Capim Santo: Natureza e gastronomia fresca!

Pode ser uma imagem de área interna

Visitar o Museu da Casa Brasileira é sempre um prazer, e quando a gastronomia de uma de suas chefs preferidas se integra à cultura e ao conceito da casa brasileira, o prazer dessa experiência redobra. Os espaços diversos foram ambientados com muito design brasileiro e elementos genuinamente naturais e sustentáveis, o que traz leveza e contribui para a vivência gastronômica que aconteceu em nosso almoço. Tudo conectado a todos os sentidos!

Iniciei meu almoço com uma entradinha bem característica dos menus autorais da chef, Churros de Tapioca com Vatapá (R$37,00) – fritura que encanta meu palato: crocante por fora, macio por dentro, e leve a cada mordida. A iguaria baiana que acompanha os bolinhos se caracteriza pelo sabor do azeite de dendê e do leite de coco, dando aquela sensação que só as receitas baianas causam ao meu palato, um tempero carregado de brasilidade, de sabor da nossa terra e de mar. Adorei!

Ainda nas entradas, queria provar algo mais fresco e verde, o que nos despertou a curiosidade foram os Anéis de Tapioca com tomatinhos e folhas verdes (R$58,00), e seguimos nossa intuição sem arrependimentos! Este é um pedido certeiro para os amantes de uma boa salada simples, com toques de iguarias diferente do cotidiano. A tapioca presente na salada dá um incremento interessante, e causa uma textura sedosa, os demais ingredientes dão o frescor necessário à receita. Gostei!

Continuei na linha Tapioca, porque toda receita que envolve esta goma sem glúten me desperta curiosidade palatina. Sendo assim, nosso primeiro prato foi Ravióli de Tapioca recheado com queijo Serra da Canastra e molho de ervas (R$57,00). Adorei a leveza da massa e o recheio feito com o queijo mineiro de sabor forte e picância leve aparece de forma bem sutil, e totalmente conectado ao molho refrescante das ervas. Sabe aquele dia que você deseja comer algo acolhedor, simples e com um traço distintivo e sedutor? Esta receita se encaixa neste conceito!

O melhor deste almoço incrível? Linguado recheado com palmito pupunha e empanado com quinoa, acompanhado de purê de banana da terra (R$95,00). Farto e com uma apresentação linda, este peixe empanado com quinoa traz crocância extra e seu sabor suave cruza em perfeita harmonia com o purê macio e o doce da fruta. Uma combinação certeira e uma explosão de sabores brasileiros foi o que eu encontrei nesta receita. Fãs de um bom peixe, não rejeitem esta sugestão de quem vos fala.

As sobremesas têm a mesma toada do restante do menu: saborosas, leves e com pegada tropical. Não dispense o Cuscuz com leite de coco e manga (R$27,00) e o Timbale de banana com creme de Nutella (R$32,00), um bálsamo perfeito para os amantes de uma boa confeitaria que tenha a sinergia perfeita com todo o seu almoço.

Jardim maravilhoso, comida sempre inspiradora, música suave e um museu anexo a este cenário mágico. A gastronomia do Capim Santo é uma experiência única e sempre transformadora. Vale a visita!

Serviço

Restaurante Capim Santo – Museu da Casa Brasileira (MCB)
Endereço: Av. Brigadeiro Faria Lima, 2705 – Jardim Paulistano, São Paulo, SP
Telefone: (11) 3032-2277
Horários:
Almoço de terça-feira a domingo das 10:00 às 18:00
Jantar somente às sextas-feiras das 19:00 às 22:00
Fechado às segundas-feiras

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *