Especial Giros: Descobertas da gastronomia Romana.

Roma é paixão à primeira vista! Por lá “respirei” arte, arquitetura, moda e muitos aromas e texturas inimagináveis. Entre um passeio e outro, havia aquelas paradinhas estratégicas para saborear algumas especiarias locais e a cada dia eram novas descobertas. Em Roma você terá muitos motivos para sair da dieta sem a menor culpa, e além disso terá a possibilidade de fazer sua alma feliz em cada refeição. Selecionei alguns lugares marcantes em minha primeira viagem a esta cidade tão fascinante, sinônimo de amor! Divirtam-se, porque na Itália a famosa frase “manja que te fa bene”, faz o maior sentido do universo!

La Salumeria

Ir a Roma e não visitar um destes lugares especialmente destinado aos amantes da charcutaria seria cometer uma loucura sem precedentes. Além de você encontrá-los facilmente por toda a cidade, eles em geral ocupam espaços pitorescos e aconchegantes, e você sempre os achará em uma ruazinha charmosa, sem muito movimento.

Os embutidos são super artesanais e os preços geralmente camaradíssimos. A La Salumeria me marcou porque foi a primeira que visitei em Roma, e para mim a primeira vez sempre me causa um choque cultural, uma impressão marcante ou uma boa lembrança. O lugar é pequenininho e fica pertinho de uma das famosas pontes do rio Tevere, a pomposa Vittorio Emanuele II. Assim que você entrar, vai dar de cara com embutidos típicos italianos de longa maturação, tais como: presunto cru tipo Culatello, salame tipo sopressa, pancetta tipo veneziana, salame italiano, copa, queijos e muitos outros. São mais de 30 combinações de tábuas diferentes e de diversos tamanhos. Aqui vai um conselho, não se entusiasme em sua primeira visita, uma tábua pequena alimenta incrivelmente bem 3 pessoas. É só escolher uma delas, com um bom vinho, e voilá! Você e seus convidados terão uma boníssima refeição a qualquer hora do dia ou da noite. Dê uma olhada abaixo em uma das tábuas que provei em uma de minhas visitas ao lugar.

Lugar obrigatório quando estiver na Itália e não somente pelas delícias que irão encontrar, aqui você encontrará uma paixão quase que palpável pelas tradições italianas, um resgate as origens de seus produtos com mínimo de aditivos químicos, utilizando carnes com a melhor qualidade possível.

La Salumeria – Via Del Banco di Santo Spirito, 24

 Tiramissu ZUM

Vir à Itália e não comer o doce mais famoso do país é cometer outro erro gastronômico daqueles imperdoáveis. Embora tenha sido possivelmente criado em Treviso, aqui em Roma você terá a oportunidade de comer um dos mais gostosos que provei durante toda minha viagem.

No Zum o mascarpone é usado com sabedoria, e neste lugar escolhido pelos deuses romanos você não só poderá provar a sobremesa clássica, como releituras feitas com pistache, nozes, frutas vermelhas e um especialmente feito com camadas generosas de mascarpone. Ah! Existe também uma versão do tiramissu em sorvete! E para os avessos a glúten e lactose, don’t worry, pode chegar e comer seu tiramissu sem culpa, aqui também tem!

O lugar não é sofisticado, mas você encontrará umas banquetas confortáveis e poderá observar o movimento da casa, que é intenso e vai até as 23:30. Fãs de Tiramissú, visita obrigatória!

ZUM Roma – Piazza del Teatro di Pompeo, 20 – Campo de ‘Fiori.

Horário: 11:00- 23:30

iL Mercato Centrale

Olha, eu não vim aqui apenas uma vez, eu tive a felicidade de vir a este paraíso gastronômico diversas vezes. Primeiro porque ele fica dentro do principal terminal de trens de Roma (o Termini), ou seja, mais cedo ou mais tarde fatalmente você acabará dando de cara com o Mercato Centrale, e te prometo: será uma das visitas mais felizes da sua vida gastroturística.

O mercado existe há pouco tempo, tem ares de décor moderno e é super fácil de entende-lo. São apenas 17 balcões com comidas diversas, um restaurante, uma pizzaria, uma cervejaria e uma cafeteria.

Pizzeria Sud. Mercato Centrale di Firenze, 24 aprile 2014. Foto di Ugo De Berti

O que eu não dispensaria jamais do Mercato é comer uma pizza na La Pizza. Sem exagero uma das melhores pizzas que comi na Itália: massa fininha e combinações de ingredientes que você não encontrará no Brasil, uma experiência inédita! Outro stand que fez a minha cabeça foi o iL frito, aqui a fritura não é vilã, porque é feita do jeito certo.  Ali você encontrará batatas fritas, frango frito, linguiça frita e muitas outras comidinhas para se devorar com as mãos. Eu comi o frango frito que tinha um sabor diferente, textura bem sequinha e dava para sentir seu tempero. Só de lembrar me deu água na boca. Depois de comer aqui, a fritura terá um novo significado na sua vida, acredite!

Um dos sanduiches mais bacanas que provei na Itália, foi o feito com porchetta, e no Mercado você pode comer um bacana no  iL formaggio. Tem também opção para os vegetarianos, para os que querem apenas comer um bom prato de peixe, ou mesmo para os fãs incondicionais de trufas, aqui tem comida para todos os gostos! Ah! Para sobremesa vá direto ao Le specialitá siciliane e peça uma torta de chocolate com pistache, sublime!

E detalhe super importante, a comida neste mercado é barata, você não gastará mais do que 15 euros por refeição. E uma última dica valiosa, leve todas as suas guloseimas para o segundo andar, que geralmente têm mesas vazias e você terá uma vista legal da loucura que é lá embaixo! Não deixe de vir aqui, em hipótese alguma!

iL Mercato Centrale Roma – Via Giolitti, 36|
Horário: Das 8h as 24h (Todos os dias!)

Ristorante Due Ladroni

Eu gostei deste restaurante ao começar pelo seu nome divertido, “Dois Ladrões”. Sua localização também é bastante sedutora, pois ele está situado no centro histórico de Roma, no bairro de Campo Marzio, desde o final do século 20. Ao longo dos anos o restaurante manteve suas características: uma decoração clássica, luz aconchegante, serviço impecável e menu com uma seleção de pratos clássicos e refinados, com sabores tipicamente mediterrâneos.

Eu queria sentir a comida romana da maneira mais simples possível, e se este também for o seu desejo então não dispense de entrada a Mozarela de Búfala com tomates e vegetais (três euros o quilo). Um primor em forma de queijo, com textura firme, aroma de leite fresco, sabor suave e levemente adocicado. Para o prato principal eu pedi algo bem simples, mas um dos meus preferidos da culinária italiana, o Spaghetti alla Bolognese (16 euros), foi um dos melhores que comi na minha vida, e o seu visual um dos mais bonitos desta existência. Massa suave, mergulhada em um molho adocicado onde dava para sentir o gosto do tomate e a textura levíssima da carne, um prato que ficará em minha memória gustativa para todo o sempre. Se possível não dispense a carta de vinhos, encontrará verdadeiras relíquias por lá!

Um lugar perfeito para uma grande comemoração, que foi o nosso caso, ou para um jantar romântico a dois. Os aproximadamente 30 euros por pessoa valem cada centavo.

Due Ladroni – Piazza Nicosia, 24
Telefone para reservas: +39 (06) 686-1013

Grom

Buscar o sorvete perfeito na Itália é algo bem desafiador, afinal a sensação que temos é que todos eles são maravilhosamente perfeitos! Eu tive esta sensação até experimentar os sorvetes da Grom, uma marca com filosofia de trabalho impecável. No menu, mais de 20 sabores, alguns sazonais, produzidos diariamente. Você também poderá encontrar doces a base de sorvete.

Para mim os destaques da casa foram os cremes, adorei o de Avelã (feito com fruta do Piemonte, famosas por serem as melhores da Itália) e o de Pistache (da Sicília, maior referência da fruta no país). Para os chocólatras, o cacau que eles usam, assim como o café, é trazido das melhores fazendas da América Central. Cada ingrediente é buscado cuidadosamente em um lugar mágico do nosso planeta. E toda esta maravilha lhe custará 8 euros se você quiser experimentar em uma tacada só três sabores distintos. Você achará em vários lugares em Roma. Procure o mais próximo de você, clicando aqui

Ah! Dica valiosa, você que gosta de zanzar pelo mundo, encontrará esta maravilha por toda a Itália, ou pelo menos em todas as cidades que visitei no norte do país! Há dez anos, a marca abriu alguns pontos de venda fora do país, então você também poderá devorá-los em Nova York (Manhattan) ou em Paris, no bairro de Saint Germain.

 Romolo Nel Giardino Della Fornarina

Este restaurante tipicamente romano, que está situado numa casinha de esquina fofa, em frente a uma rua incrível, tem uma história especial. O restaurante é cercado por muros renascentistas, onde Raffaello se apaixonou pela bela Fornarina, musa de suas famosas pinturas. Os salões do Romolo são nostálgicos: paredes brancas contrastam perfeitamente bem com as mesas e cadeiras de tom tabaco, candelabros e pequenos vasos dão o toque charmoso ao lugar.

No menu, pratos romanos irão te seduzir. Peixes são os destaques, provamos o bacalhau e deu para sentir aquela maciez e perfume característicos deste peixe. De entrada comemos as clássicas bruschettas da casa, feita com pão artesanal fresco e tomates vindo diretamente da horta, guarnecidos com azeites que exalavam perfume inconfundível. Eu dispensaria os pratos com carne e apostaria em uma das massas da casa, como a Orecchiette alla Matriciana.

Observe o serviço deste lugar, é daqueles afetivos, está na cara de cada funcionário que está ali trabalhando desde que se conhece por gente, você sentirá este acolhimento de perto! E ele está situado em um dos bairros mais descolados de Roma. E por fim, o preço é camarada (média de 20 euros por pessoa, com direito ao vinho da casa).

Romolo – Via di Porta Settimiana, 8
Telefone: +39 (06) 581-8284
E-mail: info@ristoranteromolo.it
Segunda-feira fechado

 

Curta e siga:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *