NotCo inaugura restaurante e promove menu com receitas de cozinheiros que perderam emprego na pandemia.

A startup de alimentos plant-based NotCo, já presente com seus produtos em supermercados, empórios e comércio online, e tá com mais uma novidade, em julho inaugurou um restaurante próprio pelo aplicativo iFood em São Paulo, o Why Not™. Pelo restaurante, a NotCo vai oferecer pela primeira vez no Brasil o Not Burger, hambúrguer vegetal com o sabor e a suculência como os de carne de vaca, que em alguns meses ganhará também uma versão para distribuição a mercados e restaurantes.

O Why Not™ tem cardápio com sanduíches, acompanhamentos e bebidas que levam os produtos da NotCo, todos 100% à base de plantas e com sabor, textura e valor nutricional muito próximos dos alimentos de origem animal. Além de hambúrgueres, os consumidores poderão pedir batata frita com Not Mayo – maionese sem ovos e à base de grão de bico – e Not Milkshakes feitos com Not Milk e Not Ice Cream – alternativas ao leite e sorvete cremoso.

“O Why Not™ funcionará como um laboratório criativo da NotCo. Os consumidores de São Paulo poderão experimentar novas criações do Giuseppe, a nossa inteligência artificial, antes mesmo que elas sejam escaladas industrialmente para distribuição ao varejo e outros restaurantes”, diz Luiz Augusto Silva, presidente da NotCo no Brasil .

Campanha Menu Compartilhado
Junto com o lançamento do Why Not™, a NotCo promove a campanha Menu Compartilhado, para valorizar e divulgar o trabalho de cozinheiros que perderam seus empregos por conta da pandemia. A startup abriu um processo seletivo para que cozinheiros e chefs que foram afetados pela crise enviassem receitas com o Not Burger para serem executadas e vendidas pelo Why Not™. O processo seletivo ficou aberto entre 6 e 11 de julho e, no total, foram escolhidas 8 receitas. Cada um dos seus criadores vai recebeu R$ 3 mil, além do lucro das vendas do seu sanduíche.

A cada semana, durante um mês, o menu do Why Not™ teve dois sanduíches criados pelos cozinheiros selecionados. Os dois primeiros ainda estão disponíveis na aba “Menu Compartilhado” na página do restaurante no iFood. Os profissionais escolhidos também terão nome e currículo divulgados, como forma de promover os profissionais neste momento de crise.

Projetos assim devem ser incentivados! Parabéns NotCo…

Raízs conecta pequeno agricultor de alimentos orgânicos ao consumidor.

E hoje encontramos mais um achado bacana no mundo virtual, a plataforma Raízs, uma loja virtual de orgânicos que tem como filosofia fortalecer o laço entre o agricultor familiar de orgânicos com o consumidor consciente.

Como funciona o processo?

Eles entregam de segunda a sábado, faça chuva ou faça sol! No checkout, você escolhe o dia que prefere receber suas encomendas de acordo com sua rotina. Um detalhe importante se pedir até as 11h, você pode agendar a sua entrega para o dia seguinte. O horário das entregas sempre ocorrerá das 7h30 até 13h, assim todos os seus orgânicos chegam a tempo para preparar o almoço.

Como funciona assinatura de cestas?

No modelo de assinatura de cestas, você monta sua cesta com as quantidades que quer de cada item e escolhe o dia de entrega. Toda semana te mandamos uma cesta de produtos orgânicos variados, respeitando suas quantidades, no dia que você escolheu receber.

Cada item leva o nome e a foto da família que cultivou o alimento e a startup ainda promove visitas aos sítios fornecedores para que os clientes conheçam a plantação, participem da colheita e ajudem a preparar um almoço compartilhado

No Raízs você acha de tudo, a preços camaradas e ainda contribui com o Fundo do pequeno produtor, uma forma de valorizar mais o pequeno produtor. Esse fundo é alimentado por 10% do resultado financeiro da Raízs e por doações feitas no checkout! Em uma reunião semestral, os pequenos produtores decidem juntos como vão destinar os recursos do fundo. Os recursos já ajudaram por exemplo um agricultor parceiro a construir uma estufa, que já foram compartilhados entre todos e até investidos! Demais né?

Em épocas de COVID-19 mais uma dica valiosa para ajudar a cadeia alimentícia a seguir em frente!
Quer conhecer o site? Clica Aqui!