Exercitando o Silêncio…

Vamos lá, quem não precisa de vez em quando da ausência total de sons audíveis?… Às vezes temos que dar um basta descontrolado para o barulho da cidade, música, iPhone, iPad, e-mails, MySpace, e dezenas de outras tecnologias diferentes… Na agitação da vida, a verdade é que o silêncio em nossos dias nunca é super bem vindo! A falta de ruídos muitas vezes aborrece, e todos os dias evitamos o tal silêncio constrangedor… Li hoje alguns motivos para ficar calado… E achei algumas dicas estranhamente interessantes, por isso compartilho…

O tal terapeuta sugere que há momentos em que só o silêncio comunica – Tipo assim, temos que respeitar os momentos em que não houver nada para ser dito… E compartilhar o silêncio… Como assim?!? Alguém sinceramente pode me dizer como se compartilha silêncio??? Risos… Aceito comentários…

E não me venham com aquela história que é possível estar em silêncio e bem acompanhado e que o toque e os gestos dizem mais que palavras ao vento… Ai, me poupem disso! Não acredito, sinceramente… Quer dizer, acredito após anos de intimidade… Do contrário… huuummmmm

Daí o artigo arremata que ao estarmos quietos com o outro, se cria uma superfície de contato com o silêncio inconsciente… Hummm, quer dizer, existe um silêncio inconsciente?  Explica uma psiquiatra o fato “O silêncio interno, ou seja, o estar atento, é fundamental para ouvirmos melhor o outro e também para deixar que o outro fale por si, sem ser conduzido pela interpelação do nosso raciocínio. Este é o verdadeiro ouvir: respeitar o silêncio”… Sério, alguém entendeu a tal afirmação acima?

Gostei desta parte… Conheça melhor a si mesmo (sempre!)… O Silêncio é essencial para a reflexão… Porque é só refletindo que podemos compreender situações pelas quais passamos e nossas atitudes diante delas… Eu particularmente sempre escolho um lugar ou uma hora do dia que me sinta à vontade para me desligar do mundo; repenso como foi meu dia, penso em gente que ta longeeeeeeeeeeee… Rolam também situações neste silêncio… Lembranças de momentos em que me senti injustiçada, saudosa, inconformada… Confesso que tenho meus “insights sadomasoquistas”, gosto de relembrar momentos de stress… rs

Agora, fazendo a conselheira, não deixe que assuntos importantes fiquem de lado pelo constrangimento do silêncio… O maior segredo de resolver uma situação é falar sobre ela… Ahhhhhhhhhhhhh! Isso vale para os relacionamentos, a tal famosa regra do diálogo… Silêncio é bom, mas compartilhar a vida é admirável!!! Risos… Beijos