Officina: uma Padaria artesanal que encanta os olhos!

Esta semana estive conhecendo um novo point gastronômico no Brooklin, o Officina, um misto de padaria, rotisseria e empório, onde tudo funciona harmoniosamente bem, se você deseja apenas um pão na chapa com café têm a qualquer hora do dia, mas se o seu desejo é mais gordo e precisa ser um sanduba mais substancioso você encontrará muitas opções que irão agradar provavelmente toda a sua encarnação. Além disso, tem omeletes, saladas, pizzas, pratinhos mais caprichados, que mudam todos os dias!

Logo na entrada você vai se deparar com dois balcões rústicos que irão atrair à sua atenção inicial; em um balcão é exposto diversos cookies caseiros, bolos, tortas com aquela cara boa e fresquinha; no outro uma miscelânea de pães caseiros, que são produzidos da melhor maneira possível. Você encontrará opções como ciabatta, brioche, pães multigrãos, croissant, baguetes, entre outros.

Para quem não sabe, esta é a nova casa do chef Marcos Livi, que também comanda outros lugares conhecidos dos paulistanos, como Quintana, Botica e Verissimo e há 07 meses tem atraído a galera da região com novas receitas, levando ao público frequentador um jeito diferente de “padocar”.

Iniciamos nossa comilança, com o Arancini Ragu de linguiça (R$12,00/4 unidades), e que delícia! Como um bolinho frito e bem recheado pode ser a melhor entrada da vida, onde todos os ingredientes param na sua boca e ali permanecem como um balsamo, fazia tempo que eu não comia um bolinho de arroz frito tão saboroso e o recheio de ragu de linguiça estava em sintonia perfeita.

Já a coxinha de Vaca Atolada (R$14,00) foi uma surpresa ao palato; o recheio encorpado de costela desfiada de sabor levemente picante dá o tom da receita e você mal sentirá o teor da massa, apenas a sua textura, que estava agradável ao mastigar. Fora isso, tenha fôlego, porque esta receita é o oposto da coxinha clássica, que é mais suave, a carne mais branca e macia. Vale o experimento, mas eu ainda prefiro a tradicional, ela me seduz mais!

Já havia mencionado que você encontrará muitas opções de sanduiches no menu do Officina, tem para todos os gostos, eu resolvi provar o mais leve e não me arrependi; Gravilx, no pão multigrãos, salmão curado, sour cream, picles, cebola roxa e folhas (R$28,00). O visual já entusiasma, e um detalhe importante, os ingredientes vem divididos em duas fatias que quando se unem causam uma energia incrível, meio cítrico, meio suave, depende dos ingredientes que aparecerem a cada mordida, e eu gosto muito destas sensações não repetitivas. Vale destacar a maciez do pão, que textura primorosa, parecia que eu comia marshmellonws salgados, ou algo parecido com isso!

Também fomos de charcutaria e provamos a tábua produzida na casa (R$48,00); mortadela, salame, variedades de queijos, terrine de atum, azeitonas, picles e geleia de amora. Chega à mesa bem trabalhada, tudo cortadinho de forma pensada e cada embutido cumprindo seu papel. Provei de tudo, e todo o conjunto exalava frescor e boas texturas. Mas não foi bem representado, senti falta de outros sabores mais lapidados.

O menu tem uma boa lista de pizza, desde as clássicas até as mais elaboradas, eu escolhi a pizza do mês, porque me despertou curiosidade quando “batemos” o olho nela; Mascarpone, cogumelo Porto Belo, pancetta, Flor di Latte (R$36,00). Os sabores inconfundíveis de cada ingrediente foram muito bem preservados, as combinações foram bem acertadas, até o ovo estava harmonizado no contexto, algo que eu desacreditava até a primeira mordida. E aqui aconteceu a mesma sensação que com o sanduiche, cada garfada continha uma mistura diferente de ingredientes que ocasionavam surpresas palatinas, todas foram agradáveis e curiosas, Vá correndo provar esta pizza, porque ela só vai estar disponível este mês.

No Officina tinha milhões de docinhos, mas entre todos um me chamou a atenção durante o jantar; Waffle de pistache e mel (R$18,00). A massa belga imprimida estava leve e delicada, o preparo imprimiu uma textura leve. A mistura da cobertura quebra o gosto forte doce do mel e do salgado das castanhas, suavizando o sabor de ambos. Apenas uma correção eu faria, teria colocado menos mel, achei que a massa  em um curto prazo acabou encharcada demais, dando uma enjoada no final!

Serviço gentil, ambiente aconchegante, bons preços e um cardápio que despertará sua fome, é o que encontrará neste lugar. Eu adorei e quero voltar para o café da manhã exclusivo e individual do cardápio. Recomendo a visita!

Serviço
Officina Padaria Artesanal
Endereço: Praça Sir Willian Crookes, 18 – Brooklin Novo, São Paulo – SP
Telefone: (11) 5102-4811
Horário: Aberto:  Das 07:00–23:00

Crédito Imagens: Roberto Salgado