Josimar Melo lança o livro ‘Bom Churrasco’

O crítico gastronômico Josimar Melo e o restaurante Mania de Churrasco ! lançam, pela DBA Editora, o livro “Bom Churrasco”, que conta a trajetória das principais churrascarias que fizeram e fazem sucesso na capital paulista.

A obra conta a trajetória empreendedora dos fundadores de casas consagradas, como Rubaiyat, Rodeio, Templo da Carne, Fogo de Chão, Dinho’s, Barbacoa, Jardineira, Varanda, NB Steak, Corrientes 348 e Quintal deBetti, além de apresentar curiosidades e belas receitas de todos os endereços.

A obra já pode ser encontrada em diversas livrarias do país e terá 50% do valor de venda revertido à ONG Amigos do Bem, cuja missão é levar auxílio às famílias do sertão nordestino.

SERVIÇO: 

“Bom Churrasco – Churrascarias que fizeram e fazem história” 
Josimar Melo 
DBA Editora 
132 páginas 
Preço sugerido: R$ 150,00 
Onde encontrar: Amazon, Livraria Martins Fontes, Livraria Leitura, Livraria Vanguarda e restaurantes Mania de Churrasco ! 

El Uruguayo: O Uruguai está aqui!

Esta semana fui até Alphaville para conferir as maravilhas do restaurante El Uruguayo. Não dava para negar um convite deste, a cozinha simplesmente é especializada em parrilada daquelas feitas em casa e por quem entende do assunto. E se você ainda precisa de outro motivo para atravessar a cidade, pois então lhe darei: a maioria dos cortes aqui são oriundos de nossos sortudos vizinhos, Uruguai, país com uma das melhores carnes do mundo.

Assim que cheguei fiquei catatônica com a beleza do casarão. De cara um hall maravilhoso e aconchegante, onde se pode ver a lenha sendo queimada em um dos espaços em que se assa as especialidades da casa, bem à moda uruguaia. E vale lembrar que é daí que vem um dos segredos dos uruguaios, com o fogo uniforme se permite uma maciez única em seus cortes.

Iniciei a grandiosa refeição com a Salsicha Parrillera (R$29,50), da casa. A cada garfada eu percebia algo similar com o chourizo, porém com texturas e formas mais leves. Também achei mais crocante e sequinha. Outra diferença é que ela é oferecida em tripas mais longas e finas. Gostei de como ela chegou a mesa, uma espiral agradável e firme. Gosto de linguiça e gosto de conhecer todas as suas releituras, se você também é fã como eu, deve prová-la na primeira chance.

Também provei algo que acho incrível existir no meio de tantas receitas carnívoras, Provoletta Caprese (R$31,50). Gostei da louça de cerâmica que foi criada especialmente para este tira-gosto. A receita em si não foi nada demais: o queijo é mergulhado em um molho de tomates em uma das aberturas da cerâmica e sua textura elástica permite ser puxada com certa facilidade. Pode ser aconchegante para dias mais frios.

Carnes? Simmmm amamos! O ponto de partida foi um delicioso Asado de Tira (R$102,90 inteira). A costela vem cortada no sentido horizontal, permitindo uma maciez diferenciada. Ao mastigar deu para sentir o sabor mais intenso e uma textura com menos gordura. Estava no ponto ideal e uma saladinha é o completo perfeito, porque você não vai sentir pesar e ao mesmo tempo terá uma boa sensação de satisfação. Caiu bem esta combinação!

Já o Ojo de Bife (R$89,00) foi um desapontamento. Um dos meus cortes preferidos, o miolo do Ancho veio muito malpassada, quase crua, adiantaram e muito no ponto. Depois da terceira garfada desisti e todo mundo sabe que um corte nobre como este não adianta voltar para ser refeito, simplesmente não dá para “consertar”. Teria que começar tudo do zero, então resolvi seguir adiante.

E para equilibrar e voltar a ser feliz, felizmente experimentei o Tapa de Quadril (R$67,50). É a nossa picanha, mas neste caso do cordeiro. Uma mistura que deu certíssimo: rosada, magra, de sabor suave, que se intensificou com um molho de menta e alcaparras delicioso, textura lisa e pouquíssima gordura. Se deseja provar algo diferente, não dispense.

Também vale ressaltar meus acompanhamentos do almoço: a Farofa de Banana (R$21,50), que veio na medida certa de ingredientes, dando um bom equilíbrio e doçura, e com a textura umedecida, perfeita, porque estava firme; e a Salada La Barra (R$48,00), uma miscelânea de sabores de vários ingredientes: alface, tomate, cebola roxa, palmito, cenoura, mussarela de búfala, batata palha (dispensável) e molho especial à base de mostarda e mel, um arraso, combinações que sempre serão um bom acerto quando se trata de saladas.

Sobremesa não achei o forte da casa, melhor focar em suas especialidades, mas se você não é daqueles que dispensa um doce em uma churrascaria, eu apostaria na Torta Negra Del Diablo (R$27,50). O nome já é bem sugestivo, pois é feito com uma tonelada de chocolate meio amargo, com recheio de doce de leite e ainda por cima vem uma boa calda de chocolate quente. E para quebrar esta explosão de sabores, sorvete de creme para esfriar os ânimos.

Serviço gentil, preços um pouco acima da média, boas opções no menu para quem gosta de carne e quer se aprofundar em uma nova experiência. Nem tudo estava perfeito, mas o El Uruguayo tem boas intenções e só por isso valerá sua visita.

Serviço
El Uruguayo – Alphaville
EndereçoEmpresarial 18 do Forte – Av. Copacabana, 166 – Alphaville, Barueri – SP
Telefone: (11) 4195-6784
Funcionamento:Segunda-feira a Sábado das 12h às 24h
Domingos das 12h às 17h
140 Lugares
Manobristas cortesia
www.eluruguayo.com.br

Crédito Imagens: Roberto Salgado

 

 

Saboreando as boas carnes do El Tranvia

E nosso primeiro giro pós-férias aconteceu em um dos restaurantes do grupo La Tregua, em São Paulo. Ao todo são cinco restaurantes espalhados pelo Estado de São Paulo, e esta semana fomos conhecer uma das casas, que foi inaugurada em 2016 no bairro do Itaim. A história deste restaurante é bastante curiosa, durante o jantar sua assessora nos contou que o primeiro espaço surgiu em 1997 em um pequeno corredor de vila semelhante a um corredor de bonde (tranvía em espanhol), no bairro de Higienópolis, e ali nasceu o El Tranvia, um lugar genuinamente com raízes uruguaias.

Todas as casas do grupo servem cortes bovinos importados, de alto padrão, da raça Aberdeen Angus, cujas características principais são a suculência e a maciez. Essas carnes nobres são assadas à moda uruguaia, com sal fino, nas típicas parrillas (grelhas), sempre abastecidas com lenha, cuja brasa incandescente dá um sabor irresistível.

Mas antes de provar seus deliciosos cortes refinados, fui provar algumas entradas que a casa oferece. Iniciei com a Tortilla de Papas (R$25,00), e foi um experimento nostálgico para mim, a cada garfada desta famosa omelete de batatas com cebola me lembrava das inúmeras vezes que provei esta receita tão afetiva que os espanhóis cultivam com toda maestria. As bordas levemente assadas já era um bom indício, de textura firme, douradinha. Quando cortei escorreu um pouquinho, para mim um sinal de perfeição!

Também provamos o Jamon crudo com burrata (R$55,50). Esta combinação é sempre bem-vinda. O queijo estava com a textura mais firme que o habitual, e eu prefiro assim. O presunto cru curado veio em finas fatias, com sabor suave e delicado, algumas salpicadas de parmesão, que deu um toque interessante, e o azeite de manjericão deixou esta entrada perfumada.

O menu possui tantas opções de carne que é difícil de decidir por qual o seu estômago será mais feliz. Então fiz duas escolhas intuitivas e sem arrependimentos! A primeira foi uma das peças mais famosas da casa, o Bife Uruguayo (R$92,00), que veio em um corte generoso. E realmente a fama procede: macio, com uma gordura discreta que parece que foi introduzida na carne, tornando-a suculenta, sabor único de parrilla e fácil de mastigar. E o mais importante: este bife chegou no cozimento perfeito!

É raro encontrar em um menu de casa de carnes boas aves, o que eu sempre lamentei, já que eu sou super fã de carne branca, em especial as de galeto. E aqui temos algumas opções, uma delas o Pollo a La Napolitana (R$64,00), um galeto desossado, grelhado e coberto com tomate, mozarela e orégano. Receita que une o tradicional com toques de alta gastronomia. Deliciosa abundância de queijo e tomate sobre o dourado e cheiroso galeto de carne branca suculenta que se soltava apenas com o toque do garfo. Adorei!

Entre as sobremesas rolou um amor com a Panqueque de Dulce de Leche (R$24,00), com sorvete de creme. A diferença está no preparo com um dos melhores doces de leite do mundo, que trouxe vida às finas camadas de massa, coroadas por açúcar queimado. Um espetáculo!

Serviço gentil, ambiente aconchegante, o El Tranvía saberá agradar a todos os amantes de uma boa carne, de qualidade impecável, como deve ser. Quero voltar!

Serviço
Unidade El Tranvia Itaim Bibi
Rua Leopoldo Couto de Magalhães Junior, 1372
Tel.: 2361.3588
Lugares: 180
Funcionamento:Segunda-feira: 12:00 às 15:00 / 19:00 às 23:00
Terça a Sexta: 12:00 às 15:00 / 19:00 às 00:00
Sábado: 12:00 às 16:00 / 19:00 às 00:00
Domingo: 12:00 às 17:00
Manobrista: R$25,00

Creditos Imagens: Roberto Salgado