Salvador, cidade de todos os santos, encantos e aromas!

Para mim voltar a Salvador sempre é motivo de muita alegria. Fui seduzida por esta cidade principalmente depois que Jorge Amado entrou em minha vida através de seus livros que retratam esta terra maravilhosa, cheia de mistérios e que fascinará a qualquer um que acreditar na força dos Orixás, que com toda certeza do mundo, têm morada na Bahia.

Entre uma andança e outra pelo encantador centro histórico do Pelourinho, onde fiquei hospedada, fui conhecer uma cidade que possui lugares pitorescos e muito deles considerados “porta vozes” de toda uma baianidade encantadora e lúdica. Enfim, espero que vocês adorem a Bahia que conheci há pouco, um lugar de felicidade, liberdade e sobretudo de Magia.

Dá uma olhada no nosso giro!

No primeiro dia é quase que obrigatório peregrinar pelas igrejas maravilhosas que estão espalhadas por toda Salvador. A Igreja do Nosso Senhor do Bonfim e a Igreja do Largo de São Francisco são exemplos maravilhosos destes templos que emocionam pessoas do mundo todo e de todas as crenças. Mas tem uma que foi muito especial para mim nesta última visita, não somente por sua arquitetura, mas por ter tido a oportunidade de participar de uma das missas mais impressionantes que já presenciei. Todas as terças, às 18h, ocorre uma alegríssima celebração em honra a Santo Antônio de Categeró na Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, na ladeira do Pelourinho. Uma verdadeira festa que simplesmente me deixou extasiada! Uma amostra perfeita da cultura afro totalmente inculturada com a missa católica, com cantos e atabaques que irão te arrepiar. Só vivenciando para sentir!

Outro passeio para quem deseja se aprofundar no folclore e na cultura brasileira ocorre no Teatro Miguel Santana, com as apresentações do Balé Folclórico da Bahia, que mostram através da dança e da música as manifestações culturais populares do dia a dia de seu povo. O BFB é considerado por entendidos como “a melhor e uma das mais importantes companhias de dança folclórica do mundo”. Eu simplesmente adorei, é mágico e você não verá o tempo passar. Enquanto estiver ali ficará hipnotizado pelos movimentos e pelos sons vindos de todos os lados. Uma grata surpresa mesmo sendo brasileira!

Credito: Xico Diniz

Se você é da turma dos amadianos, ou simplesmente quer sentir a força e o poder de um verdadeiro romance baiano, você não deve deixar de visitar o Memorial A Casa do Rio Vermelho. Foi nesta linda casa que viveu por aproximadamente 40 anos o casal de escritores Jorge Amado e Zélia Gattai. E que casa minha gente! Cada canto uma obra de arte, um livro, uma fotografia que revelam a bela história de amor vivida pelo casal. E o jardim onde as cinzas deles estão depositadas vai te deixar arrepiado. Vá para lá sem pressa, o lugar é revelador para quem quer conhecer um pouco mais sobre as riquezas da Bahia.

Outro lugar que adorei ter conhecido foi o Gabinete de Português de Leitura, criado na metade do século XIX com a finalidade de adquirir obras de reconhecida utilidade, escritas nos idiomas português e francês. Seus fundadores buscavam manter os laços da cultura portuguesa na Bahia através da biblioteca. Projetado em 1912 pelo arquiteto italiano Alberto Barelli, apresenta em sua fachada elementos alusivos às glorias da nação portuguesa na era das grandes navegações. Compõem também a fachada escudos e brasões do patriotismo português. A biblioteca reúne aproximadamente 25.000 volumes, entre livros, folhetos e periódicos que estão em fase de reorganização. O conteúdo informacional abrange diversas áreas do conhecimento, sendo mais expressivas as obras referentes a História, Geografia e Literatura de Portugal e do Brasil. Se você gosta do cheiro de livro antigo aqui é o lugar ideal em Salvador para contempla-los, em silêncio!

Tive um tempinho para ir às compras, e além de ter trazido uma cuscuzeira que você pode achar em um dos mercados famosos da cidade (Central ou o São Joaquim), nesta temporada eu finalmente consegui realizar um sonho: conhecer Negra Jhô. Ela é a representação maravilhosa da negra baiana, com seus turbantes fantásticos que tive o prazer de aprender a amarrar e de andar com um deles por toda a Bahia. Ela é uma deusa e o tempo ao seu lado será de grande aprendizado sobre a cultura afro. Além disso, você poderá ter a chance de vê-la trançar os cabelos dos passantes, turistas ou de algum de seus clientes locais. Aqui você sairá Rainha! Vá lá, sem timidez, ela é figuraça! Seu salão de beleza fica localizado na Ladeira de São Miguel, 4, no Pelourinho, of course!

E mais um lugar de cair o queixo quando se trata de artesanato local de primeira linha é o Empório Mecenato, onde você terá a oportunidade de ver reunidas em um só espaço obras criadas pelos melhores artistas nordestinos do momento. Aqui você também encontrará boas cachaças, café, charutos e chocolates. O atendimento trilíngue (português, inglês e francês) é outro diferencial que se acha por aqui. Passei mais de uma hora encantada com cada peça que vi nesta simpática loja que mistura galeria com empório.

E por fim, um dos motivos mais nobres da minha visita: conhecer lugares inéditos de sua gastronomia local. Salvador há anos vêm propagando novos cozinheiros, que não vivem só de dendê, pelo contrário, acreditam piamente na fusão da comida regional com sabores do mundo todo.

Minha primeira parada aconteceu no restaurante de um dos chefs mais icônicos de Salvador, Beto Pimentel. Seu restaurante Paraiso Tropical está um pouco fora de mão, mas mesmo assim, vale visitar o espaço no bucólico bairro do Cabula, em meio à Mata Atlântica, em cima de uma antiga rinha de galo. Pimentel revolucionou a cozinha baiana, misturando aos peixes e crustáceos frutas, folhas, ervas exóticas e flores. Por aqui você não comerá sobremesas, são as frutas do pomar do chef que adoçarão sua boca no final de seu almoço, e você ainda poderá levá-las para casa. As Moquecas são cozidas na água de coco verde, com temperos aromáticos, decoradas com frutas frescas e guarnecidas com aipim cozido, uma explosão de sabores. E não dispense a Mariscada do chef, feita com 13 tipos de mariscos com maturi, palmito de coqueiro fresco, lâminas de coco verde, pitanga, biribiri, amora, pimenta biquinho, folha e flor de vinagreira, temperos especiais aromáticos, fruto de dendê e azeite de oliva extra virgem. Tudo aqui é profundamente mágico, e criará lembranças gastronômicas eternas.

Do outro lado da cidade está o meu eleito da temporada, o restaurante Origem, do chef Fabrício Lemos, que para mim foi a melhor tradução da alta gastronomia baiana atual. O Menu degustação de 13 etapas (R$160,00) é a melhor forma de vivenciar a proposta do chef e de sua esposa, a confeiteira Lisiane Arouca. Todas as noites o menu é mudado, e não se preocupem os vegetarianos e a galera dos sem glúten e lactose, vocês por aqui têm vez, basta avisar na hora da sua reserva, que é indispensável, se chegar lá sem prévio aviso você poderá se dar mal, o lugar é pequeno e suas mesas são bastante concorridas. Na feliz noite que estive ali com meus amigos gourmands provamos maravilhas como snacks com banana da terra e baião de dois, lagosta com purê de couve-flor e farofa de maracujá, moqueca de camarão com gnocchi de banana da terra, e como sobremesa creme inglês de dulcey, sonho, doce de leite, farofa crocante e sorvete de leite com tuile de algodão doce. Visita obrigatória aos gastroturistas.

Outra boa pedida para um dia que estiver afim de uma pegada mais leve, é visitar o primeiro vegan bacanérrimo da cidade, o Rango Vegan Restaurante & Café, localizado no descolado bairro de Santo Antônio. São 11 anos oferecendo pratos 100% veganos. O destaque para mim foram os doces, você nunca diria que o bolo de laranja com creme era sem glúten e sem açúcar. Aqui você desvendará sem culpa todos os segredos de uma gastronomia sem leite, ovos e derivados e tudo feito com capricho. Fiquei surpresa e vai te surpreender também.

Salvador, terra de gente bonita, espiritualizada, que fala sem pressa e te dará os melhores dias da sua vida, basta se entregar e deixar que a baianidade tome conta da sua alma, como tomou conta da minha. Irei voltar muitas vezes ainda, se Deus quiser! Odoya…

Serviço

Balé Folclórico da Bahia
R. Gregório de Matos, 49, Pelourinho, Salvador – BA

Convite: R$50,00

Memorial A Casa do Rio Vermelho
Rua Alagoinhas no 33, Rio Vermelho

Tel: (71) 3333-1919
Terça a Domingo das 10:00 às 17:00
Ingresso: R$20,00 (inteira) e R$10,00 estudantes

Gabinete Português de Leitura
Praça da Piedade S/N, São Pedro – Salvador – BA

Tel: (71) 3329-5758 / 3329-2733

Empório Mecenato
Rua das Laranjeiras, 5, Pelourinho – Salvador – BA
Tel: (71) 3322-0776

Paraíso Tropical
Rua Edgar Loureiro, 98-B, Resgate – Cabula – Salvador – BA
Tel: (71) 3384-7464
Terça a Sábado das 12h às 22h | Domingo e feriados das 12h às 17:00h | Segunda-feira não funciona.

Restaurante Origem
Alameda das Algarobas, nº 74, Caminho das Árvores, Salvador – BA
Tel: (71) 99202-4587
Terça a Sábado das 19:30h às 00h. Apenas com reservas.

Rango Vegan
Rua do Passo, 62, Santo Antônio – Salvador – BA
Tel: (71) 3488 2756

Supermercado Santo!

O mundo é surpreendente e eu definitivamente não tenho a menor duvida sobre isso….aliás agradeço por existirem estas surpresas todo santo dia….Li hoje uma matéria que achei no mínimo engraçada e muito autêntica. Uma filial da rede de supermercados Tesco foi inaugurada no ano passado no prédio de uma antiga igreja metodista na cidade de Bournemouth, na Inglaterra.

A igreja manteve a arquitetura do templo, incluindo belos vitrais e vários personagens bíblicos…. foi apenas toda adaptada para receber as mercadorias de um supermercado comum; alimentos, bebidas, cigarros e até bilhetes de loteria….e claro isso mexeu com os breus espirituais da comunidade local….

A estratégia de marca deu tão certo…..que recebeu o apoio dos próprios membros da Associação de Comerciantes Westbourne, que afirmam que desta forma conseguiram atrair mais clientes para a área…..e que se tornou popular para clientes de todas as religiões.

O que eu penso sobre isso? Uma vez que o edifício foi vendido, e não está mais sob o controle do mundo espiritual, acho super normal!….rs…..afinal é apenas um espaço como outro qualquer e o mais importante; Deus está em todos os lugares! Ou eu to falando bobagem…..rs….ah e por mim todas as igrejas poderiam virar supermercado……TODAS!

E vale uma piadinha bem inocente…Não há lugar melhor para você exclamar “Meus Deus, como isso está caro!”….rs….Beijos santos!