Hospedaria: Receitas afetivas no coração da Mooca.

Esta semana visitei um dos bairros mais tradicionais de São Paulo somente para conhecer a famosa Hospedaria, que está no coração da Mooca, e com fila na entrada! Aqui se revive a comida de nossos ancestrais italianos, com receitas afetivas que contam cada uma, uma história.

O lugar é bem bacana, amplo, com mesas de frente para o bar e a cozinha, que é comandada pelo chef Fellipe Zanuto, que por nove anos cozinhou para A Pizza da Mooca, e em 2016 abriu o Hospedaria. Aqui, ele reuniu uma coletânea de receitas trazidas por estrangeiros que adotaram a Capital Paulista para viver.

Iniciei o meu almoço com o Salpicão da Casa (R$39,00), frango desfiado, maionese da casa, salsão, cenoura, milho, ervilha, salsinha e batata palha da casa. Chegou lindamente à mesa! Como era um dia muito quente, esta receita caiu como um bálsamo em nosso palato. Tudo fresco e muito bem composto no prato. Uma refeição farta e muito bem elaborada, apesar de sua simplicidade.

Entre os pratos principais escolhi primeiramente o Bife Camões (R$79,00), fraldinha grelhada, purê de batata com gema curada e brócolis. A versão desta popular receita luso brasileira de bife com apenas um ovo frito chega à mesa de forma mais elaborada, mas sem perder a ternura. Carne super macia e suculenta, fatiada com esmero, sem necessidade de utilizar a faca. O purê mega-cremoso se fundia harmoniosamente com o molho da carne, e os brócolis faziam o contraponto perfeito com o protagonista, trazendo cor e leveza. Adorei provar este prato, porque me lembrou a infância, quando se ia a um restaurante e era o melhor passeio do mundo, as primeiras descobertas.

É saboroso o Risoto Imigrante (R$59,00), arroz cremoso de abóbora, com costelinha de porco, creme de queijo e outros vegetais orgânicos com ovo de gema mole, o tal do ovo perfeito. Gente, tudo isso misturado é uma explosão de sabores e cada garfada esconde uma sinergia diferente ao palato. E apesar da carne suína estar presente, a criação do chef é leve, não pesa. Adorei!

Aqui sobremesa que não falta, provei várias, mas a minha preferida foi o Arroz Doce (R$22,00), feito à lenha, tinha uma textura diferente, mais tenra, mas sem perder a cremosidade. E o sabor era muito melhor do que eu lembrava quando o experimentei pela última vez. Se você curte este doce, o daqui é imperdível!

O legal da Hospedaria é que ela te faz lembrar da infância, das primeiras receitas, do sentir que a comida sobressaia ao desejo de apenas saciar a fome. Um lugar que tem o poder de resgatar isso, bixo, merece a nossa visita. Recomendo!

Serviço

Hospedaria
Endereço: Rua Borges de Figueiredo, 82 – Mooca – Mooca – São Paulo – SP
Telefone: (11) 22915629
Horário:
Segunda-Feira 12:00 – 15:00
Terça a Quinta-feira 12:00 – 15:00 – 18:00 – 22:00
Sexta-Feira e Sábado 12:00 – 22:00

Crédito Imagens: Bia Ferrer

Locale Trattoria: Comida reconfortante com preços camaradas!

Esta semana fui conhecer o novo restaurante do Grupo Locale, dos irmãos Gabriel e Nicholas Fullen e do empresário Sandro Myasaki, a Locale Trattoria. O restaurante surge após o sucesso instantâneo do Locale Caffè, misto de bar e café típico italiano em endereço vizinho. 

A proposta é oferecer a experiência completa de uma típica refeição italiana com excelente custo-benefício nas garrafas de vinho. O ambiente aconchegante e com iluminação agradável é dividido entre um salão inferior com bar, sala privada e loja da Grand Cru no 2º andar que possibilita ao cliente consumir os rótulos a preço de loja (pagando apenas a taxa de serviço). São cerca de 300 rótulos e há também opção em taça.

A cozinha é comandada por Lucas Franco, do extinto Côl (que funcionava no mesmo espaço) e atual chef do Locale Caffè. Para começar, provamos a Burrata al limone (R$48,00) o legal desta iguaria italiana que além de sua leveza e textura amanteigada, este prato, ganha um plus a mais, com a salpicada de limão siciliano sobre o queijo, dando um frescor cítrico muito aconchegante ao meu palato.

Entre os Principais, não dispense o famoso Cacio & Pepe (R$48,00), foi com esta receita que percebi claramente a boa performance do chef, porque parece a receita mais simples do mundo, mas este clássico romano é dificílimo de preparar. Excelente spaghetti, feito com queijo pecorino, picante, porém delicado, e nada salgado. Indispensável!

Outra receita que adorei foi o Sphagetti Al Pesto (R$46,00), molho delicado, combinação precisa de ingredientes, trazendo a cada garfada um mix de sabores reconfortantes ao palato. Me agradou muito a leveza e a cara de “verão”deste prato.

Para adoçar o paladar, Tiramisù (R$32- Creme de mascarpone e bolacha champanhe molhadas no café e ­finalizado com cacau em pó) e o Bonet Piemontese (R$32-Pudim de cacau com Amaretto). 

Além dos vinhos, vale provar os drinques italianos Aperol Spritz e Negroni sendo servidos on tap. 

Adorei o lugar e vida longa a Trattoria!

LOCALE TRATTORIA

Rua Manuel Guedes, 369, Itaim Bibi.
Fone: (11) 3071-0482. Aceita reservas.Horário de funcionamento: Terça a Quinta: 12:00- 15:00/19:00- 24:00. Sexta e sábado: 12:00 -24:00.Domingo: 12:00- 18:00.
Aceita todos cartões de credito, debito e Tickets. Ar condicionado e Wi-fi.
www.localetrattoria.com.br.Instagram: @localetrattoria

Tereze: Pratos autorais com ótimas fusões

Esta semana, passando pelo Rio de Janeiro, tive a oportunidade de revisitar um dos restaurantes que possui uma das vistas mais charmosas da cidade, o Tereze que fica anexado ao luxuoso Hotel Santa Teresa, no bairro que leva o mesmo nome.

O lugar além de exalar um charme inigualável, com pouca iluminação e  mesas bem espaçadas, onde os casais podem ter total privacidade durante seu almoço ou jantar, está com chef novo, o paulista Pedro Franco (ex-Fasano), que propõe uma reformulação total no menu do restaurante –  que sempre seguiu uma linha mais “afrancesada” em seus pratos. Agora o que encontramos, além de um cardápio mais enxuto, são muitas combinações fresh, sem glúten e algumas curiosidades veganas.

Iniciamos nosso jantar com Cru de Crustáceos (R$55,00) com maçã verde, aipo, molho de maracujá. Muito frescor você encontrará nesta receita que pode parecer um ceviche, mas não é! Este prato se sobressai, vai além de todas as expectativas. Eu pensava, a cada garfada, que acabava de encontrar um novo jeito de comer crustáceos, saindo da mesmice. Juntando o molho de maracujá , era uma explosão de sabores. Começamos bem!

Minha estadia no Rio de Janeiro já durava uma semana, comendo muito peixe e crustáceos. Já estava na hora de me aquecer com umas proteínas mais tenras. Então quando li no menu, não resisti, e fui de Maminha Curada (R$51,00), com espuma de queijo e teriaki de rapadura. Horas de curamento resultam em uma carne firme, macia e com um acabamento impecável. Os coadjuvantes (a espuma de queijo e o teriaki) também causaram entusiasmo quando os agregava à carne, mas confesso que só ela já “dava match”. Carnívoros, enjoy!

Pratos principais? Escolhi primeiramente o Stracotto Bovino (R$74,00) com mini legumes, salada de fava e vagem. Vale ressaltar a beleza do prato, tudo composto com esmero, onde o colorido dos ingredientes cria uma sinergia no clássico italiano, que chegou à mesa acompanhado de um molho espesso brilhante, bem cozido e com a carne cortada em cubos corpulentos e macios. Um belo prato para os dias frios.

 

Mas o preferido da noite foi o Namorado (o peixe do dia), com creme de bobó de camarão, pico de galo e saladinha de brotos (R$86,00); peixe macio, de sabor leve e delicado, fez um ótimo dueto com o creme maravilhoso de camarão, que estava sutilmente adocicado e ganhou mais sabor com o vinagrete mexicano apimentado. Que prato espetacular, com sabores intensos e texturas levíssimas.

E para fechar com “Chave de Ouro” nossa experiência carioca, escolhi a sobremesa que vai ficar na memória afetiva para todo sempre:  Pavlova (R$28,00) com frutas vermelhas e sorbet ácido. Um super doce, onde as frutas cítricas faziam, a cada garfada, um contraponto interessante. Sobremesa dos Deuses, sem contar a sua beleza descontruída. Foi paixão à primeira garfada.

Havia muito tempo que não me sentava por 4 horas em uma mesa de restaurante, uma ótima sensação após meses de confinamento. Sem contar a simpatia do chef e de toda a sua equipe,  sempre  dispostos a atender seus desejos mais secretos ( risos ). Comida boa, vista maravilhosa e serviço atencioso. Amei, quero voltar!

Serviço
R. Felício dos Santos, 15 Santa Teresa, Rio de Janeiro, Estado do Rio de Janeiro 20240-240+55 21 3380-0259
Dom 07:00 AM – 11:00 AM 12:00 PM – 4:00 PM
Seg 07:00 AM – 10:00 AM
Qua 12:00 PM – 4:00 PM 6:00 PM – 10:00 PM
Qui 07:00 AM – 10:00 AM 6:00 PM – 10:00 PM
Sex 07:00 AM – 10:00 AM 6:00 PM – 10:00 PM
Sáb 07:00 AM – 11:00 AM 12:00 PM – 4:00 PM

Açougue Boutique Feed: muito além de uma loja de carnes diferenciadas!

E nosso giro desta semana aconteceu em um dos lugares que mais curto visitar quando estou no Itaim Bibi, na hora do almoço.

O Açougue Boutique Feed reabriu ao público, recentemente, o restaurante à la carte, seguindo todos os protocolos de segurança. Entre as medidas tomadas estão a instalação de totens de álcool em gel, distanciamento entre as mesas e redução da capacidade, cardápio online via QR code e limpeza e sanitização do ambiente.

Além disso, todos os funcionários estão usando máscaras de algodão ou acrílico. O serviço de sal e pimenta está sendo feito pelo garçom utilizando moedor, ou uso de sachês de sal fino. Com a redução de lugares, os clientes podem fazer a reserva através da plataforma The Fork. Já o pagamento pode ser feito via aproximação, mas as máquinas de cartão estão envolvidas em filme e plástico e são higienizadas e trocadas a cada hora.

No cardápio, o chef Luan Verati apresenta muitas opções para abrir o apetite, entre elas, escolhi o Steak Tartare (R$49,00) – o daqui é muito especial – confeccionado com bombom de alcatra, que faz com que o picadinho cru seja mais macio, com um sabor marcante e sem nenhuma fibrosidade. Amei! 

Como prato principal optamos por uma das ótimas tábuas de carnes nobres do menu, podendo ser compartilhada, e são servidas com até 3 acompanhamentos à sua escolha. Eu optei pela Tábua de Ancho (R$ 159, serve até 2 pessoas), e sem arrependimentos! Os bifes estavam sedosos, no ponto certo para degustar sem pressa. Para acompanhar esta delicias, Vinagrete Confit e Farofa de Banana que fizeram um mix excêntrico de sabores que foi do cítrico ao agridoce, trazendo equilíbrio ao protagonista,  sem falar nas variedades de texturas.

A casa também oferece cardápio executivo com uma opção de corte que pode ser Flat Iron (R$ 59); Prime Steak (R$ 59); Chorizo (R$ 69), Baby Beef sem Gordura (R$ 59) e Baby Beef com gordura (R$ 59). As carnes são servidas com arroz (tradicional ou integral), farofa Feed e vinagrete.

Para os apreciadores de hambúrguer, 5 blends exclusivos: Churrasqueiro (R$ 43, blend de Ancho e Chorizo), Costela (R$ 39), Picanha (R$ 46), Wagyu (R$ 54) e Fit (R$ 39, com apenas 10% de gordura). Todos são servidos com pão de brioche, queijo, mix de folhas, tomate, bacon e maionese Feed,  acompanhados de batatas rústicas ou páprica.

Entre as sobremesas pedidas, o destaque ficou para o Entremet de Chocolate (R$ 39) feito com mousse de chocolate, suspiro, crocante de gianduia e glaçagem de caramelo. Que textura maravilhosa, que final de almoço estonteante. Se você é adorador de chocolate, este doce tem que entrar no seu roll de experimentos.

E vale chegar um pouquinho antes para conferir a loja de carnes que deu origem  ao restaurante. Dá vontade de levar tudo para casa . Recomendo!

FEED
Rua Dr. Mario Ferraz, 547 – Itaim Bibi
Tel: (11) 5627-4700. Horário de Funcionamento Restaurante: 2ª a 6ª 12h às 15h/Sábado e Domingo 12h às 16h.
Cartões de crédito: Todos. Não aceita tickets. Não aceita cheques. Não possui área para fumantes. Estacionamento R$25 (cortesia para quem compra na loja). Ar condicionado. Wi fi. Possui delivery.

www.feed.com.br

Crédito Imagens: Roberto Salgado

A Pizza da Mooca: Leve e estonteante!

Esta semana finalmente realizei meu primeiro giro gastronômico pandêmico na Paulicéia desvairada, que nos últimos tempos anda bem-comportada, mas ainda assim com ótimas novidades, uma delas é o novo endereço, de uma das pioneiras em São Paulo no conceito de Pizza Napolitana, A Pizza da Mooca. A nova casa do chef Fellipe Zanuto, em Pinheiros, segue com mesmo menu da original e sua massa de fermentação lenta, preparada com farinha italiana 00 e com ingredientes frescos e de qualidade, como manda a tradição. 

Eu adorei o salão pitoresco, com muitos quadros temáticos, pintados por artistas locais, onde a pizza é o protagonista, e que traz ao ambiente jovialidade e modernidade sem excessos. Mesas e cadeiras de madeira e um grande forno no final do salão, traz a atmosfera aconchegante da primeira casa, inaugurada em 2011, compõem harmoniosamente o espaço.

A imagem pode conter: comida e área interna

Não dispense de entrada, a Burrata de Cunha, com tomate confit, pesto e pão da casa assado na lenha, (R$38), um sonho: fresca, saborosa e com uma combinação marcante de ingredientes. Da próxima vez quero voltar e experimentar também o Salaminho (seleção de salames artesanais: sopressata; cinquelone; diavoleti; campesino com pão da casa (R$ 36) ou o Corniccione (massa aberta fininha com azeite extra virgem e parmesão, com molho marinara para chuchar (R$ 22).

A imagem pode conter: pizza e comida

Experimentei duas sugestões da casa: Terra Nera (molho de tomate, alcachofra, funghi, pancetta e caciocavallo, (R$ 37), amo a fina flor de alcachofra em pizza, raramente a encontro, mas quando isso acontece que ótima sensação palatina. Amatriciana, com molho de tomate, grana padano, pancetta, cebola roxa, tomate e manjericão (R$40), que combinação inebriante de texturas e sabores, na primeira mordida foi amor à primeira vista.  Elas aparecem sempre em dois tamanhos: quatro ou seis pedaços, em uma massa crocante, fina e com um sabor marcante.

De sobremesa, fomos de Torta de limão (massa sablée, creme de limão, creme batido e amêndoas (R$ 22). Massa deliciosa, creme bem cítrico  e adocicado, que foi quebrado com o chantilly que acompanhava.

Fazia tempo que eu não experimentava uma redonda que me tirasse do prumo, sai de lá entusiasmada e com vontade de voltar no próximo ataque de desejo por pizza. Valeu muito a visita!

Pinheiros
R. Joao Moura, 529
Tel: (11) 3064.0064