I LOVE MONDAYS…

É assim… Hoje eu tive um dia diferente. Sabe aquele dia no qual a gente não espera grandes coisas e acontece um pouco de tudo? Putz, em plena segunda-feira a amiga Marisa me convida para um stand-up… Gente, quem nunca foi em um, definitivamente não pode morrer sem ir! Não era a primeira vez que aparecia para ver um, era apenas a primeira do ano… O fato de se encontrar com os amigos em plena segunda-feira chuvosaaaaaaaaaaaa, tomando sakes e tentando colocar a conversa em dia desde o réveillon já é por si só uma idéia maravilhosa, imagine acompanhado por alguns comediantes de fundo, hiláriooooooo…

Aí de repente eu faço uma comparação com os papos da minha vida real e chego à conclusão que posso eu mesma reinar em um stand-up ao vivo… Hoje mesmo recebo um email de minha amiga Mônica dizendo simplesmente que ontem jantou em Paris (e convenhamos em Paris até o baguete da esquina é fantástico) ao lado da Catherine Deneuve, e piorrrrrrrr, vai ao festival de Cannes! Puxa, eu simplesmente disse para ela fazer dieta, o que mais eu poderia dizer diante de duas notícias fantásticas. O que um ser humano pode dizer sobre isso, estando em SP depois de uma chuva que deve ter no mínimo destruído alguns bairros, alagado milhões de ruas, enfim, aquele caos… Precisando quase de um Jet Ski para andar na cidade… Bom, segunda interessante de qualquer forma… Stand-up, gente, tem que ir… Você ri descontroladamente, apesar do lugar ser pequeninissimo, desconfortável e barulhento… Mas compensa quando o show se inicia, tem alguns caras que simplesmente nasceram para fazer aquilo…

Well, com toda a paciência do mundo explicarei o que é um Stand-up comedy (para os desavisados). É uma expressão em língua inglesa que indica um espetáculo de humor executado por apenas um comediante, também conhecido como humor de cara limpa… Sem personagem, sem fantasia (embora tivesse um que fazia mágica), a pessoa constrói um dialogo a partir de observações do dia a dia e do cotidiano. Pois bem, em resumo, você ouve “coisas surreais”… Pode colocar algumas pessoas em estado de choque e qualquer semelhança com a realidade (isso pode acontecer) é uma sacana coincidência… Hahahaha!

Você pode encontrar este pessoal no Bar Ao Vivo Music (http://comediaaovivo.zip.net), toda segunda feira a partir das 22 horas. A gente com certeza se encontra lá!

Beijo pessoas.

E lembrem-se: Você tem um encontro marcado com a sua felicidade, reserve um tempo para ela…

SPFW, quando termina a gente fica com saudades! risos

É assim, durante a SPFW Ceci e eu trabalhamos horrores, e olha que tivemos ajudinha extra… Arthur escrevia sobre alguns desfiles para nós, pautas e releases surgiam do nada… Alguns anjos apareciam na nossa frente para literalmente nos salvar e nos liberar para ver alguns desfiles e no final do dia não havia maquiagem que funcionasse… Todo dia, todo santo dia, eu ia até o lounge da Natura pedir um corretivo para as olheiras, no penúltimo dia já não sabia mais o que dizer ao maquiador, mas não era preciso, as olheiras (cada dia maiores) já diziam tudo! Risosssssss

Eu adorei o tema desta edição do SP Fashion Week, “Brasileirismo”. O evento trouxe para o mesmo lugar várias partes do Brasil. Acabei-me de comer abóbora com carne seca, queijinho coalho… De ouvir música brasileira… Ainda deu para conhecer um pouco mais do trabalho da POP Carmem Miranda… E tudo isso regado a muito prosseco… Hahahaha

Sério, e sem contar as “figuras” que apareciam na nossa frente… Todo mundo que por ali passava queria deixar o seu recado: seja no corte de cabelo, nos looks formados com inúmeras sobreposições, nos acessórios estilizados, nas maquiagens exageradas… Enfim, em uma semana de moda, a vaidade estética é algo gritante o tempo todo, algo do tipo você é aquilo que você veste. E ponto!

Sem contar a galera que caiu na Bienal de pára-quedas, que devem ter usado muito da sua criatividade para estar ali… Entrar em uma semana de Moda sem convite, já aviso, é a maior furada do mundo, mas pode dar certo… Agora ruim mesmo é o pessoal que se veste mal e pior ainda a grande maioria que não percebe isso, achando incríveis aquelas roupas, enquanto eu me perguntava incessantemente “Como é que essa pessoa saiu desse jeito na rua?” E sigo a linha do pensamento “Como alguém aqui quer ser chamado de elegante?” Aviso, tem que ter fôlego para discernir toda esta poluição visual, algumas pessoas escolheram viver se vestindo de forma emocionante, mas às vezes o resultado é trágico, porque o grande problema disso é que a pessoa que trabalha com MODA, acha que pode usar qualquer coisa, mas qualquer coisa mesmoooooooooo…

Mudando de assunto, antes que alguém me coloque em sua lista negra…

Desfiles. Já digo de cara que foi o do Samuel Cirnansck o meu preferido… No fundo eu sou uma mulher que tem uma Anna Karenina dentro de mim… Hahaha! Em meio a um cenário outonal, Samuel nos mostrou um desfile luxuoso sem ser cafona. Inspirado na queda do Império Russo, vimos vestidos maravilhosos, que fariam qualquer mulher parecer fabulosa… Volumes incríveis, com tecidos divinos, botas de caça em estilo Oxford que me fazem sonhar até hoje com um par… Vi pessoas se emocionarem ao final do desfile, ótima sensação! Bem, e meu modelo preferido foi o vestido de noiva. Putz! Era literalmente de “pirar o cabeção”, elegantérrimo… Com uma modelagem incrível, quase me desprendi da alma ao vê-lo… Enfim pessoas, a semana foi ótima, acho sinceramente que nosso Inverno está garantido. O preto ainda reina, juntamente com o “novo preto” da vez, o cinza. Saruel vocês verão horrores, tanto feminino quanto masculino… Botas gigantescas, longuetes e tudo mais… Agora esperemos a próxima edição, com certeza estaremos lá…

Hoje a rámiga Mônica foi para a França… Os meus 800.000 “Don´t Go” nos últimos 2 meses não surtiram efeito, o jeito é desejar revê-la logo, e de preferência na casa DELA em Beaune, na Borgonha… Hahaha! Seja feliz Moniquetes… Estamos aqui na torcida!

 E lembrem-se “Os erros fazem parte da brincadeira”.

 Beijos de Carinhos

Cecilia, Eu e Arthur Ultimo dia SPFW

My Family Life….

Estou ainda sob o efeito estonteante da noite de ontem….Explico, eu fui a uma festa de CASAMENTO….Até aí tudo normalíssimo….Aliás para ser bem sincera, eu me torno uma pessoa escapista em casamentos que ocorre da minha família, e não porque não gosto, pelo contrário, adoro aquela VIBE casório, todo mundo relativamente bem vestido, as bebedeiras previsíveis, aquela música ruim mesmo(algo inevitável no final de festa)…E o principal as interessantes confissões vinda de forma inesperada da sua prima mais nova, do seu tio mais velho….hahahaha, adoro tudo isso!!!

O probleminha é que eu sou a neta mulher mais velha da família e pior, das duas partes…Então é aquela velha história e com a velha pergunta “ Quando você vai se casar?”e comentários como “Ah querida tenho certeza que o próximo é o seu…” e bláblá, e todas as mulheres que passam por este “Drama”, sabem exatamente o que estou dizendo……Então eu já vou meio armada para tais eventos…O segredo é algo assim; você capricha no visual, coloca o vestido mais fantástico que seu dinheiro possa comprar, ou que tenha no seu guarda roupa e nenhum membro da sua família tenha visto, não poupe dinheiro com o make e o hair…Itens importantíssimos para compor o look…ahhhhhhh não pode deixar de estilizar o visu, com sapatos incríveis e de preferência bem altos e por favor não os tire no final da festa, não tem coisa mais brega e mais feia na face da terra do que pé sujão, andando e pisando no meio das melecas….URGH, tenha compostura, finesse…

Bem ontem fui ao casório de meu primo MAIS novo… risos ….segui a minha etiqueta pessoal…e lá fui eu. Para minha agradável surpresa logo na entrada encontro os amores de minha vida, CLARA, ARTUR E ANDRE…e a família inteira. As perguntas chegam de mansinho, os prosseco rolam solto…A música ruim rola também, com direito a bis da música Thriller do Michael Jackson. Hahahaha…..Bem aí chega o grande momento, o mais esperado pelas solteiras do recinto, mas não no meu caso…fujo nesta hora, acho uma coisa horrorosa aquela disputa quase a tapa pelas mulheres…Já vi cada cena, até uma que fraturou o pé e tudo isso por causa de meia dúzia de flores, além do quê desconfio que isso  não dê mesmo sorte, peguei o buquê de minha irmã , e sendo o da Bia achei que por algumas semanas que Sto António me daria créditos…Não deu risos…E o fato aconteceu há 7 anos  e até agora nadaaaaaaaaaaaa!!! A coisa aconteceu em minutos…Minha cunhada Gil insistiu para eu ir pegar o tal buquê, eu fiquei lá no fundo para não ser vista. A noiva fez algumas gracinhas, ela jogou e eu catei no ar! Saí correndo e gritando como uma louca para abraçar a noiva. Meu pai todo feliz da vida veio correndo, minha irmã gritava como uma enlouquecida e sem contar os meus primos que gritavam como se fossem a verdadeira torcida do Corinthians em final de campeonato! E por mais ou menos uma hora eu ouvia um coro dizendo, que neste ano eu me casava…E confesso, já meio bêbada adorei a sensação…Mas o Grand Finale foi minha mãe levar o buquê embora, alegando que iria colocar no altar de Santa Rita, já que o dia dela é na próxima terça (27) hahahaha… e eu como boa filha deixei, porque afinal de conta, dizem as boas línguas que promessa de mãe tem poder!!!

É isso aí pessoas, até a próxima e prometo minha próxima postagem será sobre minha maravilhosa Fashion Life- aguardem as impressões do SPFW…..E lembrem-se: Fazer o bem, fazer o bem, este é o lema!!! E hoje o beijo vai para a minha cidade queridaaaaaaaaaa SP, 455 anos, velhinha …mas ainda fascinante.

O Buquê

Deliciando-se com SP em Janeiro

18/01/2009 (Domingo tranquilex, temperatura morninha, sentada no meu apartamento em SP)

Raramente viajo em Janeiro…este ano foi uma exceção, definitivamente eu evito sair da cidade nesta época. Nós paulistanos da gema e com muito orgulho, descansamos também de alguns excessos(que também odiamos, mas por amor á cidade…aturamos e muito!) de gente e de carro….

Ruas calmas, cinemas e bares vazios, a cidade parece que é toda minha!!!

Fico apaixonada por SP em janeiro, agradeço aos deuses todos os anos por este momento…andar na rua, tem um prazer diferente. Menos sirene, menos baladas, mais discreta delicadezas vinda dos motoristas, dos motoboys, que estas horas (Graça a Deus!) devem estar em balneários distantes…

O metrô, os supermercados, estacionamentos, aeroportos se humanizam…

Uma pena que o mês de Janeiro não vai durar muito, portanto vamos usufruir do privilégio…e depois disso voltarei a passar o ano inteiro desejando que um dia janeiro chegue novamente…..

 

Dica Cinéfila: filme australiano El Rastro

É assim, hoje vai uma das minhas fabulosas dicas…o filme é australiano, feito por um diretor interessantíssimo chamado Rolf de Heer….assisti na mostra de filmes independentes na Argentina. Lá o filme se chama El Rastro, na versão english The Tracker, vamos à sinopse; O filme acontece em 1922 na Austrália, onde quatro homens procuram um aborígene no meio do deserto, este é suspeito de matar uma mulher branca..

Tá certo que estamos no início do ano, mas se eu tivesse assistido há 20 dias, ainda seria 2008, então diria com a maior tranqüilidade do mundo “melhor filme do ano”…a trilha sonora é sensacional, ela se encaixa perfeitamente em cada personagem, desconfio até que as músicas foram feitas para o filme (escrever para o tal diretor e perguntar isso?!) destaque para as cenas em desenhos animados…um momento Cult, detectado pela minha visão cinéfila…risinhos

E como voltei toda coração das férias…fui até o youtube e busquei um trailler do filme e adivinhem acheiiiiiii!!! Portanto compartilho o link para vsa. Apreciação…não li nada sobre a vinda dele para o Brasil…mas sempre tem um jeito de baixar, para quem é inteligente..risos, of course!

São 02 e meia da manhã, me preparando psicologicamente para ver com minha sócia Ceci, o SPFW e os vestidos maravilhosos que com certeza verei por lá…para o nosso próximo inverno, conto as novidades Fashion Descontrol nos próximos dias…Beijoka e lembre-se “A coisa mais importante da vida é conviver”