6 road trips incríveis para se fazer na América do Sul.

Confira algumas sugestões de rotas e destinos para fazer de carro ou de moto no Brasil e no resto do continente quando as fronteiras reabrirem

Serra do Rio do Rastro, Rodovia SC-390, Santa Catarina, Brasil

Dona de uma espetacular vista, a SC-390, que liga o sul catarinense ao oeste do estado, corta um dos mais importantes cartões postais de Santa Catarina. Suas 248 curvas, que por vezes são íngremes, fechadas e cobertas pela vegetação, são um atrativo para todos os motoristas e passageiros. No topo da serra, o mirante, situado a mais de 1.400 metros de altitude, oferece uma ótima perspectiva do que é essa rodovia incrível.

Punta Del Este

Quem estiver interessado em explorar o outro lado da fronteira, o Uruguai é a pedida certa pela proximidade, sobretudo para quem mora no Sul do País. A dica é acessar o país – quando as fronteiras forem reabertas – pelo Chuí e seguir rumo ao litoral para conhecer ou rever as praias do leste, como Punta del Diablo, Punta del Este e Playa Mansa, localizada em frente ao icônico Enjoy Punta del Este, o maior Resort & Cassino do Uruguai. O local, aliás, é um excelente ponto de parada não só para descansar, mas para aproveitar a gastronomia local, curtir a noite na Ovo Nightclub ou, quem sabe, tentar a sorte no cassino.

Dica extra: Não deixe de visitar a Casa Pueblo, ali pertinho e, se possível, Montevidéu e Colônia do Sacramento também.  

Paraty- Estrada Real

A maior rota turística do país também é opção para quem deseja cair na estrada e não pretende fazer uma viagem tão longa. A Estrada Real reúne quatro caminhos da época do Brasil Colonial que passam pelos estados de Minas Gerais, (maior parte), Rio de Janeiro e São Paulo. São 1.630 quilômetros da estradas e inúmeras possibilidades de roteiros. Aqui, o destaque fica com o trecho São Paulo – Paraty, onde é possível conhecer cidades como Guaratinguetá e Cunha. Uma boa dica de parada é o Lavandário de Cunha, que é simplesmente incrível. Vale a visita.

Buenos Aires- Argentina

Outra opção bem interessante para quem sonha em fazer uma road trip além do território brasileiro é a Argentina. Dependendo do ponto de origem, é possível mesclar cidades e atrações incríveis pelo caminho, como a Rota Romântica no RS, que passa pela RS-235 e a BR 116 e cobre 14 munícipios do Vale dos Sinos e da Serra Gaúcha. Do outro lado da fronteira, Punta del Este e Colonia del Sacramento, no Uruguai, deixam o roteiro até a Buenos Aires ainda mais belo e encantador

Rota das Emoções, Maranhão, Ceará e Piauí, Brasil

O nordeste brasileiro também está muito bem representado no quesito road trips. A Rota das Emoções, que liga os estados do Maranhão, Ceará e Piauí, em um circuito repleto de natureza, paisagens paradisíacas e envolvimento com a cultura local, desperta a “emoção” de se movimentar ao longo de 500 quilômetros de percurso. São 14 municípios interligados em tour com passagens pelos Parques Nacionais de Jericoacora, Lençóis Maranhenses e pelo Delta do Parnaíba.

Estrada de Los Caracoles, Chile

Para os mais destemidos, a Estrada de Los Caracoles, na fronteira do Chile com a Argentina, pode ser uma aventura e tanto. O nome já traduz bem o tamanho do desafio. São 29 curvas sinuosas, muito fechadas e sem nenhum tipo de proteção, como guard rails, para resguardar os motoristas. O constante vai e vem das curvas, aliado aos mais de 3.000 metros de altitude, complementam ainda mais a experiência, que logo é recompensada pela estonteante paisagem, sobretudo no inverno, quando há neve por todos os lados.

Dica extra: Uma vez na estrada, não deixe de visitar Portillo. A estação de esqui oferece uma vista e tanto para a Laguna del Inca. Vale a pena. 

São Luís inaugura seu primeiro Museu de Gastronomia.

Se você está com férias marcadas para conhecer o magnifico Estado do Maranhão, então você não pode deixar passar a chance de conhecer o primeiro Museu da gastronomia local no centro histórico São Luís do Maranhão. O lugar que foi inaugurado no último dia 13 de junho reúne especiarias e sabores da culinária paraense.

Por lá você poderá conferir exposições sobre a história da gastronomia local, além disso o lugar dedicará um espaço exclusivo para realização de cursos de capitação na área da gastronomia.

Os festivais gastronômicos do Maranhão também poderão ser conhecidos durante a visitação, tais como a Festa da Juçara, que ocorre todos os anos no bairro Maracanã, na zona rural da capital.  Também terão a chance de conhecer um pouco da culinária maranhense no São João e seus elementos folclóricos como o bumba meu boi e suas variações de sotaques, ritmos, indumentárias e instrumentos musicais.

O artesanato e as especiarias maranhenses também são uns dos destaques do museu. Estão expostos produtos que são comercializados na Casa das Tulhas, uma das feiras mais tradicionais de São Luís. Os manguezais do Maranhão também são uma das sessões que podem ser apreciadas pelos visitantes. O ecossistema foi lembrado por contribuir com ingredientes que fazem parte da culinária local, como o caranguejo, o sururu e o sarnambi.

O museu funcionará de segunda à sexta, das 8h às 19h, e aos sábados, das 8h às 12h. Instalado em um prédio da era colonial, o local reúne pratos, bebidas tradicionais e representações da culinária local do Maranhão.

A obra é uma parceria do Ministério do Turismo, Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico (Iphan) e da Prefeitura de São Luís.

Eu simplesmente estou “Louca” para ir, um lugar mágico, assim como toda a cidade.

Rua da Estrela- Centro, São Luís, MA.

 

Lençóis Maranhenses- Oasis brasileiro!

Barreirinhas, a ”porta de entrada” para o Paraíso…risos…..esta cidadezinha simpática do estado do Maranhão fica a 253km da Capital São Luís e esta localizada à margem direita do delicioso e enigmático Rio Preguiças….Lá a gente habitualmente pode ser chamado de Dona e/ou Patroa…rs….palavras estranhamente deliciosas ao ouvir dos seus habitantes…..pessoas agradáveis, de bom humor….e simpáticas….

Contam os mais antigos moradores que o nome de Barreirinhas, teve sua origem devido às paredes de barro (argila) que existem às margens do Rio Preguiças, às vezes ladeadas por dunas de areia e que foram denominadas, popularmente, de “barreirinhas”, termo que já era utilizado na região no fim do século XVII, bem antes da criação do município…

Vamos falar do Rio Preguiças……passear de barco, tomando vinho em cia agradável é uma das coisas mais fantástica desta existência….eu simplesmente fiquei hipnotizada por horas…..em sua margens ficam uma concentração de bares e restaurantes da cidade….nestes lugares têm música popular, boa comida e gente animada….Além disso, é possível sentar em seus bancos e apreciar a passagem indolente do Preguiças….sem falar do pôr do sol…..um fato dessa viagem que nunca mais me sairá da minha cabeça……rs….você ficara meio anestesiado com o espetáculo da natureza.

Neste lugar  especial é possível buscar um aconchego de paz, fazer uma viagem tranquila para dentro de nós, em busca de sensações nunca antes habitada….Barreirinhas tem um cheiro, uma temperatura, uma energia única…..estar ali definitivamente foi uma pausa merecida.

Como era de se esperar, a comida em si dispensa comentários…..se for a Barreirinhas tem que experimentar as festas….rs…. e a pescada amarela, o sorvete de tapioca, Bolinhos de carne sol feito com macaxera no Bambaué……e uma bebidinha que deixa a gente meio docinha, mas é uma delicia….o famoso refrigerante cor de rosa chamado Jesus….

Indo a Barreirinhas você tem que ir a praia de Caburé, ela fica localizada próxima à foz do Rio Preguiças, na estreita faixa de areia que separa o rio do mar….o lugar também é conhecido por Pequenos Lençois…..nesta praia você encontrará hospedagens simples (para os aventureiros vale a visita na pousada Caburé), casquinha de caranguejo do simpaticissimo Sr. Paturi, apoios aos passeios ofertados e para quem não dispensa por nada nesta vida…um ótimo banho de mar!

Agora vamos falar do lugar que realmente nos faz vibrar de dentro pra fora, de fora pra dentro….é um lugar único em todo o mundo…..uma atração de MA imperdível….um presente da natureza…. Estamos falando dos Lencóis Maranhenses….De janeiro a junho há o período das chuvas que cobrem as depressões entre as dunas do Parque com um conjunto de refrescantes lagoas (Não deixe de ver a mais linda delas, a Lagoa Azul, o nome já diz tudo!)…e o visual é incrível! Eu diria alucinante……..Surreal! São 155km …..de oasis, de deserto……é só escolher o que preferir……e o calor estará sempre presente….portanto chapéu, protetor solar e água são itens obrigatórios…

Em Barreirinhas você terá um bom motivo para largar o que ficou para trás e se aventurar em um novo começo…..será hora ideal para se livrar do peso, largar tudo mesmo…..e sair de lá com um novo pensamento, uma nova filosofia de vida….sem medo das novas apostas….

Novamente eu digo fuja para os Lençois Maranhenses……um maravilhoso escape de cobranças do que nós fomos e também daquilo que nós nao fomos…..Então corram e quem sabe não nos encontraremos por lá….porque eu ja voltei para São Paulo, com a idéia fixa de retornar em breve!rs

Beijos