Dica Cinéfila: Cinebiografia J Edgar

Finalmente consegui voltar as telas de cinema…Primeiro filme do ano! Tirando a vergonha de lado, fui ver o novo filme do Leonardo Di Caprio, intitulado J Edgar, mas o motivo da minha curiosidade não era pela atuação do bonitão Di Caprio, e sim pelo trabalho do talentosíssimo diretor, Clint Eastwood…Porque convenhamos, aonde ele coloca a mão, o filme é no mínimo curioso…E foi o caso!

O drama acompanha a vida de Hoover, o ex-diretor do FBI, polícia federal americana. Na época foi considerado uma das figuras mais poderosas, controversas e enigmáticas do século 20.

Ele foi diretor da organização até sua morte, em 1972. Hoover era um homem dedicado à justiça, com uma vida pessoal bastante conturbada. O diretor foi acusado de ser homossexual e se travestir em segredo. Também esteve por trás da modernização da polícia americana durante a década de 30.

O filme empolga, porque a vida de J Edgar é muito interessante, e Leonardo Di Caprio cumpriu bem o seu papel, eu diria até de forma esplendida. E vale ressaltar também a ótima atuação de Armie Hammer, no papel de Clyde Tolson, parceiro inseparável de Hoover.

Vale destacar a belíssima fotografia do filme e o roteiro simples e direto escrito por Dustin Lance Black.

Enfim um filme que vale a pena ser assistido, principalmente se você gosta do gênero “drama de época bem pesquisado”.

Vejam o trailler;

Sonho ou realidade? Descubra assistindo “A Origem”

Se vc não entendeu Matrix não perca seu tempo em assistir A Origem”…..rs….fazia muito tempo que um filme não me causava tanta surpresa…simplesmente saí do cine, literalmente de queixo caído e não somente pelas imagens do bonitão Leonardo Di Caprio, diga-se de passagem gatérrimo nesta película…

O filme foi feito para quem ama cinema de verdade e toda a sua complexidade, e claro com milhares de pitadas tecnológicas….deixa me pensar como posso escrever aqui a sinopse, sem estragar as multiplas surpresas que o público terá ao ver esta história: Don Cobb (Leonardo Di Caprio) é especialista em invadir a mente das pessoas e, com isso, rouba segredos do subconsciente, especialmente durante o sono, quando a mente está mais vulnerável.

As habilidades singulares de Cobb fazem com que ele seja cobiçado pelo mundo da espionagem e acaba se tornando um fugitivo. Como uma chance para se redimir, Cobb terá de, em vez de roubar os pensamentos, implantá-los. Seria um crime perfeito, mas nenhum planejamento pode preparar a equipe para enfrentar o perigoso inimigo que parece adivinhar seus movimentos. Apenas Cobb é capaz de saber o que está por vir.

Corram, fazia muito tempo que as telas não mostrava algo com tanta originalidade, vou de novo……e agora fica a duvida, sabe aquele seu sonho mais maluco, cheio de revoravoltas, lugares fantásticos etc…..será mesmo que foi sonho, realidade ou imaginação? Hahahaha neste filme você vai se identificar com todas estas sensações…..super recomendo! Beijão