Adios Papai Noel…

Certas notícias que leio merecem minha humilde intervenção, tamanha a minha perplexidade… E foi o caso hoje… Vocês acreditam que tem uma galera católica na Alemanha que criou uma campanha para extinguir o Papai Noel até o dia 25 de dezembro? E detalhe: todo este alvoroço faltando pouco mais de 2 meses para o Natal! Ai, faça me rir… Natal sem Papai Noel, como assim?!

Estas pessoas “insanas” alegam que o bom velhinho não passa de um representante da sociedade comunista inventado por uma indústria publicitária, visando promover as vendas? Ok isso até pode ter uma parcela de verdade, mas convenhamos: natal sem Papai Noel, perder a oportunidade de ver meu pai vestido de Noel todos os anos somente para alegrar a noite dos meus sobrinhos… No way….

Bem, e a história não pára por ai… Além de aposentar o velhinho mais simpático da face da terra, eles querem substituí-lo por São Nicolau… Padroeiro das crianças… Quer dizer, querem trocar alguém cool, mais fashionista, por outro (com todo respeito) que possa nos socorrer nas horas de necessidade… A movimentação anti-Papai Noel já foi iniciada. Membros da organização estão se dedicando à divulgação da causa, que já conta com o apoio de diversas celebridades locais… Uma delas, a apresentadora Nina Ruge, explicou ao The Sun o motivo pelo qual se solidariza com a idéia. “São Nicolau quer dar riquezas interiores às crianças, e não apenas tentar incentivá-las a lutar por riquezas materiais”.

Hahahaha será que isso é coisa de gente que não teve infância, ou são desapegadas das boas comemorações da vida? Gente, natal sem Papai Noel não rola… Porque é saudável para todas as pessoas fantasiarem em alguns momentos da vida! Os dias que antecedem o natal por exemplo… Para muitos são momentos mágicos, com uma dose de encantamento inesquecível. Fazemos pedidos e promessas, enfeitamos a casa, montamos a árvore, ouvimos músicas natalinas que fazem bem à alma e ao espírito… E ouvimos boas histórias, pode reparar que a cada Natal alguém sempre chega com uma boa história para contar… Independente dos rituais que cada um faça, todos têm algo em comum nesta época do ano. Alimentamos mais  nossas fantasias, como diria um austríaco que sabia das coisas, Bruno Bettelheim: “Sem a fantasia não existe a possibilidade de uma boa compreensão do que chamamos realidade”.

Acredito que todos nós precisamos estimular nossa imaginação todos os dias, isso enriquece a nossa vida e pode nos ajudar a tornar claras nossas emoções.

Portanto, que continue vivo em nossas vidas Papai Noel, Cinderela, Coelhinho da Páscoa, Mula-Sem-Cabeça, Lobo Mau (adorooooooooooo) e continuemos a estimular a imaginação e nossas fantasias… Aiiiiiii! E quanto a mim, espero não ficar pior com a idade… Hahahaha! Beijossssssssssss

Uma resposta para “Adios Papai Noel…”

  1. Carla, algumas informações:
    São Nicolau É o Papai Noel. São Nicolau era um bispo de um país frio lá – esqueci qual – que tinha por costume presentear as crianças, e era a sua imagem, de roupa de bispo e manto de pele (por causa do frio) a imagem do que chamamos de Papai Noel. Só nos anos 1940 os marketeiros da Coca-Cola inventaram a imagem conhecida hoje, do velhinho gordo vestido de vermelho (o Papai Noel original em geral se vestia de azul…).
    Então, o Papai Noel como conhecemos é, sim, uma representação CAPITALISTA (não comunista…) de incentivo ao consumo, que começou com a Coca-Cola e, como sempre acontece nos USA, se espalhou para todo e qualquer tipo de consumo desenfreado.
    Tudo isso para dizer que, no final das contas, o que o pessoal quer é uma volta às origens do Papai Noel, não o seu fim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *