E depois das férias… Parte I

Adoro viajar… Até aí, nenhuma novidade… Amo férias e as faço com maestria, pois consigo me desligar totalmente da realidade do mundo, que às vezes é um fardo muito grande para se carregar sozinha… Well… A maioria das pessoas com as quais convivo não escolheria uma viagem a Orlando, na Flórida, para conhecer a cidade (a cidade que não se vê… rs). Mas não é o meu caso! Adorooooooo! E já é a 4° vez que visito esta cidade que literalmente enlouquece a gente… risos… Explico…

O bom do lugar é aquele clima ameno que dura quase o ano todo e sua população gentil… Descobri nesta visita que o apelido da cidade é “The Beautiful City”, e por lá você esbarra com gente de todo os lugares da terra! Todo mundo sabe, mas vale mencionar que Orlando se tornou conhecida por suas atrações turísticas, os parques temáticos… A cada vez que vou à cidade tem um novo para conhecer… Desta vez foi o Animal Kingdom – destaque para o Expedition Everest! Este treco apresenta curvas fechadas, alta velocidade e uma queda emocionante de 24 metros. Mas é o guardião da montanha, o misterioso Yeti, espreitando todos os visitantes que ousam entrar em seus domínios, que realmente torna esta aventura inesquecível; e o “Parque Temático dentro de um Parque temático” de Harry Potter… Completamente perfeito… rs… Permitir aos visitantes verem alguns dos principais locais encontrados nos livros e nos filmes, incluindo a aldeia de Hogsmeade, a misteriosa Floresta Proibida e até mesmo o próprio castelo de Hogwarts… Imperdível!!!

Bem, para os desavisados, a cidade não vive só disso, tem muitas coisas bacanas para ser ver, seguem algumas dicas para curiosos como eu…

Orlando Science Center

Inaugurado em 1960, esse museu apresenta várias exposições relacionadas à ciência. Para aqueles que gostam de dinossauros, existe a mostra “DinoDigs”, com vários fósseis.

Wells’ Built Museum of African American History & Culture

Onde está atualmente localizado o museu funcionava um hotel chamado “Wells’ Built Hotel”, construído em 1912 pelo Dr. William Monroe Wells, e que servia de hospedagem para artistas. Destaque-se que muitos artistas negros famosos do “Chitlin’ Circuit” já se hospedaram neste hotel, dentre eles convém citar Ella Fitzgerald e Roy Campenella. O museu conserva a fachada e a decoração original do hotel, apresentando uma bela exposição de fotos, artefatos, livros, dentre outros.

Titanic – The Exhibition

Como o próprio nome já diz, trata-se de uma exposição sobre o navio “Titanic”, que permite aos seus visitantes conhecer um pouco sobre a sua história e dos seus tripulantes, além de exibir alguns artefatos históricos.

Terror in Orlando

É a nova e assustadora atração da cidade composta por duas mansões mal-assombradas.

E para quem ama uma comprinha luxuosa inocente, em Orlando tem outlets, muuuuuuuitos outlets… E dá para adquirir várias coisinhas sem dor na consciência e sem aquele lance de consumo excessivo, do tipo muambeiros de plantão… Detesto… Mas sobre este assunto tão importante em um blog fashionista, eu farei considerações em um próximo post, no qual mostrarei alguns achados para pessoas antenadas e inteligentes. Aguardem! Risos

Tô na área… Depois de dias leves e escondidinha do mundo, eis que chega o tempo de se atualizar, circular por aí, e fazer valer as minhas vontades, os meus desejos recém renovados com a passagem do niver… TE AMO VIDA!!!

Beijossssss

Memórias de um Monstro!

Se eu estivesse em Berlim, ir ao Museu Histórico Alemão, com certeza seria um passeio obrigatório para mim: não porque curto o cidadão em questão, aliás passei a juventude toda lendo sobre ele, o homem que orquestrou uma das maiores catastrofes do nosso século….e ainda pode parecer idiotice da minha parte eu ainda não entendi exatamente o que ele pretendia quando criou o tal regime..entendendo que o nazismo não foi o resultado da personalidade individual de Hitler.

 

 Dentre os objetos existem placas, bandeiras, mapas, bastões armas e até uniformes. A exposição normalmente acontece em Moscou na Rússia, e para que os objetos pudessem ser expostos na Alemanha, os curadores do museu de Moscou exigiram do governo alemão uma garantia de que os objetos seriam devolvidos. O temor dos russos era que os alemães alegassem razões políticas e tomassem posse sobre os objetos de raro valor histórico.

Bem nem preciso dizer que após a abertura desta exposição (15) muitos berlinenses não ficaram muito contentes….Independentemente disso faço questão de manifestar e enfatizar meu repúdio a qualquer ato pró-nazismo ou a qualquer outro movimento com ideologias semelhantes. Mas que vale a visita a exposição, acho que sim! Eu iria com certeza…fica a dica para quem está de malas prontas para a capital alemã….beijos