serviço atencioso. 

Na entrada delicie-se com o Pincho de Camarones, camarões salteados com alho e pimentões acompanhados de sour cream (creme azedo). Para os fãs de pollo, eu sugiro que experimentem o Poulet Basquaise, deliciosa preparação de frango marinado em especiarias locais e servido com risoto da casa. Para mim, uma das sobremesas mais reconfortantes desta viagem, com gostinho de casa, foi provada no Boudoir, o Pain Perdu. Um típico pain dulce francês embebido em um preparado leve de ovo, leite e canela e salteado na manteiga (parecido com nossas rabanadas natalinas) e servido com sorvete de baunilha. Uma delicia! 

Pain Perdu

Um dos mais aclamados restaurantes peruanos da cidade, o El Otro Sitio, tem uma decoração alegre e divertida, e abre para almoço e jantar todos os dias. O destaque da noite foi para a Empanada de Ceviche, uma entrada despretensiosa e deliciosa. Apesar de assada, o recheio não perdeu sua textura e sabor, enquanto a massa era fininha e leve. Mais uma especialidade peruana pela qual me apaixonei foi o Ají de Galinha: peito de frango com ají amarillo (é a pimenta mais utilizada no Peru, uma das bases da gastronomia do país) e cheese sauce. A combinação do molho de queijo com o frango desfiado é de uma maciez indescritível. Provem!

SUGESTÃO: Embale sua noite peruana com o Pisco Sauer da casa. Além de ser delicioso (fique atento ao alto teor alcoólico!), é servido em taças de cerâmica que são lindas e podem ser compradas!

 

Ají de Galinha

Um lugar imperdível para uma visita e um almoço rápido é o Mercado Central, pertinho do centro da cidade. Lá você encontrará todos os habitantes submarinos do mundo, e poderá prová-los em um dos restaurantes do local, todos especializados em pescados e mariscos. Almocei naquele que ocupa a maior parte do espaço, e que considerei a melhor localização para ver de camarote o vaivém dos fregueses, o restaurante Donde Augusto. O simpático dono está sempre por ali e sua esposa é quem comanda o fogão. Experimentei a famosa Parrillada do Mercado: 2 chuletas, 2 lombos suínos, frango e batatas cozidas. Nada de especial, mas como a maioria dos cortes é importada da Argentina, o certificado de garantia de qualidade é certo! 

Parrillada

Localizado em Bellavista, um dos bairros mais boêmios e gastronômicos da cidade, o Republicano é uma boa pedida para ouvir boa música e tomar alguns drinks. Ele está mais em evidência pelo astral e pela decoração do que propriamente pela comida, mas se a fome surgir, o restaurante de comida chilena oferece um cardápio com várias opções. Experimente as Empanaditas de queijo com champignon e a Hamburguesa Republicana, um hambúrguer caseiro com cebola caramelizada, alface, bacon e maionese da casa, acompanhado de batatas rústicas (pode ser comido em duas pessoas, acredite!).

Hamburguesa Republicana

E para encerrar o meu giro gastronômico em Santiago, visitei um lugar imenso, chamado Cosmopolitan, uma espécie de bar, restaurante, tapas e sushi. A Tabla de Pollo Tailandês (pedaços de frango salteados com leite de coco e curry tailandês picante) e a Bocatina de Carne (sanduíche em pão tipo ciabatta com carne, alface, tomate e maionese, servido com batatas bravas) foram os melhores acertos da noite. Já o sashimi com 12 cortes… Fuja! O salmão, embora seja um peixe típico da região, não estava fresco. E mais um detalhe: a comida japonesa em Santiago é caríssima, por isso melhor não arriscar e perder dinheiro com isso!

Bocatina de Carne

Alguns detalhes importantes

Aos domingos, boa parte dos restaurantes fecha em Santiago.

Os fumantes irão gostar desta informação! Ainda não existe uma lei que proíba o fumo em locais fechados na Capital, portanto os adeptos encontrarão em todos os restaurantes e bares locais uma área destinada exclusivamente aos fumantes, com arejamento conveniente.

Delícia suprema é a melhor denominação para as frutas chilenas, e elas estão espalhadas pela cidade toda. Não deixe de experimentar uma fruta bastante popular no Chile, a chirimoya. Eu voltei literalmente maravilhada com seu gosto e sua textura. O suco e os coquetéis elaborados com ela são muito saborosos. Não deixe de experimentar!

Durante sua viagem mais cedo ou mais tarde vocês descobrirão a palta, que nada mais é que o nosso conhecido abacate. Aqui ela é encarada como fruta, já no Chile é consumida como acompanhamento em sanduíches, molhos de saladas e pratos de alta gastronomia. Se entregue a esta novidade, é bem gostosa e dá um sabor levemente adocicado na comida. Adorei!

Outra especiaria que deve ser experimentada é o Pastel de Choclo, um prato muito típico do Chile. Trata-se de uma torta divina, criada pelos índios mapuches e modificada com ingredientes espanhóis. Ela é feita de massa de milho com leite, com recheio de carne e, por vezes, com um pedaço de frango, e você a encontrará em todos os espaços gastronômicos do Chile. Parabéns ao povo chileno que soube tão bem preservar esta iguaria.

Um lugarzinho que você deve dar uma passadinha é a Confiteria Torres. Aberta em 1879, é a pioneira na cidade e a segunda desse tipo mais antiga da América Latina. A entrada é imponente e é decorada com os móveis antigos originais. Os doces são saborosos e você também poderá almoçar por lá! Veja os horários de funcionamento antes de visitar, pois ela abre em horários fora dos padrões comerciais.

Comer é, sem dúvida, uma das principais diversões dos santiaguinos. A cidade atualmente é incluída por muitos turistas no seu roteiro de viagem por motivos gastronômicos, e depois desta viagem posso dizer que eles estão cobertos de razão. A experiência é incrível!

 

Serviço:

Majestic Indian Cousine
Santo Domingo, 1526 – Centro
www.majestic.cl 

Casa Lastarria
Rua José Victorino Lastarria, 70 – Barrio Lastarria
www.casalastarria.cl

The Aubrey Restaurant
Constitución, 317 – Barrio Bellavista
www.theaubrey.cl

Boudoir Restaurant Lounge Bar
Constitución, 97 – Barrio Bellavista
info@boudoir.cl

El Outro Sitio
Antonia de Lopez de Bello, 53 – Barrio Bellavista
http://www.elotrositio.cl/

Republicano Restaurant & Bar
Dardignac, 127 – Barrio Bellavista
www.restauranterepublicano.cl

Mercado Central
San Pablo, 967 – Centro
Diariamente das 7h as 16h
http://mercadocentral.cl/

Cosmopolitan
Avenida Brasil, 268 – Barrio Brasil 

Confiteria Torres
Alameda, 1.570 – Centro
http://confiteriatorres.cl/

Crédito Imagens: Marcos R. Geromini 

 

 

 

 

 

.

Curta e siga: