5 Brunches e 5 bairros para amar e se perder em Londres

Que Londres é a rainha dos brunches, superando até mesmo a imbatível New York, não se discute. Essencialmente britânico, o programa de juntar o café da manhã com o almoço vira uma experiência muito além da gastronomia. Aqui selecionamos, um dos 5 lugares mais cobiçados, onde o brunch é tratado com respeito e o entorno compete em atrativos e charme com o que vem à mesa.

The Good Egg, King Court

A inventiva cozinha do The Good Egg, originalmente baseado em Stoke Newington, chegou recentemente à região de Carnaby Street, na charmosa King Court, local de encontro de muita gente que passeia ou trabalha na área. Espere pratos saudáveis e influenciados pelas cozinhas de Nova York e do Oriente Médio, além de coquetéis incríveis. Não deixe de pedir o célebre Shakshuka, a versão israelense para ovos rancheiros, ou o feta cheese marinado, acompanhados de um potente Bloody Mary. King Court reúne três andares de lojas, restaurantes e cafés voltados para um pátio super agradável. Recomenda-se reserva antecipada.

Duck and Waffle, City

No coração do centro financeiro de Londres – a City – este lendário restaurante, no quadragésimo andar de um prédio na Avenida Bishopsgate, é conhecido tanto pela sua deliciosa cozinha quanto pelo lendário menu de brunch, cujo prato principal dá nome à casa: o Duck and Waffle. A iguaria consiste de coxa de pato confitado e crocante sobre um robusto waffle coberto com um ovo frito regado a maple sirup e mostarda. O restaurante fica aberto 24 horas e é frequentado por elegantes executivos engravatados. A vista de toda Londres é de tirar o fôlego. Reserve umas boas horas para percorrer a região que concentra o maior de número de atrações turísticas da cidade, como a Catedral de St.Paul, Tower Bridge, e Tower of London, entre outras. Recomenda-se reserva antecipada.

Opso, Marylebone

Inspirados na cozinha grega tradicional e contemporânea, os pratos do OPSO são ao mesmo tempo autênticos e inovadores e convidam a uma aventura por vias inéditas de sabores e texturas. O cardápio do brunch não foge à regra, e juntando tudo isso a um lindo e bem decorado ambiente contemporâneo, em um bairro que representa a quintessência londrina, as chances de sair dali em pleno deleite são enormes. O carro-chefe é o Salmão Prime Defumado e um coquetel à base de champagne e camomila. As panquecas recheadas de frutas e berries são imperdíveis. No bairro, as opções são generosas para compras, gastronomia e museus, como o Sherlock Holmes e a fascinante Coleçao Wallace. Perca-se pelas ruas georgianas e perceba a classuda vibe do bairro.

Tom’s Kitchen, Chelsea

Próximo aos elegantes bairros de Kensington e Knightsbridge, o Chelsea é uma região cheia de personalidade e atitude, e já foi centro da boemia londrina, onde moraram os Beatles e os Rolling Stones. É ali que fica o Tom’s Kitchen, uma versão “cool” da tradicional brasserie britânica da velha escola. Os pratos são baseados em ingredientes locais e sazonais, com fortes referências à Comfort Food, mas com um toque inovador e contemporâneo. Não deixe de provar os “ovos turcos” e a rabanada de brioche com sumo de maçã, cenoura e gengibre

Bourne e Hollingsworth, Clerkenwell

Processed with VSCO with e5 preset

Ocupando o 10º andar do Assembly Hotel em Charing Cross Road, o B & H Garden Room apresenta fachada recuada, interiores clássicos, deliciosa comida sazonal, coquetéis exclusivos e as melhores vistas 180 graus de Londres, sugerindo um oásis, ou melhor, um verdadeiro jardim, no coração do West End. Não deixe de provar os scones com bacon, os Eggs Benedict ou o brisket (peito de boi braseado) com batatas crocantes. O bairro de Clerkenwell é conhecido como destino gastronômico obrigatório, já que reúne muitos dos restaurantes estrelados de Londres, pubs famosos e bares abertos até tarde, com muitas opções de entretenimento. Os hotéis recomendados pela Interpoint Viagens & Turismo são todos membros virtuoso. As tarifas incluem café da manhã, up grade sujeito à disponibilidade e possibilidade de early check in e late check ou se houver disponibilidade. As diárias são por apartamento. Confira:

Brown’s – Executive Room – US$ 774

Claridge’s – Superior Room – US$ 700

The Dorcherster London- Superior King – US$ 627

Four Seasons London at Park Lane – Superior Room US$ 746

Exposição de bolos grotescos acontece em Londres!

Ai que vontade de estar em Londres na próxima semana…..só para ver uma Exposição inédita que vai rolar na Capital Britânica chamada “Eat Your Heart Out”, que tem como atração principal bolos horripilantes.

Por lá vocês verão vários formatos e tamanhos de bolos que foram decorados, esculpidos e modelados por diversos designers, com o simples objetivo de conscientizar, alertar e educar as pessoas sobre doenças sexualmente transmissíveis e outras patologias. Sendo assim os visitantes poderão ver bolos que se parecem com corações doentes e DSTs…rs

A curadora desta inédita apresentação é uma escocesa chamada Gillian Bell, dona da Deadbright, que entre outros trabalhos mega criativos, produzem doces e bolos em forma de dedos, cérebro e outras coisinhas grotescas.

Bem sendo bem sincera, o objetivo em si, pouco me importa, o que eu queria mesmo era aguçar todos os meus sentidos com todo este visual, que talvez cause um perda de apetite no inicio, mas com certeza não iria influenciar a minha vontade de prová-los!

Aí que vontade de largar tudo e ir para Londres correndoooooooooooooo…….Já para os sortudos que estiverem na terra da Rainha, a Expo rola no dia 26 a 28 de outubro no St Bart’s Pathology Museum em West Smithfield e a entrada é gratuita!

Dica Cinéfila: O Discurso do Rei

Ainda na saga desesperada de ver todos os filmes ganhadores do Oscar deste ano, hoje foi o dia do “Discurso do Rei”, e se eu já gostava da Inglaterra, do charme inglês, de Colin Firth, do chá, de Londres e todo o universo britânico… após ver este filme fiquei mais encantada….

A sinopse é a seguinte George VI (Colin Firth), conhecido como Berty, assume, a contragosto, o trono de rei da Inglaterra quando seu irmão, Edward (Guy Pearce), abdica do posto em 1936. Despreparado, o novo rei pede o auxílio de um especialista em discursos, Lionel Logue (Geoffrey Rush), para superar seu nervosismo e gagueira. Com o tempo, tornam-se amigos…..

Grande destaque da 83o edição, o filme venceu quatro grandes categorias; melhor filme, diretor, ator e roteiro original…..e se existe um segmento imbatível é no quesito atuação…definitivamente Colin é meu ator preferido dos últimos tempos….muito impressionante a sua interpretação!!!

Eu particularmente adoro ver nas telinhas histórias clássicas e reais, porque temos a oportunidade de ver e compartilhar sentimentos palpáveis…O filme mostra o lado humano de uma realeza…seus medos e anseios…sentimentos que habitam em todos nós! Vale a pena a escapada ao cinema para ver esta produção impecável!

Dê uma espiadinha no trailler;