Café Habitual: Receitas mediterrâneas e preços gentis!

E finalmente voltei a fazer o que mais amo nesta encarnação, desbravar o cenário gastronômico da nossa cidade maravilhosa, São Paulo! E o lugar escolhido não poderia ter sido melhor, o encantador Café Habitual. Comida confortável, recheada de texturas, cores e sabores, com um toque de sofisticação. Está entre nós desde 2017, quando inaugurou sua primeira casa nos Jardins.

Quem cria e amplia o menu da casa é o australiano Arman Beyazgul, que traz sugestões com influências de todas as partes do mundo, e sempre priorizando ingredientes frescos, exóticos, que deixarão qualquer café da manhã digno de um banquete. A ideia do café é que o cliente coma o que quer, na hora que desejar. Fachada envidraçada, mesas e cadeiras confortáveis em um ambiente bem clean, que possibilitam ao cliente ter um relax durante sua experiência palatina.

Iniciei meu almoço fabuloso com os famosos Ovos Beneditinos à moda turca (R$36,00), um dos carros chefs da casa. Além de uma bela apresentação, há uma sinergia de sabores que faz com que esta receita nos leve para outro patamar palatino. Entre os ovos pontualmente perfeitos, você encontrará uma mistura fascinante de iogurte, rúcula, peito de peru, manteiga e hortelã. Em sua primeira visita este prato não pode faltar.

Se você chegar com uma fome mais fit, a minha dica fica para o Habitual Caesar Salad (R$45,00), com alface romana baby, fatias de bacon, lascas de parmesão, molho caseiro com aliche e ovo pochê, servido com pão artesanal. Que delícia de salada, ela sobressai em sabor e textura quando pensamos em Caesar Salad, porque a daqui tem os ingredientes certos e de qualidade, e o molho feito na casa é o contraponto interessante desta receita mexicana. E o melhor, você vai sair saciado e com leveza para encarar uma das sobremesas que o café oferece!

Outra composição elaborada que amei foi o Atum Selado (R$59,00), com quinoa, pimentão, pepino, tomate cereja, ervas frescas, couve flor assada, laminas de amêndoas, melaço de romã, manga verde e sumac. Aqui foi a arte de transformar o atum ótimo, em melhor ainda. Gordas fatias do peixe se misturam harmoniosamente com delicadas especiarias, as lâminas de amêndoas dão aquela crocância essencial e o adocicado do melaço dá potência e ao mesmo tempo delicadeza à receita. Amei!

Queridíssimos, prestem muita atenção, aqui no Habitual não se dispensa sobremesa em hipótese alguma! E não se preocupe se você é vegano, intolerante a lactose, celíaco, zero açúcar, por aqui há opções diversas, sem a necessidade de se encolher aos seus desejos. Experimentei o Red Velvet (R$16,00) da casa. Eu sempre achei este bolo pesado, mas o daqui é diferente, textura aveludada e leve, com sabor frutado, com pouca intervenção de açúcar, ou seja, uma leitura mais confort food desta receita americana.

O meu preferido do dia? Tiramissu vegano (R$16,00)! Que doce maravilhoso, cheio de sabor, textura leve, macia e uma nova leitura interessante e indispensável aos amantes da sobremesa italiana. Confesso que sempre achei insossos os doces veganos, até chegar aqui!

Aqui no Café Habitual você encontra criatividade, qualidade e preços gentis, além de um serviço digno de um lugar como este. Quero voltar!

Serviço

Café Habitual
Alameda Tietê, 602 – Jardim Paulista, São Paulo – SP
Capacidade: 30 lugares
Acessibilidade: Sim
Formas de Pagamento: Visa, Master, Elo e Amex
Valet: R$ 20 – terceirizado
Reservas: apenas durante a semana
Delivery: via Rappi e iFood até as 21hs, ou também pelo telefone

Horário de funcionamento:
Segunda a sexta: 08h às 18h (cozinha encerra às 17h)
Sábado, domingo e feriados: 09h às 18h (cozinha encerra às 17h)

Crédito Imagens: Roberto Salgado

Restaurantes terão programação especial para o aniversário de São Paulo

Aniversário da cidade mais querida do universo para mim é um bom motivo para sair de casa com uma bela programação gastronômica, afinal vivemos na Capital Gastronômica do mundo, e nada mais inspirador! Selecionamos alguns lugares onde certamente você terá momentos muitos felizes e uma experiência contagiante, bem a cara de São Paulo. Enjoy!

Terraço Itália

Para comemorar o aniversário de 464 anos da cidade de São Paulo o Terraço Itália preparou uma programação especial para agradar todos os tipos visitantes. O complexo foi um dos primeiros endereços a oferecer vista da capital paulista. Ao longo de 50 anos de funcionamento presenciou a cidade crescer e tomar forma e hoje está consagrado como o principal endereço para admirar a metrópole que não para.

No dia 25, entre 14h e 19h será possível subir os quarenta e dois andares do lendário Edifício Itália e contemplar a vista da cidade sob a orientação de um guia turístico, que irá mostrar os principais pontos da cidade que podem ser avistados do alto. O passeio custa R$ 30 por pessoa e inclui um drink cortesia para o brinde de aniversário.

Para quem desejar uma experiência completa no restaurante, um menu especial também estará à disposição com diversas opções de entradas, pratos e sobremesas. Dentre elas, destaque para a polenta cremosa com funghi trifolate e pecorino de entrada, que pode ser seguido pelo agnolotti de frutos do mar e bisque de lagosta, e a deliciosa baba ao rum, que encerra a experiência com chave de ouro ao valor de R$ 128 no almoço e R$ 189 no jantar.

Bacalhau & Vinho

Tido como o precursor da gastronomia portuguesa em São Paulo, o Restaurante Bacalhau & Vinho não ficou de fora da programação para o aniversário da cidade. A casa irá oferecer a todos os clientes que por lá passarem no dia 25, porções de “camarão à paulista” como cortesia no couvert.

Para a data, a casa destaca pratos clássicos, como bacalhau às natas e o bacalhau ao murro a partir de R$ 140 e servem bem duas pessoas. Todos os pratos do menu podem possuem versões com até seis porções, perfeitos para famílias e grandes grupos. Ao final, não deixe de conferir as delicias da pastelaria portuguesa e um cálice de Vinho do Porto por conta da casa.

Le Vin Bistro

Para comemorar o aniversário de São Paulo no próximo dia 25 ao melhor estilo “paulistano” o Le vin Bistro insere em seu menu uma excelente opção de hambúrguer. Preparado com ingredientes de alta qualidade a proposta é oferecer uma opção listada entre as dez pedidas gastronômicas mais aclamadas da cidade, porém com toque francês.

Ao valor de R$ 38 acompanhado de fritas, será possível degustar essa opção nas unidades do Le Vin do Jardins, Itaim Bibi, Higienópolis e Morumbi Shopping. De sobremesa, não resista a tentação e escolha um dos clássicos da gastronomia francesa, preparados pela Boulangerie Le Vin.

Mercearia do Conde

Créditos Cícero Viega

A colorida Mercearia do Conde, que acaba de completar 26 anos e cuja história se mistura à da própria cidade, prepara uma surpresa mais do que especial para celebrar os 464 anos de São Paulo. A restauratrice Maddalena Stasi recupera a receita histórica do Farnel, catalogada pelo seu tio, Caloca Fernandes. O prato será servido no restaurante de 25 a 28 de janeiro, no almoço e no jantar, por R$ 68.

“Nas suas entradas pelo sertão, bandeirantes e depois os tropeiros levavam um farnel que consistia basicamente em farinha, pedaços de frango guisado ou feijão cozido e ovos cozidos duros, tudo amarrado num guardanapo grande, como eram os guardanapos de então. Ao abrir o guardanapo para o repasto, farinha e demais ingredientes estavam todos revirados, virados, transformados no que viria a ser, muito possivelmente, a origem dos atuais virados ou cuscuzes paulistas”, conta Caloca Fernandes. A versão escolhida para comemorar o aniversário da cidade será preparada com farinha de milho em flocos, frango, linguiça, pupunha, tomate, ovos, azeitona, salsa e cebolinha, acompanhada de uma refrescante salada de couve.

Max Abdo Bistrô

Tadeu Brunelli

No dia 25 de janeiro, o Max Abdo Bistrô abre literalmente as portas para promover mais uma edição do Max Street. O evento, que acontece ao ar livre, oferece comidinhas de rua por um preço fixo (R$ 50) e marca a celebração do aniversário da cidade de São Paulo e também do restaurateur Max Abdo.

“A ideia é promover uma tarde diferente no bistrô, com comida de rua em clima de descontração”, conta o anfitrião Max Abdo, que, para festa, preparou duas receitas inspiradas na família: Sanduiche de ragu 7carnes –  no pão português, recheado com ragu de 7 carnes – pernil, músculo, lagarto, linguiça toscana, linguiça portuguesa, frango e cotechino – catupiry, cebola caramelizada e vinagrete de tomate com pimenta biquinho, e o Sanduíche Arais – no pão folha, recheado com carne temperada com cebola, alho, canela, cominho, molho inglês, azeite, sal, pimenta moída, manjericão, hortelã e coentro.

Para preparação dos drinks, o evento conta com a participação do bartender Laércio Zulu, que estará no comando do bar na varanda

Serviço:
Terraço Italia
Av. Ipiranga, 344 – República, São Paulo – SP.
Telefone: (11) 2189-2929

Bacalhau & Vinho
R. Barra Funda, 1067 – Barra Funda, São Paulo – SP
Telefone: (11) 3666-0381

Le Vin Bistro
Alameda Tietê, 184 – Jardim Paulista, São Paulo – SP.
Telefone: (11) 3081-3924

Mercearia do Conde
Rua Joaquim Antunes, 217 – Jardim Paulistano – São Paulo – SP
Tel. 11 3081-7204

Max Abdo Bistrô
Rua Peixoto Gomide, 1658- Jardins/ São Paulo
telefone (11) 30625557.

 

 

 

Curso abordará a história da cerveja em São Paulo.

Dando uma vasculhada pelo universo acadêmico, encontrei um Curso de Difusão, que no mínimo será um delírio para quem ama São Paulo, história e sobretudo CERVEJA. O Centro de Preservação Cultural da USP – Casa de Dona Yayá convida os curiosos a vivenciar “Cerveja e Cidade – Um Gole de História na Urbanização de São Paulo (1870- 1930) ”.

O curso que acontecerá entre os meses de setembro e outubro, parte da experiência do diálogo entre a História e o Urbanismo, explorando a complexidade do patrimônio industrial de uma cidade como São Paulo. O período adotado como recorte historiográfico permeia as últimas décadas do século XIX e início do século XX, em que surgiram na cidade as primeiras ferrovias e as primeiras indústrias, com destaque para a instalação de algumas cervejarias. Baseando-se na tríade ferrovia-imigração-fábrica, é possível distinguir os elementos que compõem a urbanização paulistana, tendo o foco na Companhia Antarctica Paulista que, além de ser uma fábrica de bebidas, construiu uma série de outros equipamentos urbanos em São Paulo.

Quem administra o curso é o mestre em Urbanismo e bacharelado em história Diógenes Sousa, dá uma olhada na programação que ele fez pra gente;

05 de setembro |Aula 1
Aspectos socioculturais das origens da cerveja no Brasil
Os primórdios do consumo da bebida e sua implementação no país.

12 de setembro | Aula 2
Nos trilhos da cidade a cerveja ganha espaço
A atuação do complexo ferroviário como disseminador das primeiras cervejarias industriais em São Paulo, Rio de Janeiro e Buenos Aires.

19 de setembro | Aula 3
São Paulo e seus locais de sociabilidade na virada do século XX
A vida boêmia se apresenta cada vez mais pulsante com as novas maneiras de se morar na cidade de São Paulo.

26 de setembro | Aula 4
História e Memória – Cerveja no cotidiano-
Trazer à tona as memórias afetivas sobre como a cerveja está presente no nosso dia a dia.

03 de outubro | Aula 5
Equipamentos Urbanos provenientes de uma cervejaria
Demonstração dos equipamentos construídos por uma fábrica de bebidas que contribuíram para a urbanização da cidade.

10 de outubro | Aula 6
Patrimônio e Cerveja
Apontamentos sobre patrimônio industrial que nos ajudam a entender questões relacionadas ao período industrial paulistano e usos e desusos deste parque industrial.

E ai pareceu bom? E é….. se liga nos detalhes para as inscrições que começaram hoje e rola até dia 13 de agosto de 2017 no link http://bit.ly/2vf91g7

IMPORTANTE: haverá seleção.
O cadastro da pré-inscrição não garante a vaga no curso.

CRITÉRIOS DE SELEÇÃO Ordem de inscrição e análise de justificativa de intenção.

RESULTADO DA SELEÇÃO
Até dia 29 de agosto de 2017 selecionados e não selecionados serão comunicados por email.

CRITÉRIOS DE APROVAÇÃO PARA OBTENÇÃO DE CERTIFICADO
Devido à carga horária do curso, para a obtenção do certificado, será necessária a presença do aluno em TODAS as aulas (confirmada pela ASSINATURA
OBRIGATÓRIA na lista de presença que estará disponível em cada encontro), bem como sua participação nas atividades. Frequência mínima exigida de 85%. Carga horária mínima de 15h18 para aprovação do aluno.

LOCAL DE REALIZAÇÃO DO CURSO
Centro de Preservação Cultural CPC-USP – Casa de Dona Yayá
Rua Major Diogo, 353 – Bela vista – São Paulo – SP
Tel 11 2648-1501

1o edição do Jantar no Centro, acontece em abril!

jantar centro

Adorei a novidade gastronômica desta semana…..Reunir pequenos grupos para jantar em um charmoso apartamento de um prédio histórico no Centro da cidade de São Paulo. Essa é a proposta do Jantar no Centro, novo projeto da jornalista especializada em gastronomia e cozinheira Dani Borges.

O endereço, secreto, só é revelado após a confirmação da reserva. A primeira edição desta curiosa experiência gastronomica acontecerá nos dias 29 e 30 de abril e o tema será a gastronomia vietnamita – fruto de muita pesquisa e de uma temporada da cozinheira no país.

Os pratos retratam a famosa cozinha de rua de Hanói, como os deliciosos rolinhos vietnamitas e asinhas de frango na grelha.

Vietna

Quer saber mais, entre na página do evento: www.facebook.com/jantarnocentro

Reservas pelo email: jantarnocentro@gmail.com

 

 

1o Parklet em SP é inaugurado!

Coisinhas para se amar em SP. Foi inaugurado hoje na Capital Paulista a primeira “Zona Verde” permanente da cidade. O espaço com plantinhas, bancos e mesinhas foi construído em uma área que fica na esquina da Avenida Paulista com a Rua Padre João Manuel.

par

Durante a inauguração, o prefeito de SP, Fernando Haddad, assinou o decreto que vai regulamentar o conceito de “parklet” como instrumento urbanístico na cidade de São Paulo.

Tal movimento criado nos Estados Unidos (São Francisco) tem como objetivo converter espaços abertos em áreas recreativas, aproveitando o uso do solo de forma eficiente.

par1

Agora o “parklet” faz parte da nossa cidade, alias, SP é a primeira cidade da América Latina a transformar os parklets em políticas publicas, sendo assim mais um motivo para se amar esta cidade!

Quer saber mais e criar o seu, clique aqui!