Dica Cinéfila da Semana: “Cartas de Julieta”

Em mês de espiritualização e conexão comigo mesma…..minha alma anda buscando panoramas romanceados e nem um pouco realista….risos…um filme que assisti em DVD nos últimos dias foi uma descoberta incrível: história gostosa, inspiradora e interessante…chamada “Cartas para Julieta”, se você detesta filmes românticos, então nem perca seu tempo em ler este post, mas se você se considera uma vítima do coração e acha boa esta sensação….Bem vindo ao Clube! Rs

 

O filme conta a história de uma jovem americana (Amanda Seyfried) que viaja com seu noivo para Verona, Itália, Cidade onde foi criado a personagem Julieta Capuleto…sim aquela mesma do clássico “Romeu e Julieta”…e é neste lugar que ela descobre um grupo de mulheres que responde cartas de amor, deixadas num muro, daqueles que buscam conselhos amorosos…Sophie então encontra uma destas cartas, datadas em 1951, e acaba inspirando a personagem Claire (interpretada pela talentosissima Vanessa Redgrave) a viajar para a Italia em busca de seu verdadeiro amor!

O filme é uma delicia…..não é marcado por grandes inovações, mas a história em si nos faz refletir sobre o destino e como os personagens chegaram até o final deste longa…existe momentos que a comédia romântica ganha ares de road movie, mostrando lindas paisagens da Toscana…o filme é feito para quem gosta de um mundo extremamente romântico; para pessoas que acredita no destino, para os que buscam uma sensibilidade natural….e por fim para aqueles que queiram saber o significado do verdadeiro amor! Porque o amor meus queridos sempre volta, mesmo que tenha se passado mais de 50 anos….rs…E para mim particularmente me inspirou e muito em colocar Verona como roteiro obrigatório para a próxima viagem ao Hemisfério Norte…risos

Beijos

2 respostas para “Dica Cinéfila da Semana: “Cartas de Julieta””

  1. Ju, o DVD é meu, eu te empresto… ;o)
    Rámiga, quando nos encontramos? Quero pegar o Sex and the City 2 de volta para ver, te emprestei e nem vi ainda… rsrsrs Tenho que por minha vida cinematográfica em dia!
    Ah! Estou com o “Le Petit Nicolas” (O Pequeno Nicolau), França nos anos 50, tudo de bom, chic. rsrs Vamos ver na quinta lá em casa?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *