Mandioca: Restaurante dedicado a um dos ingredientes queridinhos da cozinha brasileira.

Esta semana a gente foi conferir um restaurante que eu queria visitar há muitoooo tempooooo, e finalmente chegou o grande dia! O Mandioca Cozinha, restô da chef pernambucana Madu Melo, que tem como filosofia explorar todas as receitas caseiras com toques contemporâneos, sendo a mandioca a estrela incondicional do menu.

O Mandioca traz receitas das cinco regiões do país, com os diferentes tipos de mandiocas – mansa, branca e amarela, fermentada e não-fermentada (segundo o Embrapa, são 250 tipos catalogados no Brasil) – e uma dezena de variações de subprodutos e usos. Dentre eles, a farinha do Uarini (Amazonas), o tucupi amarelo (Pará), a farinha de copioba (Bahia), a de tapioca (com massa feita na casa) e outras farinhas de diferentes cantos do país.  “Do doce ao salgado, do bar ao restaurante, do café da manhã ao jantar, a mandioca está em todas as mesas brasileiras. É um patrimônio cultural e o restaurante busca homenagear esse ingrediente tão versátil e saboroso de uma forma amigável e simples”, diz a chef.

Além disso, o restaurante tem um espaço acolhedor, com boas cores, boas plantas, e uma mesa espaçosa para caber todas as comidinhas possíveis que sua alma “aguentar”…

Iniciamos o nosso almoço com uma receita que me deixou curiosa, logo de cara! Caribéu (R$15,00), um tradicional ensopado do Mato Grosso que contém carne de sol desfiadinha com mandioca bem paçoquenta e um molhinho levinho e picante que casa todo mundo e traz um conforto ao seu palato muito animador. Eu adorei!

Na sequência pedimos o óbvio: uma porção de Mandioca Frita (R$12,00), com geleia de pimenta. Aqui deu ruim, a protagonista da casa simplesmente chegou passada, não parecia ter sido frita na hora, estava com textura endurecida. Minha herança genética histórica ficou desolê, estava muito sem graça!

Passado o susto, nos entregamos aos pratos principais. Meu namorado fez o pedido mais ousado do dia, Pirarucu assado na folha de couve (R$45,00), regado com tucupi e acompanhado de banana grelhada e cuscuz de farinha do Uarini com jambu e castanha do Pará. Sem decepções, o peixe passou um pouquinho do ponto de cozimento, mas o restante se apresentou como uma “sinfonia palatina” para nossos sentidos: uma mistura de texturas e sabores com cheiro de terra, com cheiro de mar, que nos deu leveza e bem-estar aos sentidos. Aqui você encontrará um prato exótico e que tem a cara da cozinha brasileira.

Eu fui de Porco Sulista (R$38,00), filé mignon suíno com melado de rapadura, acompanhado de abóbora assada e farofa de bacon com pinhão. O prato chegou lindo, lindo à mesa, um tenríssimo porco assado e de bom tempero, o molho doce foi bem dosado. Abóboras macias e levemente adocicadas contrastam perfeitamente bem com a salgada farofa aromática. De lamber o prato.

Eu não dispensei a sobremesa e fomos de Pudim da Casa (R$12,00). Feito de mandioca cozida, sua consistência é mais firme e sabor mais leve, mas que mergulhado no sabor acre e agradável do cumaru causa uma explosão saborosa na sua boca. Aos amantes da famosa sobremesa, indispensável.

A proposta aqui é ter uma boa relação custo-benefício, com pratos que variam de R$29,90 (preço do prato do dia no almoço executivo de terça a sexta) a R$48,00. Outra preocupação da casa é refletir a diversidade étnica, de gênero e cultural, com uma equipe multicultural, tanto na cozinha quanto no salão, e vale ressaltar o serviço gentil. O Mandioca é um lugar para se voltar e que reflete bem a nossa rica cozinha brasileira.

Serviço:

Mandioca Cozinha
www.mandiocacozinha.com.br
EndereçoRua Doutor Cesário Mota Junior, 187
Vila Buarque – São Paulo – SP (próximo ao metrô Santa Cecília)
Telefones(11) 2936-9427 e 99282-7556 (WhatsApp)
E-mailcontato@mandiocacozinha.com.br
Facebook: /mandioca.cozinha
Instagram: @mandioca.cozinha

Credito Imagens: Bia Ferrer

 

Curta e siga:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *