Nica Café: Sobremesas estonteantes e pratos leves!

Esta semana fomos conhecer mais um lugar charmoso que chegou há poucos meses nos Jardins e que já vem conquistando frequentadores assíduos pela região: O Nica Café, uma mistura de pâtisserie, café e restaurante tem como proposta trazer a elegância de um café europeu com toques de brasilidade. Logo na entrada a gente se depara com uma vitrine maravilhosa, recheada com quitutes doces e salgados que, com certeza, irão mexer com todos os seus sentidos.

No menu muitas receitas típicas do Nordeste – as sócias do empreendimento, Carla e Niege, são de Recife. Outro ponto que chama atenção são as sobremesas de alta confeitaria e também muitas opções para a galera vegetariana, que pode vir para cá com grandes expectativas.

Comecei meu almoço com uma das entradas que tem sido a minha queridinha de 2021, Toasts! O menu tem muitas opções, entre elas, escolhi o Toast Green (R$35,00), mix de cogumelos e avocado. Torrada bem texturizada, crocante e macia, fácil de mastigar, estava besuntada com avocado fresquinho e bem amassadinho, e salteado com cogumelos frescos, de sabores leves e bem concentrados.

Estou, já há algum tempo, numa pegada palatina quase que vegetariana,  procurando uma rotina diária com mais leveza e bem-estar. Então minha primeira escolha foi a Lasanha de Berinjela (R$52,00), feita com mussarela de búfala:  finas fatias do legume e molho de tomate rústico. Todos os ingredientes estavam fresquíssimos, mas… não estavam conectados. Eu, particularmente, gosto do molho e do queijo grudados e prensados nas fatias. E, neste caso, estavam soltos e desconexos.  

Já o Ghocchi de banana da terra ao pomodoro e pesto (R$45,00), estava sublime! A massa macia e com sabor agridoce faz uma sinergia incrível com o molho levemente cítrico e “pedaçudo” de tomates. E a  finalização com o pesto faz um contraponto interessante! Prato colorido, leve e refrescante. Queria mais!

Não saia de lá sem comer uma das  maravilhosas sobremesas.  Quer saber qual foi a minha preferida? Eclair de Frutas Vermelhas (R$22,00). Parecia mais uma escultura de arte, dava dó de comê-la; mas assim que eu o fiz, que sensação maravilhosa na minha boca: massa alongada, recheada com muito esmero, aromatizada e coberta com frutas delicadas e doces.

Para bebe: pedidas quentes como Doce de leite Coffee(R$14 – café espresso com borda de doce de leite) e geladas como Iced Latte (R$10 – café espresso com leite de pedras de gelo), além de sucos funcionais: Verde (couve, hortelã, abacaxi, limão e gengibre- R$16) e Melancia Detox (melancia, hortelã e gengibre- R$16).

Lugar lindo de morrer, serviço atencioso, preços acessíveis e muitas opções para todos os paladares exigentes. Gostei tanto, que antes desta publicação sair eu já voltei lá para um cafezinho com amigas. Mais um lugar que engrandece nosso cenário gastronômico. Vida longa ao Nica!

Serviço
Nica Café – Al. Lorena, 1784 – Jd.Paulista. Tel: (11) 3898-3860.Horário de funcionamento: Domingo a Domingo das 08:00h às 20:00h. Instagram: @nica.cafe. 120 lugares.

Crédito Imagens: Leo Andrade

Dica Cinéfila da semana: Minhas Tardes com Margueritte

Amo começar a minha semana sem remorso e para isso nada melhor que sair do trabalho um pouquinho mais cedo par ir ao cinema…..e lá fomos eu e a amiga Juliana para mais uma história fofa! Pra começo de conversa, eu confesso; Amo filme francês; a língua, a elegância, a estética dos personagens, os cenários tudo é sempre muito fascinante….No começo fiquei um pouco resistente em assistir o filme Minhas Tardes com Margueritte (La Téte em Friche) ……mas que bom que o universo conspirou e me levou ao Reserva Cultural esta tarde…..

O lugar tem se especializado em um tipo bem particular de cinema europeu, basta ir ao Reserva e observar os casais fofos de 3º idade……fascinante….e de quebra você tem uma patisserie francesa, a Pain La France, aonde vocês simplesmente irão se esbaldar…..paradinha obrigatória para o cafezinho da tarde….Ta dado o super toque gastronômico…..risos….

O filme com o charmosissimo Gérard Depardieu, que faz o quarentão Germain que mora com a mãe, é um iletrado e solitário…até o dia que conhece a simpaticíssima Margueritte (Gisele Casadeus, com incríveis 96 anos), uma senhora que através da literatura de Albert Camus e Romain Gary, ensina Germain a ser uma pessoa mais sensível e feliz…..

A história em si é pouco conflitante e têm cenas hilárias e claro emotivas (Ao menos para esta pobre ascendente canceriana que vos fala), Depardieu é sempre um espetáculo a parte….. ele simplesmente consegue naturalmente incorporar qualquer personagem que se dispõe a fazer….sou fã, então esta resenha pode se pronunciar um pouco suspeita….risos…..

A cena na qual ele conversa com o gato de estimação enquanto tenta em vão procurar palavras e entender o sentido delas no dicionário é essencial para entender o porque eu despejo elogios inúmeros ao ator.

E a atriz coadjuvante segura perfeitamente a cena ao seu lado….a troca afetiva entre eles é contagiante…….Enfim pessoas sensíveis, uma historia sobre encontros inesperados da vida, saca aquela mão misteriosa, chamada Destino?!

Eu adorei e garanto que você sairá de lá com vontade de passar pelas etapas dos lamentos da vida com a maior velocidade possível….

E sabe o que foi mais engraçado? O sinal que eu tive ao deixar o cinema?…um menino com um cartaz “aceite um abraço” apareceu na minha frente, e eu paulistana nata, me vejo abrindo em abraços…Fiquei Louca? Risos….beijos e semana leveeeeeeeeeeeeeeee!!!!