Little Tokyo Casual: Restaurante asiático, inspirado na comida de rua japonesa.

Fomos conhecer um lugar bacanérrimo e que abriu a pouquíssimo tempo em São Paulo, o Little Tokyo Casual, em Pinheiros. Já foi amor à primeira vista, primeiro porque eles têm uma proposta genial, oferecer comida express, inspirada nas ruas do Japão e Los Angeles de maneira casual e despretensiosa, mas com o refinamento e finalização que a gastronomia japonesa reivindica. Outro detalhe incrível, principalmente para quem ama arte, a casa possui alguns espaços que atraíram muito o meu olhar, como o produzido pela artista Cristina Komatsu, especialista em shodô, um tipo de caligrafia oriental e pela Adriana Suzuki, profissional em dobras de origamis. Lindo de ver!

Até o jeito de pedir é uma experiência inédita, o menu que está disponível através de um QR Code, é onde você escolherá uma das dezenas de possibilidades e onde você também fará o seu pedido, tornando-se a sua comanda. 

Iniciei meu jantar com o Uramaki Atum Spicy (R$39,80). Os sushis em tamanhos generosos e muito bem embrulhado em arroz. O Atum com molho de maionese spicy brilhava e sua coloração caracteriza o frescor do peixe. Pouca picância!

 

Não dispense o Salmon Sando (R$ 44,80), um sanduiche com salmão marinado, picles de cebola roxa, gengibre, alface e maionese da casa. Pão fresquíssimo, uma combinação de especiarias potente e o salmão desmanchava na boca a cada abocanhada. Fazia tempo que não comia um sanduba tão inusitado ao meu palato.

Outra receita indispensável o Yakisoba de Legumes fritos (R$39,80), quando chegou a mesa eu confesso que não estava entusiasmada, mas foi misturar o macarrão com todos os ingredientes e prova-lo para achar sensacional aquela crocância toda. Prato leve, saboroso e divertido.

Também provamos o Obento Salmão Grelhado (R$60,80), acompanha Gohan, Gyoza de legumes, legumes cozidos e salmão grelhado. Esta caixinha cheirosa já é uma refeição completa e corretamente saudável. Bela apresentação, peixe feito corretamente, sem camuflar seu sabor delicado, um equilíbrio sutil entre todas as especiarias que compõem este delicioso combo. Ele também é feito nas versões frago empanado e porco.

Aqui na Tokyo você também encontrara uma gama de opções de sashimis, temakis, hot Holl, Niguirizushi e todo o universo desta genuína gastronomia. Precos bacanas, atendimento eficaz e lugar acolhedor. Quero voltar!

Serviço
R. Dr. Virgílio de Carvalho Pinto, 98 – Pinheiros, São Paulo 

Horário: segunda-feiraFechado
terça-feira11:00–14:00, 18:00–22:00
quarta-feira11:00–14:00, 18:00–22:00
quinta-feira11:00–14:00, 18:00–22:00
sexta-feira11:00–14:00, 18:00–23:00
sábado12:00–16:00, 18:00–22:00
domingo12:00–16:00, 18:00–22:00

Credito Imagens: Roberto Salgado

Mescla: Pratos inusitados e cozinha aberta!

Embora já esteja há algum tempo no circuito gastronômico dos comensais que buscam novas receitas sinérgicas, somente agora eu tive a oportunidade de conferir o restaurante Mescla, do chef Checho Gonzalez, na Barra Funda. Como o próprio nome sugere, é ali que o chef mescla todas as suas influências gastronômicas.

O lugar tem a cara do chef: despretensioso, cozinha aberta, onde você poderá encontrá-lo inquieto à frente de suas panelas, mesinhas espalhas pelo salão, área externa (embora eu sugira que você tenha paciência e aguarde uma dentro do espaço, um complemento importante para a sua experiência).

O cardápio é abreviado, mas com pratos suficientes para te levar a muitas dúvidas do que pedir em sua primeira imersão. Iniciei meu almoço com seus famosos Quenelles de Lentilha (R$28,00 – 04 unidades). Quem resiste a um bolinho frito, sequinho, mergulhados em um delicioso molho de tomate fresco e recheado com anchovas? Deliciosos!  E existem também as versões com bacon e vegetariana.

Também provei os Mexilhões do Giovano (R$35,00), entrada não muito empolgante visualmente, mas mesmo assim, ao provar a sinergia das especiarias é uma explosão feliz de sabores. Nunca poderia imaginar que mexilhões empanados podiam ser um desdobramento interessante, mas não se perde em sabor e nem textura, e os acompanhamentos, purê de batatas com queijo, picles de rabanete e cenouras só agregam versatilidade ao prato. Uma mistura curiosa e quase “obrigatória” aos amantes do marisco.

Há uma seleção interessante de pratos principais, mas resolvi investir na receita que está no cardápio desde sempre e é um dos queridinhos dos frequentadores mais assíduos: Peixe branco com leite de castanha-de-caju (R$ 48,00), que evidencia a adição de suco de limão. A abóbora caramelizada, a couve crocante, a farofa de castanha e o vinagrete de azeitonas só agregam diversidade, uma das habilidades do chef, mesclar ingredientes e técnicas que resultem em algo excêntrico, incomum e delicioso.

Sobremesa não é o forte do lugar, há apenas duas. Fomos de Mousse de chocolate (R$16,00) com cubos de manga em calda de maracujá e farofinha de castanha. Gostei da combinação do doce com o cítrico e das diferentes texturas que faziam de cada garfada uma nova sobremesa.

O inquieto Checho Gonzales continua nos surpreendendo pela sua originalidade e ousadia, sem contar que o lugar tem uma super vibe e um serviço extremamente gentil, além dos preços camaradíssimos. Quero voltar!

Serviço

Mescla- Rua Souza Lima, 305 – Barra Funda, São Paulo – SP

Horários: 

Segunda a quarta-feira12:00–15:00
Quinta e sexta-feira12:00–16:00, 19:00–22:00
Sábado e domingo12:00–18:00

Credito Imagens: Roberto Salgado

IMMA- Novo espaço do chef Marcelo Giachini no Jardim Europa.

Fazia ja algum tempo que eu não conhecia um novo espaço gastronômico com a cara de São Paulo:  luz convidativa, salões clean e aconchegantes, serviço descomplicado e um menu pensado em todos os paladares e restrições alimentícias. Além de uma varanda arejada com um visual incrível da cozinha do chef Marcelo Giachini, ex-gerente comercial da importadora Casa Flora.

No cardápio clássicos como arroz de pato (R$ 68,00), barriga de porco com purê de batata e salada (R$ 68,00) e Salmão grelhado e couscous marroquino com ratatouille (R$ 59,00). Mas tudo preparado com delicadeza, bom gosto e quantidades corretas.

Iniciei meu jantar com uma entrada que já é bem solicitada entre os comensais, Berinjela à parmegiana com muçarela de búfala, tomate e pesto – forno à lenha (R$29,00). Bem vale dizer que a Brasa é um adereço constante nas sugestões do chef, com isso o sabor se intensifica, os ingredientes se desdobram e tudo se transforma em garfadas afetivas. Se você é adepto deste fruto, esta combinação proposta é indispensável ao seu palato.

Uma das especialidades da casa, Arrozes, destaque para o Arroz de polvo (R$72,00). Polvo bem feito para mim é amor para uma vida toda. Adorei o arroz bomba com que foi preparado o risoto, ele tinha um sabor mais intenso e uma textura diferente. Um prato acolhedor, no ponto exato, divino, como deve ser!

Nas sobremesas, se delicie com itens como a Salada de frutas com Merengue italiano (R$29,00) e o maravilhoso Mil folhas de baunilha (R$32,00) textura firme e cremosa, adorei!

Os drinks de Isabella Aymard são imperdíveis para os fãs de uma boa coquetelaria. Entre alguns experimentos o Bamboo (R$36,00), Jerez fino, vermute seco, bitters aromáticos, Combinações de aromas que se resultam em algo refrescante e com uma potência sensorial marcante. Além disso, vem em uma apresentação belíssima.

IMMA é um endereço obrigatório para quem busca novos cenários gastronômicos contagiantes na cidade. Quero voltar!

Serviço
Endereço: R. Emanuel Kant, 58 – Jardim Europa, São Paulo – SP, 04536-050
Horas: segunda-feira   Fechado
terça-feira          12:00–16:00, 19:00–23:00
quarta-feira       12:00–16:00, 19:00–23:00
quinta-feira       12:00–16:00, 19:00–23:00
sexta-feira         12:00–16:00, 19:00–23:00
sábado 12:00–17:00, 19:00–23:00
domingo             12:00–16:00
Telefone: (11) 3064-6250

Casa do Chef: Gastronomia Lusitana delicada e ótimos vinhos.

Esta semana voltamos a um dos restaurantes da Zona Sul que mais me encanta, a Casa do Chef, comandada pelo chef português Eduardo de Castro.

Todo o ambiente do lugar, que está aberto desde junho de 2018, traz consigo conforto e hospitalidade. A casa portuguesa abriga 130 lugares, além de um empório lindo e um lounge na área externa que vale muito conhecer, principalmente em dias quentes. Espaço onde passei uma das melhores tardes neste inicio de ano pós férias.

Você notará uma mistura simpática de Brasil, Portugal e Espanha, seja no décor, na adega (criada com extremo carinho pelo chef, que é um apaixonado por vinhos) ou no menu. Neste, muitas receitas clássicas ibéro-lusitanas: peixes frescos, frutos do mar e bons acompanhamentos.

Iniciamos nossa degustação com as entradas mais requisitadas da casa, o Bombom de alheira (R$70,00- 6unidades) e os Bolinhos de Bacalhau (R$70,00- 6 unidades). Honestamente eu nunca curti muito o sabor intenso da alheira, mas a preparada aqui é uma daquelas raras exceções: crocante por fora, o enchido defumado foi deliciosamente executado com amêndoas, mel e endívia, ingredientes que suavizaram e bem o sabor da pasta contida em seu interior. Bravo! O mesmo vale para o bolinho de bacalhau, o que costuma ser insosso para mim virou “ouro” na minha boca. Toda esta sensação inédita foi provocada pela crocância e maciez desta entrada tãp adorada pelos portugueses e brasileiros. Adorei!

Outra entrada indispensável do Chef foi o Arroz Cremoso com Camarão (R$160,00), que primor! Todo o crustáceo foi cuidadosamente posto sob um delicioso e delicado arroz cremoso, que estava com a textura e o sabor que beiravam a perfeição. Além disso, um camarão com um rosáceo sadio, um perfume sedutor e uma maciez absurda. Uma das principais premissas de Eduardo é que seus frutos e peixes sejam de primeira linha, e nesta receita eu senti profundamente esta filosofia. Fãs de camarões não devem dispensar.

Fãs de bacalhau não devem perder o Bacalhau a posta Bras (R$162,00). Que elegância de prato! Tudo colocado com esmero, peixe macio, fatias delicadas e de sabor tímido. Os ovos e as batatas portuguesas deram colorido e sustância. Só comi parecidos em Portugal. Se é fã deste peixe, vemmmmm!

E de sobremesa não dispense o Mousse de Chocolate (R$28,00). Você pode até ver outras receitas diferentes para o seu grand finale, mas volto a repetir, não dispense o mousse, principalmente os chocólatras! Feito com chocolate meio amargo, creme de leite fresco e amoras, eu comi quase ajoelhada, que cremosidade e textura. Sem exagero, este mousse entrou para os top 3 da minha vida!

Lugar com clima bom, chef supersimpático, boa comida, preços que fazem jus ao que é consumido. Única coisa chatinha é a distância do lugar, mas sugiro que insista na visita, valerá cada segundo este agradável passeio.

Serviço

Casa do Chef Eduardo de Castro
Endereço

Rua Marechal Hastinfilo de Moura , 233, Morumbi – São Paulo
Telefone
(11) 2528-0175
Horário de funcionamento
Terça a sexta: 12h às 15h30 e das 18h30 às 23h
Sexta e sábado: 12h às 16h e das 18h30 a 0h
Domingo: 12h às 17h

Credito Imagens: Roberto Salgado

Empório São Pedro: Um lugar pitoresco que merece a nossa visita!

Esta semana fui visitar um dos lugares mais interessantes na arte de se comer bem que a cidade de Embu das Artes pode oferecer aos seus visitantes. O Empório São Pedro, que já existe há mais de duas décadas em uma das ladeiras mais charmosas da cidade, te levará a uma viagem no tempo. Cada detalhe da pequena casa, suas mesas, quadros e outros objetos que pertenciam ao antigo antiquário que ali existia anteriormente, se integram sutilmente e formam um bonito cenário para os almoços de finais de semana.

Eu raramente sugiro o Couvert (R$39,00) de algum restaurante que eu visito, mas o do Empório é algo instigante, colorido e aromático, algo incomum quando se trata de couvert, que no geral é sempre uma cestinha de pães, alguns patezinhos e manteiga. Aqui você encontrará pães caseiros frescos, caponatta artesanal e aromática, salada assada, tomate seco, alichella, sardela, manteiga aromatizada com goiaba (eu não conseguia parar de comê-la!) e alho confitado. Tudo chega em equilíbrio de texturas, sabores e aromas. Sem contar o detalhe da louça na qual é feita a composição. Sem exageros, eu voltaria apenas para tomar um copo de vinho tinto com esta maravilha de entrada. Não hesite em prová-la!

Com a cozinha recém reformada e um braseiro de última geração, o chef quis nos mostrar algumas propostas que vem elaborando semanalmente em seu restaurante como o Carapau (R$75,00), que vem acompanhado de torrada de pão fresco e bordas cascudas e uma farofinha crocante. Pequeno porte, gordinho, sabor muito intenso, carne macia e delicada. Foi feito de maneira corretíssima, pelo simples fato de não ter chegado desmanchado. Um peixe com sabor e textura e bem manipulado, adorei!

Continuando na pegada de sabores do mar, também provamos sua Lagosta grelhada no braseiro com Tagliarini Nero de Seppia com molho bisque cítrico (R$175,00). Uma apresentação belíssima, a lagosta lindamente grelhada, com sabor in natura e com leve interferências da manteiga, açafrão e gremolata. Isso trouxe ao prato uma bela interseção com a massa que escorria pelo garfo lindamente regada neste molho levemente cítrico, produzindo um aroma inigualável, dando uma sensação confortável ao paladar. Maravilhoso!

Como sobremesa, para quem ama uma bela forma de bolo a base de merengue, o Pavlova daqui é feito com maracujá e creme inglês. Um super doce, no qual as frutas cítricas faziam, a cada garfada, um contraponto interessante. Sobremesa dos deuses, sem contar a sua beleza construída em detalhes. Foi paixão à primeira garfada.

Lugar aconchegante e encantado, serviço gentil e um menu repleto de agradáveis surpresas comestíveis. Visitar esta casa é dar a sua alma um belo motivo para “fugir”, mesmo que por algumas horas do frenesi da Capital Paulista. Sempre saio feliz daqui!

Serviço
Rua Siqueira Campos – Viela das Lavadeiras, casas 28 e 75 (20,06 km de SP) Embu / SP
Aberto de quarta a domingo das 12h às 17h
Telefone: (11) 4781-2797

Crédito Imagens: Roberto Salgado