Fairmont Rio recebe peruano Franco Noriega.

Dia 20 (amanhã) no Fairmont Rio de Janeiro, o chef-executivo do hotel Jérôme Dardillac e o chef convidado Franco Noriega farão um jantar especial, no Marine Restô

O chef peruano é o primeiro convidado do restaurante do Fairmont Rio em 2021,com menu de cinco tempos aberto por uma seleção de tapas assinada pelo peruano: amuse-bouche, tostada de atum vermelho fresco com salsa de anticucho, seguida por entrada fria de ceviche misto com leite de tigre e, na sequência, entrada quente de espetinho de frango com molho de Aji Panca.

Como prato principal, o francês Jérôme Dardillac oferece corte Angus assado no Josper com molho Bearnaise, acompanhado de batata rústica com alho na brasa e manteiga de carvão. A sobremesa “Vacherin com sorbet de coco e maracujá com frutas vermelhas e chantilly de baunilha Bourbon”, da chef-pâtissière do Fairmont Rio, Letícia Cruz, encerra o jantar.

Franco Noriega é hoje um dos mais bem sucedidos empresários da gastronomia novaiorquina. Com seu primeiro e principal endereço inaugurado em 2016 no West Village, o grupo de restobars e catering Baby Brasa rapidamente se tornou uma sensação local, servindo pratos de inspiração peruana  e coquetéis sazonais exclusivos.

Todos os eventos realizados no Fairmont Rio seguem rígidos protocolos de segurança AllSafe, da Accor, chancelado pela certificação Bureau Veritas, a fim de garantir uma experiência ainda mais segura e agradável a todos os presentes.

Baby Brasa @ Fairmont Rio – Jérôme Dardillac convida Franco Noriega

Fairmont Rio de Janeiro Copacabana – Marine Restô – Av. Atlântica 4240, Copacabana. Rio de Janeiro (RJ)
Data: 20 de janeiro de 2021
Horário: 19h30
Valor: R$ 250 por pessoa +10% (sem bebidas) | R$ 350 por pessoa + 10% (menu harmonizado)

Reservas:   https://fairmontrio.com/marine-resto/ | eventos@fairmont.com | (21) 2525-1232

Os sabores Latinos do Taypá em Brasília!

Em nosso giro pelo Distrito Federal, tive a oportunidade de conferir um dos premiados endereços gastronômico da cidade, o Taypá. O nome já sugere algo bacanérrimo, fartura, além disso, ele está situado em um dos polos gastronômicos da cidade onde estão reunidos grandes nomes da gastronomia local. O espaço tem um décor simples e muito confortável, em dias de sol a varanda pode ser um aconchego, e todos os detalhes nos remete ao universo marcante e inspirador da cozinha novoandina.

Quem comanda as panelas é o chef Marco Espinoza, que cria suas receitas com produtos e temperos tipicamente peruanos, mas com pitadas e técnicas diversas, desta alquimia podemos conferir pratos marcantes e com muita personalidade.

Iniciamos o nosso almoço com os clássicos Ceviches (R$67,50) que o menu oferece, escolhi o Ceviche Clássico, que chega à mesa com peixe fresquissimo, textura firme e picância equilibrada; o Ceviche Criollo, feito de polvo, peixe branco, lula e camarões, com creme de coentro e cebolas em tempurá, foi o meu preferido, não só pelas combinações, mas pela refrescância e odor característico exalado pela especiaria (coentro) e o Ceviche Tropical, composto de salmão com leite de tigre de caju e erva doce, castanha de caju e cebola, adorei esta nova versão inédita no meu paladar: suave, adocicado e o toque de brasilidade tem tudo haver com esta receita. Iniciamos bem, fiquei impressionada com o equilíbrio dos ingredientes dos ceviche, sendo possível notar o sabor de cada um e apreciar o resultado final da mistura, e sem se esforçar para isso.

Também provei o Bocado de atum (R$59,80), eu sou daquelas fissuradas por este peixe, e ele aparece nesta receita de forma genuína, foi feito um tartare cremoso apimentado sobre banana de terra crocante. Impressiona pelo sabor e apresentação delicada. A mistura de sabores e texturas que ia do picante ao doce e do macio para o crocante, me desacelerou e provocou aquela sedutora sensação de bem-estar, que acontece quando comemos algo que nos dá prazer. Se você curti atum, não deve deixar de provar esta entrada.

E o ceviche foi só o começo, foi bem difícil escolher um dos pratos principais do menu, pois as opções são diversas e cada uma tem a função de ser marcante para quem os prova, mas duas receitas chamam atenção o Pescado Al Azafrán (R$89,80), o Dourado sedoso veio mergulhado num explosivo e farto molho feito de rocoto, camarões e açafrão, seu acompanhamento só enalteceu o prato, e os croquetes de mandiocas recheada de queijo gruyere fizeram aquele contraponto interessante, uma deliciosa explosão de sabores. Eu não sou a pessoa mais apaixonada por pratos feitos à base de peixe, mas este eu comeria novamente e de olhos vendados!

Indo para outra direção, experimentei Patos y Las Mil Papas (R$72,90) Coxa de pato confitado ao molho concentrado de pato na cerveja e salvia com massa folhada de batata e salada. Um pedaço de pato confitado com molho absolutamente incrível que acentuaram o sabor da carne, quase desmanchando de tão macio. A massa folhada de batata para mim era dispensável, achei um pouquinho pesada.

O chef nos ofereceu um pequeno menu degustação com suas melhores sobremesas, quase morri de amores. Mas no meio desta diversidade, a que mais me encantou foi o Suspiro de Limenã (R$25,80) tradicional sobremesa peruana, com redução de leite condensado e leite evaporado, finalizado com merengue de porto. Sobremesa leve, equilibrada, molhadinha e doce no ponto. Ela reina sozinha e me trouxe um novo sabor inédito ao meu palato.

Lugar delicioso, serviço gentil e opções infindáveis, não é à toa que o Taypá foi escolhido em 2013, como um dos cinco peruanos imperdíveis no mundo, de acordo com o jornal peruano Diário el Comercio. Se você for a Brasília, vale colocar na sua agenda. Quero voltar!

Taypá

QI 17, Comercial, Bloco G, lojas 208/210 – Fashion Park – Lago Sul
Fone: 61 3248.0403 / 3364.0403
Horário de funcionamento: De segunda à sexta para almoço (das 12hs às 15hs) e jantar (de 19hs a 00h). Aos sábados: almoço (das 12hs às 16hs) e jantar (das 19hs à 01h). Domingos: para almoço a partir das 12hs. Fechado par jantar.
Aceita cartões: Visa/Mastercard /Amex
Tem wi-fi e acessibilidade para deficientes
www.taypa.com.br  – email: contato@taypa.com.br

Pisco: Comida saborosa e boa variedade de Pisco Sour.

Esta semana fomos conhecer o novo peruano da cidade, o Pisco, que aterrissou nos jardins com a intenção de mostrar o que o Peru tem de melhor, e não somente em sua gastronomia, mas toda a riqueza cultural do país vizinho. O nome do lugar faz homenagem à curiosa cidade de Pisco, que é conhecida por sua famosa bebida, um delicioso destilado de uvas.

Toda a arquitetura do lugar conta um pouco da maravilhosa história do Peru, suas tradições, arte e cultura. Logo na entrada os comensais poderão apreciar um painel feito com os tradicionais tecidos de Paracas. Não deixe de apreciar no fundo do restaurante um belo mural feito com cerâmicas pintadas por um artista peruano, uma linda composição. Outro cantinho curioso é o balcão do bar, que foi produzido com pedrinhas de praia, que enriquecem a simbologia da cultura litorânea do Peru.

Quem comanda a cozinha é o chef peruano Oscar Vásquez Solls, e em seu menu você encontrará muitas opções de ceviche e outros pratos tradicionais de seu país. Uma sugestão hermosa, enquanto você escolhe o que irá comer, é desfrutar este momento com um dos drinks destaque da casa, o Pisco Sour, eu provei o clássico e um feito com gengibre, e, sem exagero, foi um dos melhores que experimentei aqui no Brasil.

Começamos a noite com entradinhas originais e deliciosas para as noites quentes que andam fazendo em nossa cidade: o Trio Ronda Caliente (R$90,00), bolinho de camarão, tequenos de lombo e chicharron misto, friturinhas deliciosas para se comer com as mãos. O destaque ficou para o bolinho de camarão, super leve, super crocante e você sentia a textura e o sabor delicado do crustáceo sem alterações. Eu queria ter comido mais alguns!

Ceviche é o queridinho da casa e você achará algumas opções interessantes, como o Ceviche Pisco (R$40,00), feito de peixe, camarão, polvo, lula, batata doce e milho. O prato exalava frescor, todos os frutos do mar sem exceção estavam com textura al dente, nível de acidez baixo, evitando assim que desapareça o sabor dos crustáceos, e cebola roxa na medida. A batata doce faz o contraponto sempre interessante, adocicado. Gostei!

Outro parecido no visual, mas com outra pegada é o Ceviche Mancora (R$38,00), feito com peixe branco, pimenta amarela do norte e chips de banana. Aqui se sente uma pequena fusão com ingredientes brasileiros, equilibrando bem a boa marinada, e você percebe que não houve esforço para isso. O peixe estava farsesquíssimo, e o resultado final foi bem apreciado por todos nós.

Entre os principais, não deixe de provar o Pulpo a La Parrilla (R$65,00), polvos gordos feitos na churrasqueira com batatas e tomate cereja. O prato chegou exalando seu bom cheiro por toda a mesa, qualidade incontestável do molusco, intenso, farto. Acompanham delicados tomatinhos e batatas com texturas sedosas. Eu nunca vou enjoar deste prato, principalmente quando trombamos com alguns feitos de forma correta como este.

Já o Aji de Galinha (R$30,00), peito de frango desfiado, pimenta amarela, creme de leite e nozes. Embora tenha sido feito corretamente no fogo lento, faltou um brilho a mais em seu preparo para fazer com que nossas memórias viajassem de volta aos Andes. Sentimos falta da consistência e da picância que fazem deste simples prato um dos conforts foods mais apreciados da gastronomia peruana.

Ao final, me apaixonei pelo Bolo Três Leches (R$ 15,00), a única sobremesa disponível na noite de nossa visita: de textura esponjosa e incrivelmente leve, o pão de ló é mergulhado no leite infusionado com leite condensado e creme de leite e nesta versão coberto por doce de leite. Mas atenção: esta sobremesa é para quem literalmente aprecia uma sobremesa bem doce.

Lugar belíssimo, com serviço gentil e para quem deseja ter uma tremenda experiência com esta gastronomia que encanta pelo seu sabor vibrante e seu frescor inigualável. Adorei, quero voltar!

Serviço

Pisco Restaurante
Endereço:  Alameda Campinas, 656 – Jardins, São Paulo – SP

Horário: segunda a quarta-feira das 12:00 às 15:00 e das 19:00 às 22:00
quinta-feira a sábado das 12:00 às 15:00 e das 19:00 às 23:00
domingo das 12:00 às 17:00
Telefone: (11) 3171-3421

Crédito Imagens: Roberto Salgado