Cochinchine Bistrô e sua delicada comida vietnamita!

E esta semana finalmente fomos conhecer o “irmão mais novo” do Bia Hoi, o Cochinchine Bistrô, que está no Jardins, onde antes funcionava outro restaurante que eu era super fã, o Sympa. Muitos detalhes coloridos pelas paredes, mesas confortáveis e música da melhor qualidade, sem decepções.

Aqui rola uma gastronomia vietnamita um pouco mais suave, com leve fusões de outras cozinhas, como a francesa por exemplo. Menu com muitas sugestões sedutoras, em uma primeira visita vai ser difícil definir o que degustar, mas a gente dá uma ajudinha, dá uma sacada em quais foram as nossas escolhas deste jantar!

Iniciei com o Dumpling Consomê (R$37,00), pãezinhos do tipo banh bao cozidos no vapor, recheados com carne de porco e servidos em caldo de carne com ervas e especiarias. Iniciamos maravilhosamente bem, a massa delicada era fácil de abocanhar, e a fartura de recheio com carne suína bem desfiadinha não decepciona. O caldo perfumado dava umidez e calor aconchegante ao bolinho. Eu amei!

Eu amo vieiras e quando as vejo no menu, seja onde for, eu não resisto, e as daqui pareciam irresistíveis (e eram!): Vieiras grelhadas em creme de ervilhas frescas e gengibre (R$45,00). Além de ser um prato vistoso, a combinação era tão perfeita quanto a equação E=mc2 de Einstein. A preparação das vieiras foi cuidadosa, a textura era tenra, e seu sabor adquiriu tons mais intensos com a cremosidade das ervilhas e a influência sutil do gengibre, que dá a liga e não rouba a cena. Quero comer novamente!

Pratos principais? Ca Ri Ga (R$53,00), peito de frango com legumes crocantes e arroz branco. Nesta versão vietnamita do curry você sentirá um sabor mais cítrico e consequentemente refrescante. Um prato despretensioso, colorido e aconchegante. A carne branca estava macia e os legumes não chegaram “molengos”, mesmo mergulhados no molho espesso. O arroz do jeitinho vietnamita de ser, al dente, grudadinho e branquíssimo. Se você quer experimentar algo mais simples, esta receita não irá te decepcionar.

Mas a gente queria experimentar ainda algo mais profundo, intenso, diferente. Então escolhi o Thit Kho To (R$56,00), stinco de porco assado, servido com molho de leite de coco queimado e arroz branco. Genteeeeeeeeeeee! Que prato! Ele “chega chegando” à mesa, encorpadão, robusto, para alguns assustador, o que felizmente não foi o meu caso! A carne estava mega macia e o molho adocicado só exaltava o sabor suculento da carne. Ela veio equilibrada em um pedacinho de abacaxi, que deu a liga total e um saborzinho cítrico gostoso de sentir. Meu eleito da noite!

Não dispense a sobremesa! Repito: não dispense a sobremesa! Inesquecível para mim o Ben Tre (R$22,00), mousse de coco com calda de manjericão. Mas não é um mousse qualquer é “O” MOUSSE, cremosíssimo, de toque suave, e a lasca em formato de flor só enalteceu o que já beirava a perfeição, deu uma crocância conveniente, e o molhinho da erva perfumava o doce, mas sem roubar a cena, perfeito!

Se você já foi feliz com a comida vietnamita do Bia Hoi, aqui você vai virar fã de carteirinha! O Cochinchine veio enaltecer a gastronomia vietnamita na cidade, uma experiência imperdível a preços bem camaradas. Quero voltar simmmm!

Serviço

Cochinchine Bistrô

EndereçoRua Haddock Lobo, 1002 – Cerqueira César, São Paulo

Horário:  De terça a sexta-feira: 12:00–15:00 e 19:30–23:30
Sábado: 12:30–17:00, 19:30–23:30
Domingo: 12:30–17:30

Telefone(11) 3063-0718

Reservas: thefork.com.br

 

Curta e siga:

Rooftop Augusta reinaugura em São Paulo.

Rooftop Augusta acaba de abrir suas novas portas!  Aqui os visitantes poderão desfrutar da boa filosofia do lugar: pessoas bonitas, taças de vinho como se estivessem na sala de sua casa.

O espaço multifuncional, agora fica na Rua Oscar Freire, localizada no bairro dos Jardins. Com ambiente repaginado, o local faz parte da iniciativa da publicitária Vanessa Ferreira e do cineasta Sergio Cuevas, que inauguraram o primeiro projeto do Rooftop em 2017. O conceito do projeto é o mesmo, mas a nova versão permite que tudo esteja reunido em um único local. A ideia é proporcionar ao público uma plataforma de expressões artísticas dentro de um ambiente que incentiva e promove atividades de cultura e lazer, como arte, música, tecnologia, bem-estar, atividades sociais e recreativas.

O interior do Rooftop é todo decorado com mobília modernista do curador e colecionar Thomaz Saavedra. As peças, inclusive, podem ser adquiridas pelos frequentadores. Por isso, o espaço repõe a decoração local com frequência, inovação que proporciona ao público uma experiência única que faz com que se sintam sempre imersos em um local diferente. Os bichinhos de estimação também são bem-vindos. Comidinhas e drinques são servidos esporadicamente acompanhados de música ao vivo com apresentações de jazz, soul e funk.

A programação não é fixa e pode ser conferida no site ou no Instagram da casa (@rooftopaugusta).

Sucesso!

Serviço:
Rooftop Augusta
Endereço: Rua Oscar Freire, 565 – Jardim Paulista
Horários: 2ª e 3ª feira 09h às 20h
4ª, 5ª e 6ª feira das 90h à 0h
Sábado: 16h à 01h
www.rooftopaugusta.com

Curta e siga:

Mr Poke, o pioneiro na especialidade havaiana

No giro da semana fomos conferir recentemente a segunda casa do Mr. Poke. Eu estava curiosa já algum tempo para conhecer este lugar, que até onde eu sei é o primeiro espaço a servir o prato havaiano por aqui.  A casa nasceu pelo desejo dos sócios Felipe Scarpa, Lucas Marques e Thomas Carparelli, em atender um público mais amplo com mais conforto e outras opções gastronômicas, com entradas, drinques, sanduíches e mais opções de poke. Diferente de sua matriz em Pinheiros, que funciona no sistema take away, por aqui nos Jardins você poderá vivenciar sua experiência gastronômica numa deliciosa casa com um espaço clean, confortáveis mesinhas e um serviço gentil.

O que é indispensável? Entre as entradas, adorei o Fish Nachos, um poke desconstruído servido no prato, com peixe a escolha (atum, salmão ou branco), wonton, cebola, coentro, manga, massago e sricha maio (R$ 30). Eu escolhi o de atum, que estava exalando frescor e seus nachos bem crocantes e sequinhos. Uma bela sugestão para os dias quentes, quando nos dá apenas vontade de comer algo leve e com as mãos.

Quem me conhece sabe que sou literalmente alucinada por atum, então continuei nesta mesma frequência e meu prato principal escolhido foi o Ahi Poke (R$46), o peixe protagonizou muito diante das intensas e diversas especiarias, resultando em uma salada substanciosa e levíssima. Sabores doces, picantes e intensos dançavam em perfeita harmonia no meu palato. Adorei!

Há ainda dois sanduíches para compartilhar, o The Chicken Jhonny (frango na farinha panko, com maionese de wasabi no pão de brioche, R$ 15); e o Kalua Pork Sandwich, que leva carne de porco desfiada e defumada, com um chutney da casa de abacaxi no pão de brioche (R$ 22).

Por aqui também existe uns drinques bacanas e que harmonizam bem com a culinária leve oferecida na casa, adoramos o Ginbisco, com gin, xarope de hibisco e alecrim defumado (R$ 20) e o Hawaiian Mule, uma brincadeira com o Moscow Mule, que aqui leva rum, gim, limão, infusão de abacaxi e espuma de gengibre (R$ 20). Quero na próxima vez experimentar o e Mojito de Coco, com infusão de coco no rum, limão, hortelã e flocos de coco ralado (R$ 18), fiquei bastante curiosa com esta mistura.

Vale a pena a visita e conhecer um pouco mais desta comidinha que tem tudo para encantar nossos corações gourmet!

 

Serviço
Endereço – Rua da Consolação, 2902 – Jardins
Horário de Funcionamento: Jantar de terça à sábado, das 19h às 23h30

Curta e siga:

Chef Max Abdo lança novos pratos no menu executivo.

Ao conferir as novidades gastronômicas de São Paulo após um mês de férias na Itália, minha atenção se voltou, vejam só, justamente para os novos pratos do menu executivo do chef Max Abdo. Para quem é fã da boa e suculenta gastronomia italiana, esta é uma boa oportunidade de provar uma das mais deliciosas da cidade, com um custo beneficio sedutor!

Porcoleta

Entre os destaques do novo cardápio, estão a Caponata siciliana, como opção de entrada, e a Porcoleta – lombo do porco marinado servido com risoto de abóbora com rúcula e o Espaguete de abobrinha – feito com gaspacho quente e cogumelos salteados, como sugestões de prato principal. A casa oferece somente o menu executivo durante o almoço, que custa R$ 49,00 e inclui entrada, prato principal e sobremesa. Todo mês tem uma seleção diferente de pratos; apenas o picadinho é fixo– um clássico do bistrô.

Espaguete de abobrinha

Dá uma conferida em todo o menu e não deixe de conhecer este lugar maravilhoso!

Entrada

  • Salada BFF beterraba com feta e folhas
  • Caponata siciliana com focaccia artesanal

Prato principal

  • Pescadinha Tai – filé de pescada com couve refogada e arroz no molho curry
  • Porcoleta lombo de porco marinado grelhado e risoto de abobora com rúcula
  • Penne com Ragu de linguiça apimentada, basílico e parmesão
  • Filezinho shoyu – mignon picado e salteado com legumes e molho shoyu com macarrão somen
  • Espaguete de abobrinha com gaspacho quente e cogumelos salteados
  • Peixe fresco do Dia com batatas rústicas e espinafre
  • Grelhado do diaacompanhado de purê de batatas com queijo e farofa na manteiga
  • Nosso Picadinho cozido lentamente e a guarnecido de arroz, feijão, farofa, couve e ovo frito

 Sobremesa

  • Sorvete, morango ou chocolate
  • Fruta sazonal madura
  • Pudim de leite com caramelo de café

O Max Abdo Bistrô fica na rua Peixoto Gomide, 1658. Abre de terça a quinta, das 12h às 15h e das 19h30 às 23h; sextas e sábados, das 12h às 17h e das 19h30 às 23h; aos domingos das 12h às 17h. Valet: R$ 25,00. Mais informações pelo telefone (11) 30625557. Pet friendly – cães são bem-vindos na varanda.

 

 

Curta e siga:

Max Bistrô: Comida reconfortante nos Jardins

E nosso giro aconteceu no charmoso Max Bistrô, nos Jardins, em São Paulo. O bistrô de Max Abdo, que já existe há 5 anos, pode ser considerado uma extensão de sua casa, ele mesmo recebe seus comensais e cuida de cada detalhe para que nossa experiência seja inesquecível. O ambiente acolhedor tem um décor moderno, com um colorido equilibrado e mesas preparadas com total capricho: repare no jogo americano das mesas, cada um contém alguns poeminhas escritos por Max, achei de uma fofura inspiradora! Outros detalhes que se deve reparar também são os três grandes painéis que temperam o bistrô com arte – obras de Dudu Santos, Black Linhares e Victor Lema Riqué, artistas consagrados e amigos do chef.

Iniciamos o nosso jantar com o Enroladinho de berinjela e abobrinha com queijo de cabra (R$21,00). Entradinha simples, mas confeccionada com muita delicadeza: com lâminas fininhas e recheadas com o cremoso queijo de sabor fresco, e o azeite dá o toque oleoso necessário. Esta entrada é a prova de que muitas vezes encontramos os melhores sabores nas combinações mais simples. Adorei!

Também provamos uma das entradas clássicas do bistrô, Polenta com três queijos, parmesão, gorgonzola e emental (R$21,00). A receita estava cremosa por dentro e levemente crocante por fora, devido à presença potente e aromática dos queijos, que causam uma explosão de sabores e texturas. Receita calorosa e despretensiosa.

A noite estava quente, e queríamos explorar as receitas mais leves e frescas, então fomos de Carpaccio de polvo (R$37,00). O prato chegou lindamente à mesa, entretanto, nem tudo foram acertos: suas finas lâminas estavam bem cozidas, porém sequinhas e com pouco tempero, para “ativá-las” tive que regar com muito azeite e limão siciliano, o toque de mestre que eu esperava que chegasse diretamente da cozinha. Faltou personalidade ao prato.

Pratos principais? Começamos com as especialidades do chef, as massas. Provei o Penne com abobrinha e mascarpone (R$49,00). O trio beirava quase a perfeição, penne levinho, macio e com gostinho de massa saudável, os pedacinhos da abobrinha estavam cheirosos e com texturas firmes, envolto em leve molho do queijo delicado e sem excessos, enriquecido com fartura de parmesão ralado.

Também merece reverência o Ossobuco de vitela com risoto de açafrão (R$61,00). Risoto perfeitamente cozido, cremoso e encorpado, unia-se de forma genuína com a carne tenra, tão macia, que não precisava de faca para cortá-la, ela simplesmente estava desmanchando na boca. Uma aposta certeira para uma refeição deliciosa.

Outra proposta interessante para quem quer comer algo mais leve e com ótimos resultados na sua combinação, é o Linguado recheado de abobrinha e cenoura com cuscuz marroquino (R$59,00). Carne extremamente delicada, magra, sem gordura nenhuma e com um sabor levemente adocicado, suas características não foram atropeladas em seu preparo e compôs perfeitamente com o cuscuz soltinho, úmido na medida certa, uvas passas e pedacinhos de tomate foram salpicados e deram ainda mais sabor à receita.

As sobremesas são primorosas, mas a que me conquistou foi a Sobremesa do Chef, brioche assado (sem glúten) com frutas (R$24,00). Delicado e levemente inchado, o pão foi besuntado com amaretto, que deu um sabor refrescante. O colorido das frutas alegra a receita e faz o contraponto interessante. Me surpreendeu!

Lugar bacanérrimo, bom serviço e a simpatia do chef conta muito durante o tempo que estará por lá, sem contar os preços que são bem interessantes. A filosofia aqui é comer bem, um confort food para paulistano nenhum botar defeito. Dá vontade de voltar!

Serviço

Max Bistrô
Endereço:
Rua Peixoto Gomide 1.658 – São Paulo – SP

Telefone:
(11) 3062-5557
www.maxabdobistro.com.br
Valet no local – R$20 o período

Curta e siga: