Pobres Baixinhas…

Quando li sobre isso hoje à tarde, meu coração se encheu de alegria, é aquela velha história, às vezes a felicidade chega de forma muito simples… risos… Psicólogos britânicos, de Liverpool, constataram que a altura das mulheres influencia a percepção que os outros têm dela… hahahahaha! Acho isso a mais pura verdade do século…

Após testes e testes com a mulherada, os pesquisadores concluíram que as mulheres altas foram classificadas como mais inteligentes, opulentas (hahahaha), assertivas e ambiciosas do que as mulheres mais baixas. Ahhhhhhh! E sem contar que as roupas têm uma pegada melhor e tudo, ou quase tudo, fica bem em nós… Os vestidos longos, as calças de cintura baixa… E as estampas ficam mais evidenciadas… Sem contar as facilidades de trocar uma lâmpada, pegar xícaras na última prateleira e ter a oportunidade de enxergar aquilo que a maioria não consegue… E se colocar salto então, aí é sacanagem… risos… Além de super altas, ficamos super sexys… As pernas ficam mais longas e belas e o corpito mais enxuto.

Mas nem tudo está perdido. “Nas características expressivas, o sexo masculino deu classificações melhores às mulheres baixas”. Burrinhas, porém simpáticas? Hummmmmmm e a opinião masculina neste caso importa? Risos… Não creio, e na realidade, os homens admiram mais as mulheres altas, principalmente os baixinhos… A maioria das cantadas que levo na rua são de homens de estaturas medianas…

Complementando o assunto de hoje, um estudo recente feito na Austrália, descobriu que ser verticalmente mais favorecido também traz aumento à renda anual… Quer dizer, além de mais inteligentes, podemos nos considerar também as mais poderosas… hahahahaha, parece que ganhamos uma espécie de auréola da nossa sociedade contemporânea… E ainda a pesquisa diz que a sua significância não diminui com a idade.

Brincadeiras à parte, não importa se você é gordo, magro, alto, baixo… Apenas não podemos nos acostumar com aquilo que não nos faz feliz… Revolte-se quando julgar necessário, alague seu coração de esperanças… Encontre todos os dias motivos de gratidão, porque este sentimento transforma as pessoas! Beijosssssss

 

Bienal de Rua….

São Paulo é uma cidade incrível… E a cada dia ela me surpreende mais! Minha verdadeira paixão… Vocês sabiam que tá rolando na cidade desde o dia 23 a conhecida “Street Biennale” (Bienal de Rua)? Trata-se de uma galeria a céu aberto, que acontece nas ruas do centro da cidade… Artistas plásticos de 3 países (Brasil, França e China) foram convidados a expressarem suas manifestações artísticas em fachadas de imóveis… E o resultado? Bárbaro…

Diz o curador francês (a verba veio de lá) Jeremy Planchon, que um dos objetivos da bienal é dialogar com pessoas que não têm o habito de frequentar galerias e com artistas que não têm o hábito de criar na ruas… Esta explicação para mim fez super sentido… risos…

Eu particularmente achei a idéia genial, imagine andar pelas ruas e poder apreciar lindos trabalhos, que são 14 telas no total. A gente se sente uma verdadeira atriz no meio destes painéis, que mais parecem cenários teatrais gigantes. Sem contar que este evento é um colírio para os fotógrafos e para gente que gosta de visuais… hahahaha! Ou seja, perfeito para nós fashionistas!!!

Os trabalhos deste super evento artístico podem ser vistos rua Conselheiro Crispiniano, na Praça Ramos, nas avenidas São João e Rio Branco, Praça Júlio Prestes e centro histórico… Pessoas queridas, não deixem de dar uma passadinha pelas ruas de SP e ver esta maravilha de perto… Seus olhos te agradecerão e tenho certeza, sua caminhada será uma delicia, porque gente interessante certamente vocês encontrarão… Ahhhhhh! Vale lembrar que esta bienal rola até dia 23 de outubro (uhuhuhuhu primeiro dia do meu inferno astral… hahaha! Olha a louca em “momento desabafo”…).

Mas… rs… Quer uma canjinha? Vou mostrar então, afinal cabe a mim motiva-los para esta pequena aventura… ENJOY! Beijosssssss paulistanos…

Obra de Mambo no Centro
Obra da Chinesa Ko Siu Lan

Bienal de Rua
Diariamente de 23/09 (Qui) a 23/10 (Sáb)
Das 00:00 às 23:59

Dica Literária da semana: “Dias Com Meu Pai”

Nada mais humano do que compartilhar com vocês uma dica linda que me foi dada pelo rámigo Marcos. Vocês querem saber? Pois eu darei a vocês neste momento… Para algumas pessoas a arte muitas vezes pode ser um caminho para lidar com uma realidade difícil, e a prova disso é o livro “Dias Com Meu Pai”, do fotógrafo inglês Philip Toledano.

Após a morte súbita de sua mãe, o fotografo passou a registrar todos os momentos ao lado de seu pai idoso… As fotos, sempre acompanhadas por escritas lindas, vieram de um blog mantido por ele até 2009, quando seu pai veio a falecer, aos 99 anos, de velhice. Este blog foi visto por mais de 1,4 milhões de pessoas… (neste momento rezando para que o meu, algum dia, quem sabe, atinja estes números… hahahaha)

E após este ato lindo de amor filial, o universo conspirou com Philip e o que era um blog criado apenas para ele se sentir menos sozinho no mundo, virou inspiração para transformar o projeto em livro, que com certeza vai ajudar milhares de pessoas com a dor da perda… Talvez para quem perdeu uma pessoa próxima o livro possa ser comovente demais… Deprê demais… Mas acho sinceramente que esta reflexão sincera e cheia de amor pode nos aproximar mais das pessoas, afinal todos estamos envelhecendo… E precisamos insistir em compartilhar a vida ao lado das pessoas que amamos!!! Desejo que cada um de vocês vivam a cada minuto da melhor maneira… E que vontade de abraçar o meu pai neste momento!!! Beijossssssssss

“Dias Com Meu Pai”

Autor: Phillip Toledano
Editora: Alles Trade
Preço: R$ 55

Momento It-Girl Nipônico…

Eu adorooooooo moda japonesa, sempre achei o máximo a arte dos estilistas nipônicos, com suas roupas sempre com designs inesperados… Para mim, eles sempre mudam as formas das peças de maneira inusitada e elegante… E a mistura que conseguem fazer com a hegemonia ocidental é incrível!

Tem dias que me sinto uma it-girl à La Gueixa… hahahaha! Adoro desafiar as convenções, usando sempre que possível comprimentos irregulares e sobreposições assimétricas… Quem me convenceu disso? Rei Kawakubo, acho ela demais… Super filosófica e conceitual, suas roupas esculturais são colírios aos olhos dos pobres mortais… Vale ressaltar que a estilista foi uma das precursoras que criaram volumes no espaço, ao invés de moldar o corpo… E acredito que as pessoas “Amantes da beleza da imperfeição” devem agradece-la por isso eternamente!

Outro estilista intrigante para mim é Yohji Yamamoto… O que ele faz é estonteante, mesmo as peças que muitos consideram “difíceis de vestir”… Ele foge do estilo sexy da mulher fatal (Amém!), sempre propondo roupas para uma mulher reservada, neutra e equilibrada! Segundo Yamamoto “A mulher somente se revela pouco a pouco”… Adoroooooooo… Tem como não amar esta pessoa? Sua peças são criadas a partir do design japonês, sempre com super tecidos e qualidade em seu acabamento… Seu estilo anti-moda encanta porque suas roupas não se preocupam em trajar alguém para uma ocasião e sim com o ato de vestir-se!

E por fim é obrigatório mencionar a minha rendição ao estilo oriental de Issey Miyake... Aos 72 anos, mesmo longe das passarelas (desde 1999), este simpático designer não pára… Gosto dele porque sempre foi um contestador e uma carapuça pensante full time… Seus vestidos plissados são sua marca registrada. Atualmente este homem inovador desenvolve tecidos sustentáveis e design tecnológico baseado no origami tridimensional… Além disto, ele lidera um grupo de jovens designers que exploram e celebram o infinito de possibilidades criativas… Any way, Issey leva a moda a sério, e possui uma rara visão inovadora, porque ele vive sob constante experimentação!

Se eu tenho alguma peça dos estilistas acima mencionados? Infelizmente não… Mas só o fato de saber aprecia-los, já me faz um bem enormeeeeeee e quem sabe um dia eu não chegarei a Tókio “nervosa”, rs e vivenciarei um pouco da experiência da cultura pop-fashion da Capital Japonesa?! Vale aqui o registro da intenção e do sonho… rs… Beijos

Entendendo os homens…

Quando li sobre isto esta tarde, ri para não chorar… Eu, que tenho verdadeiro horror à literatura de auto-ajuda, ainda me surpreendo quando alguém insiste em racionalizar os sentimentos humanos, ainda mais quando se trata de relacionamentos. A revista “LiveScience” divulgou recentemente uma lista com 10 coisas (óbvias, por sinal) que toda mulher deve saber… hahahahaha! Quer conhecer algumas explicações científicas para reações que nós mulheres não entendemos?! Vamos lá…

O artigo afirma que os homens mantêm o foco na solução dos problemas (será?), enquanto as mulheres precisam desabafar e ouvir conselhos (até aí nenhuma novidade)… De acordo com a pesquisa, o cérebro masculino não responde quando alguém quer desabafar… hahahaha! Boa desculpa! Além disso, eles não se preocupam em oferecer solidariedade e compreender sentimentos alheios… Gente, quem não sabia desta pérola?!… Que os homens precisam estar no comando (Juraaaaa… hahahaha).

Os homens olham para outras mulheres. Bem, aí vale uma interferência… Eu acharia estranho se eles não olhassem, sinceramente!!! A Universidade de Columbia, em NY, afirma, de acordo com uma pesquisa, que o homem têm seis vezes mais testosterona do que as mulheres… hahahaha! Então quero conhecê-los, porque a realidade tem se mostrado de forma diferente para mim, e esta queixa é frequente no métié feminino que eu freqüento… Em resumo, a reclamação constante é “os homens são uns bananas!”, pra não mencionar coisa pior… Pronto, falei!

A novidade da tal pesquisa só me surpreendeu em uma questão, da qual estou desconfiada até agora… Quando afirmou que os homens são mais emotivos que as mulheres. HÃ???? Acho que merece todo o comentário do artigo entrar neste post na íntegra:  “Enquanto o sexo feminino é considerado o mais emotivo, pesquisas mostram que os meninos são mais propensos a reações emotivas e choram mais. Homens adultos também respondem com a emoção, mas só antes de entenderem o que estão sentindo, diz uma pesquisa de 2008. Quando se dão conta do que estão sentindo, eles fazem de conta que nada acontece. Isso se dá pelo costume de reprimir os sentimentos, o que faria com que eles lidassem melhor com uma possível ameaça.”

Bem, sei lá… Eu ando meio preguiçosa em pensar nestas questões, vivendo a vida mais ou menos… Sem muito efeito colorido e grandes paixões… Não é desabafo… Ontem me perguntaram: “você acredita que todo homem é infiel?”, e eu disse: “Simmmmmmm… Mas pode se tornar um fiel quando está apaixonado, ou quando se torna um evangélico…” hahaha! Mas daí outros problemas devem surgir neste caso! Além do que eles também podem te trair e te amar ao mesmo tempo… Ou seja, mulheres precisam de motivos para trair, enquanto eles apenas precisam de outra mulher… rs

Pessoas de my corazon, homens e mulheres perfeitos só em novela, e vamos esquecer de uma vez por todas este negócio que todo mundo não gosta de presa fácil… Todos nós adoramos!! E a resposta é simples: a demanda é grande… Tá cheio de mulheres e homens interessantes por aí, basta olhar para os lados! E para viver um grande amor, basta fazer tudo certo. Ou não… rs… Beijão